Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Microbiologia dos principais microorganismos envolvidos no t

No description
by

Pâmela Leite

on 20 May 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Microbiologia dos principais microorganismos envolvidos no t

Introdução
Microbiologia dos principais microorganismos envolvidos no tratamento de esgoto
FAENG - Faculdade de Engenharias, Arquitetura e Urbanismo e Geografia
Alunas: Carolina Costa, Thamiris Fontoura, Patrícia Senna, Lorena Paiva, Pâmela Leite, Isabelle Leão e Isabella Coury

É a etapa de remoção biológica dos poluentes e sua eficiência permite produzir um efluente em conformidade com o padrão de lançamento previsto na legislação ambiental.
Remoção de grandes sólidos e areia para proteger as demais unidades de tratamento, os dispositivos de transporte (bombas e tubulações) e os corpos receptores.
Os esgotos ainda contém sólidos em suspensão não grosseiros cuja remoção pode ser feita em unidades de sedimentação, reduzindo a matéria orgânica contida no efluente.
Remoção de poluentes tóxicos ou não biodegradáveis ou eliminação adicional de poluentes não degradados na fase secundária.
Grande parte dos microorganismos patogênicos foi eliminada nas etapas anteriores, mas não a sua totalidade. A desinfecção total pode ser feita pelo processo natural - lagoa de maturação, por exemplo - ou artificial - via cloração, ozonização ou radiação ultravioleta.
Ecologia do Tratamento de Esgoto
Os Microorganismos;
Fontes de Energia e Carbono;
Metabolismo dos Microorganismos;
Características das Águas Residuais;
Características Físicas e Químicas;
Características Microbiológicas;
Processos de Tratamento do Esgoto;
Ecologia do Tratamento de Esgoto.
Os Microorganismos
Organismos envolvidos:
• Bactérias;
• Archeas;
• Protozoários;
• Fungos;
• Algas;
• Vermes.

Fontes de Energia e Carbono

Fonte de Carbono:
Seres autótrofos: gás carbônico (CO₂);
Seres heterótrofos: Matéria Orgânica;
Fonte de Energia:
Seres Fototróficos: energia luminosa;
Seres Quimiotróficos: energia de reações químicas.
Metabolismo dos Microorganismos
Desassimilação ou Catabolismo: reações de produçãode energia, nas quais ocorre a degradação do substrato;
Assimilação ou Anabolismo: reações que conduzem à formação de material celular (crescimento) com o auxílio da energia liberada na desassimilação.
Características das Águas Residuais
As águas residuais exibem uma grande diversidade nas características físicas, químicas e microbiológicas. É importante compreender esses fatores em planejamentos de uma estação de tratamento de águas de esgotos.
Características Físicas e
Químicas
99,9 % de água;
Presença de Sólidos Suspensos;
Constituintes Químicos;
Compostos Químicos Inorgânicos;
Compostos Químicos Orgânicos.
Características Microbiológicas
Inclui coliformes, estreptococos, bacilos anaeróbios esporulados, grupo Proteus;
Microorganismos adicionais;
Eficiência do processo de tratamento;
Tipos fisiológicos de bactérias.
Características Microbiológicas
Processos do Tratamento
de Esgoto
Preliminar;
Primário;
Secundário;
Terciário;
Desinfecção.
Classificação em função
da faixa de temperatura
Protozoários
Ecologia do Tratamento
de Esgoto
Floco Biológico
Referências Bibliográficas
VON SPERLING, M. Introdução à Qualidade das Águas e ao Tratamento de Esgotos. 2. ed. Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais, 1996. 243 p., v.

VON SPERLING, MARCOS. Princípios de Tratamento Biológico de águas Residuárias: Introdução à Qualidade da Água e ao tratamento de esgotos – Volume 1 – 2005. DESA/UFMG

VON SPERLING, MARCOS. Princípios de Tratamento Biológico de águas Residuárias: Princípios de Tratamento de Esgotos – Volume 2 – 2003 DESA/UFMG

VON SPERLING, MARCOS. Princípios de Tratamento Biológico de águas Residuárias: Lodos Ativados – Volume 4 – 2002, 2ª ed. DESA/UFMG


Principais Organismos Envolvidos
Tratamento aeróbio
Bactérias
Unicelulares procariotas;
Quanto a forma: cilindrica, bastonete e espiralada;
Reprodução: divisão binária, formação de esporos e sexuada;
Maior presença e importância nos sistemas de tratamento biológico (remoção da DBO).
Além da remoção da matéria orgânica carbonácea, também pode ocorrer:

Nitrificação: Bactérias autótrafas quimiosintetizantes;
Desnitrificação: Bactérias heterótrofas facultativas;

Faixa de pH ótima: 6,5 à 7,5.
Unicelulares, eucariotas;
Reprodução: divisão binária;
São divididos em: amebas, flagelados e ciliados;
Principais atuações no tratamento de esgoto:

Consumo de matéria orgânica;
Consumo de bactérias livres;
Participação na formação de flocos.
Estrutura típica de um floco de lodo ativado:
Full transcript