Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Tutorial Normas

apoio teórico na definição, clarificação e utilização de referências bibliográficas e citação de acordo com a Norma Portuguesa NP405 e Norma APA
by

Ana Paula Gonçalves

on 18 March 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Tutorial Normas

Tutorial Normas
Citações e Referências
Citação
O texto que surge no corpo de um trabalho de pesquisa e que deve ser documentado citando o autor e a data de publicação dos trabalhos consultados.




Referências
A lista de referências completa deve ser apresentada no final do texto e por ordem alfabética iniciando o registo do(s) autor(es) pelo sobrenome do primeiro autor.
Porquê
referências bibliográficas?

Deverá haver citação de uma referência sempre que se utilizem ideias, conhecimentos ou métodos que não são da nossa autoria e/ou que sirvam de fonte e certificação de informação a um trabalho.
De outra forma compromete-se a identificação da fonte e o vinculo de certificação ou validade da informação.
Como?
Sugere-se para referenciação bibliográfica

a norma portuguesa NP405
ou
a norma APA
(autor-data)
Biblioteca do Conhecimento Online . (2004) .
Referências bibliográficas

http://www.b-on.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=415%3Areferencias-bibliograficas&catid=43%3Areferencias&Itemid=16&lang=pt

Bibliotecas da Universidade de Aveiro . (2010) .
Referências bibliográficas: manual de normas e estilos
[issue] .
http://issuu.com/bibliotecasua/docs/manual_normas
Na elaboração de qualquer trabalho académico a bibliografia é um elemento essencial e deve ser elaborada de forma cuidada, de acordo com a norma.

Normas nacionais
emanadas pelo
Instituto Português da Qualidade
– NP 405 – Informação e Documentação: Referências Bibliográficas
Existem normas
para a elaboração de referências bibliográficas

objetivo:
1.º permitir a normalização e uniformidade;
2.º facilitar a identificação dos documentos consultados que validam o trabalho académico.
e
Normas internacionais
elaboradas pela
ISO
(International Standardization Organization)
Objetivo de uma bibliografia
:
1.º documentar o trabalho;
2.º demonstrar que as opiniões que constam no trabalho são sustentadas por fontes consultadas.
Todos os autores citados no texto devem estar presentes nas referências com as informações completas. Este procedimento é obrigatório.

ex. referência bibliográfica
de acordo com a norma APA
Bloom, H. (2003). Genius: A mosaic of one hundred exemplary creative minds. New York: Warnwe Books.



As referências
não devem incluir documentos que não foram citados
no texto
ou não tenham sido fontes consultadas
na pesquisa de informação.
As referências bibliográficas devem ser descritas numa secção própria: Bibliografia ou Referencias Bibliográficas
Como citar?

ex. citações
no corpo do texto

José Saramago (1922-2010), único Prémio Nobel de Literatura de língua portuguesa (1998), construiu a maior parte de sua prolífica obra literária nos últimos 30 anos de sua vida. A sua obra constituirá seguramente um dos mais enriquecedores legados culturais e literários do século XX por via da narrativa histórica evidenciada pelas personagens desenhadas e tornadas vivas pelo génio do escritor (Bloom, 2003).


Como prova de um largo reconhecimento mundial da obra e da pertinente forma como a ficção saramaguiana incorpora a História, o crítico literário norte-americano Harold Bloom (2003) considerou José Saramago: "o mais talentoso romancista vivo nos dias de hoje”, referindo-se a Saramago como “O Mestre”.

A Geografia é a ciência da Terra, no conjunto e na diversidade (Ribeiro, 1989)

O objeto de estudo da História é o Homem (Barca, 2005)

Portugal viveu durante 48 anos um regime autoritário, conservador, corporativo, antidemocrático, antiliberal e fascista que manteve Portugal debaixo de uma ditadura repressiva - o Estado Novo - que não aceitava a existência de partidos políticos, de sindicatos livres, da oposição, que reprimiu severamente todas as manifestações de descontentamento popular e que manipulou todas as eleições que se realizaram durante este período (Rosas, 1990; Mattoso, 1998)
Sendo a bibliografia uma lista de fontes - normalmente colocada no fim de trabalho de pesquisa - consultadas ou citadas na criação de um documento ou trabalho, é possível fazê-la no Microsoft Office Word, isto é, gerar automaticamente uma bibliografia com base nas informações das fontes utilizadas.

Sempre que cria uma nova fonte, as respectivas informações são guardadas no computador, facilitando a localização e utilização de qualquer fonte registada.

Para além do Office Word existem softwares gratuitos originalmente desenhados para gerir e partilhar “papers”, localizar informação cientifica e colaborar online.
ex. citação direta

"Há livros que são no mundo como almas penadas. Andam, andam, tropeçam através de séculos pela obscuridade e pelo sofrimento, até que um dia apareça alguém que os tire do limbo do esquecimento. E isto, parecendo que não, dá esperança..." (Torga, 1942)


"Que belo é ter um amigo! Ontem eram ideias contra ideias. Hoje é este fraterno abraço a afirmar que acima das ideias estão os homens. Um sol tépido a iluminar a paisagem de paz onde esse abraço se deu, forte e repousante. Que belo e que natural é ter um amigo!" (Torga, 1935)


Para um autor que faz uma defesa apaixonada da ciência e da racionalidade humana, Carl Sagan (1996) o “universo não foi feito à medida do ser humano, mas tampouco lhe é adverso: é-lhe indiferente. O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida. Eu não quero acreditar, eu quero saber.”
Full transcript