Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Importância da qualidade da água utilizada em farmácias de m

No description
by

Karen Minatel

on 19 November 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Importância da qualidade da água utilizada em farmácias de m

Importância da qualidade da água utilizada em farmácias de manipulação
Karen Armelin Minatel

Orientador: Prof. Dr. Benício Alves de Abreu Filho

Introdução
Farmácia Magistral
Farmácia Magistral
Definição pela RDC 67/2007: estabelecimento de manipulação de fórmulas magistrais e oficinais
Preparações magistrais
Preparações oficinais
Farmácia Magistral
Benefícios do medicamento manipulado
Responsabilidade do farmacêutico
Legislação para a qualidade do produto manipulado
RDC nº 67, de 8 de outubro de 2007
dispõe sobre Boas Práticas de Manipulação de Preparações Magistrais e Oficinais para Uso Humano em Farmácias
Produtos
Manipulação de diversos produtos
Veículo de preparações líquidas: água
Exigências legais para utilização da água
Tipos de Água
A água é um produto essencial para a área farmacêutica
Deve passar por um processo de purificação
Alguns tipos de água segundo a 5ª edição da Farmacopeia Brasileira
água para injetáveis (API)
água purificada (AP)
água ultrapurificada (AUP)
Biossegurança
Análise físico-química e microbiológica
Qualidade da água
Contaminantes Físico-Químicos
Orgânicos e inorgânicos
Poluição, resíduos de produtos utilizados na limpeza, gases atmosféricos, fonte de alimentação
Importância dos limites desses contaminantes
Contaminantes Microbiológicos
Principais contaminantes
bactérias
Problemas gerados
Contaminates mais frequentes segundo a farmacopeia
Alcaligenes
Pseudomonas
Escherichia
Flavobacterium
Klebsiella
Enterobacter
Aeromonas
Acinectobacter
Padrão farmacopeico
Relação Econômica
Contribuição no mercado brasileiro
Histórico de crescimento
5,8 mil de farmácias de manipulação no Brasil
17 mil farmacêuticos
Objetivo
Realizar um levantamento bibliográfico sobre a legislação vigente e a qualidade da água utilizada nas farmácias de manipulação
Metodologia
Base de dados online
Literatura existente
Busca de material sobre o tema
Critério de inclusão da bibliografia
Resultado e Discussão
Água purificada é matéria-prima
Contaminação leva a problemas
Problemas para a saúde
Problemas intestinais
Pacientes debilitados
Problemas ao medicamento
Leva a alterações físico-químicas
Pode afetar o teor do princípio ativo
Gerar efeitos adversos
Importante purificar a água
Processos de Purificação
Destilação
Deionização
Purificação por Osmose Reversa
Tipos de Água
Biossegurança
Relação Econômica
Controle da água purificada
Controle e acompanhamento periódico
Ensaios especificados pela farmacopeia
Ensaios
Características físicas
Acidez/alcalinidade
Substâncias oxidáveis
Condutividade
Carbono Orgânico Total
Contagem de micro-organismos mesófilos
Contagem de bactérias heterotróficas
Coliformes totais
Escherichia coli
Pseudomonas aeruginosa
Fontes de contaminação
Sistemas de purificação
Limpeza e manutenção
RDC 17/2010
obrigatório manutenção e limpeza dos purificadores
Armazenamento
RDC 67/2007
24h de armazenamento
Sanitização do barrilete
Evita a proliferação de bactérias e a formação de biofilmes
Registros
Manutenção e limpeza
Melhor controle da qualidade
exemplos
Verificação da água purificada
exemplos
Controle da Qualidade
Gestão da qualidade
Revisão da qualidade
Conclusão
Saúde é direito constitucional
Farmácia deve garantir a qualidade
Limpeza e manutenção dos purificadores
Limpeza e manutenção do local de armazenamento
Para benefício da saúde do consumidor
Conhecimento das RDC 67/2007 e RDC 17/2010
Garantia da qualidade
produtos seguros
Finalmente, a manipulação é uma prática que exige grande responsabilidade e profundo conhecimento dos profissionais de saúde envolvidos, sendo necessário o constante aperfeiçoamento e fiscalização atuante, a fim de se evitar eventuais problemas, os quais são passíveis de ocorrer em qualquer ramo do setor de saúde. (BONFILIO, 2010, p. 661).
Referências
AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Guia de Qualidade para Sistemas de Purificação de Água para Uso Farmacêutico, Brasília, 2013. Disponível em: <http://portal.anvisa.gov.br/wps/wcm/connect/07e3b0804e58a721b21cf24e8ff0a428/guia+purifica%C3%A7%C3%A3o+de+%C3%A1gua.pdf?MOD=AJPERES> acesso em: 17 jun. 2014.

AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Resolução - RDC nº 67, de 8 de outubro de 2007. Regulamento Técnico que institui as boas práticas de manipulação de preparações magistrais e oficinais para uso Humano em farmácias. Diário Oficial da União, Brasília. Disponível em: <http://www.anvisa.gov.br/hotsite/segurancadopaciente/documentos/rdcs/RDC%20N%C2%BA%2067-2007.pdf> acesso em: 18 jun. 2014.

AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Resolução - RDC nº 17, de 16 de abril de 2010. Dispõe sobre as Boas Práticas de Fabricação de Medicamentos. Diário Oficial da União, Brasília. Disponível em: <http://www.farmacia.ufg.br/uploads/130/original_RDC_17_de_2010.pdf> acesso em 24 jun. 2014.

ANDRADE, F.R.O. et al. Análise Microbiológica de Matérias Primas e Formulações Farmacêuticas Magistrais. Revista Eletrônica de Farmácia, v. 2, n. 2, p. 38 – 44, 2005. Disponível em: <https://www.revistas.ufg.br/index.php/REF/article/download/1948/1882> acesso em: 12 out. 2014.

BONFILIO, R. et al. Farmácia Magistral: sua Importância e seu Perfil de Qualidade. Revista Baiana de Saúde Pública, v. 34, n. 3, p. 653-664, 2010. Disponível em: < http://files.bvs.br/upload/S/0100-0233/2010/v34n3/a1874.pdf> acesso em: 24 jun. 2014.
Referências

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria nº 2914, de 12 de dezembro de 2011. Diário
Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília. Disponível em: < http://www.cvs.saude.sp.gov.br/zip/Portaria_MS_2914-11.pdf> acesso em 24 jun. 2014.

FARMACOPEIA Brasileira. 5. ed. Brasília: ANVISA, 2010. 1 v.

FARMACOPEIA Brasileira. 5. ed. Brasília: ANVISA, 2010. 2 v.

FERREIRA, Anderson de Oliveira. Guia Prático da Farmácia Magistral – Volume 1. 3. ed. Farmabooks Editora, 2008.

MARTINELLI, H.K. et al. Avaliação do controle de qualidade realizado nas farmácias e manipulação e homeopáticas de Maringá, Estado do Paraná. Acta Sci. Health Sci, v. 27, n. 2, p. 137-143, Maringá, 2005. Disponível em: < http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciHealthSci/article/view/1378/788> acesso em: 17 set. 2014.

MARTINS, Hélio. Água purificada. Revista técnica do farmacêutico, p. 14-22, 2013. Disponível em: < http://www.anfarmag.org.br/files/artigo-tecnico/20130726_094238_56951.pdf> acesso em 06 out. 2014.

MEDEIROS, A.C.D; PORTO, K.L.; PROCÓPIO, J.V.V. Análise de contaminantes microbiológicos em produtos comercializados em farmácia de manipulação. BIOFAR – Revista de biologia e farmácia, v.01, n.01, p.1-12, 2007. Disponível em: < http://sites.uepb.edu.br/biofar/download/v1n1-2007/pdf_analise_de_contaminates_microbiologicos.pdf> acesso em 06 out. 2014.
Referências
MIRANDA, C.G. et al. Avaliação Físico-Química da Qualidade de Água Potável e Purificada de Farmácias de Manipulação. Revista de Biotecnologia e Ciência, v. 1, n.2, 2013. Disponível em: < http://www.anais.ueg.br/revista/index.php/biociencia/article/view/1782> acesso em: 17 jun. 2014.

OLIVEIRA, F.C.; PELEGRINI, D.D. Controle de qualidade do sistema de produção de água purificada obtida por osmose reversa em indústria farmacêutica. SaBios – Revista de Saúde e Biologia, v. 6, n. 1, p. 36 – 42, 2010. Disponível em: < http://revista.grupointegrado.br/revista/index.php/sabios2/article/view/672/339> acesso em: 18 jun. 2014.

PAES, Milton. 2013. Manipulação de remédios vem registrando expansão. Disponível em: < http://www.cff.org.br/noticia.php?id=1280> acesso em 17 set. 2014.

SANTOS, Cynara de Faria e Silva. Revisão da Qualidade na Farmácia Magistral. Revista técnica do farmacêutico, p. 12-13, 2013. Disponível em: http://www.anfarmag.org.br/files/artigo-tecnico/20130725_111837_02519.pdf acesso em 06 out. 2014.

SANTOS, K.A.; CRUZ, E.A. Sistemas de geração e distribuição de água purificada na indústria farmacêutica. Fármacos & Medicamentos, São Paulo, v.9, n.50, p.34-42, fev. 2008. Disponível em: <http://erikalizfarma.files.wordpress.com/2011/02/artigo-1-sistemasdegerac3a7c3a3oedistribuic3a7c3a3odec3a1guapurificadanaindc3bastriafarmacc3aautica.pdf> acesso em 12 out. 2014.

TRABULSI, L.R.; ALTERTHUM, F. Microbiologia. 5 ed. São Paulo: Atheneu, 2008.
Ilustrações
Obrigada!
Universidade Estadual de Maringá
http://www.encontraararuama.com.br/empresas/agua-viva-farmacia-de-manipulacao/

http://www.vangfm.com.br/destaque.php?id=1531

http://www.formularium.com.br/farmacia-de-manipulacao-formularium.php

http://www.portalnoroestesp.com.br/a-crise-da-agua/copo-com-agua/

http://www.aquariushobby.com.br/ecommerce_site/produto_12204_4140_Filtro-Deionizador-VF-20-faz-ate-1000-Litros

http://www.acquaquality.com.br/produtos_ver.asp?idcat=1&idsubcat=59

http://www.consuitec.com.br/sgc/fotos/25173cod_025_-_026..jpg

http://saude.sapo.pt/galerias/peso-nutricao/boas-razoes-para-beber-agua.html#9

http://vital.com.br/index.php/produto/?c=&cod=37

http://www.biowatersystem.com.br/noticias/16-04-2012---Que-contaminantes-podem-ser-achados-na-agua-de-beber.-.htm_65.htm

http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-590579185-barrilete-em-pvc-20-litros-gennaplastics-_JM
Departamento de Farmácia e Farmacologia
água potável
água reagente
Problemas relacionados
Segundo Martins (2013), no mínino mensalmente
De acordo com Santos (2013)
segundo Ferreira (2008) semestralmente
Full transcript