Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Os plásticos e os estilos de vida nas sociedades atuais

No description
by

Stéfanie Sobral

on 6 June 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Os plásticos e os estilos de vida nas sociedades atuais

Os plásticos e os estilos de vida nas sociedades atuais
Agricultura
Medicina
- Cobertura em estufas;
- Misturar no solo para promover o arejamento;
- Cobertura de armazéns para diferentes tipos de produtos;

- Biomateriais (por exemplo, válvulas para o coração, vasos sanguíneos);
- Instrumentos miniaturizados desenhados para alcançar estruturas profundas do corpo;
- Microencapsulados para medicamentos, aromas e vestuário;
- Produtos oftalmológicos;

Indústria
- Componentes para automóveis, aviões;
- Terminais de computadores, caixa de comandos…
- Moldes para diferentes tipos de indústria;
- Pavimentos para o chão, caixilharias de portas e janelas;
- Sacos para o lixo ou para compras e contentores variados;
- Tubagens e respetivos acessórios;
- Fitas de gravação em áudio e vídeo, CD;
- Escudos para a polícia antimotim e brinquedos;

Desporto
- Piscinas e equipamentos;
- Capacetes de proteção;
- Equipamentos de ginásio;

Propriedades do Vidro
-Não é poroso;
-Não é absorvente;
-É bom isolador;
-É transparente;
-Tem baixo índice de dilatação;
-Tem baixa condutividade térmica;
-Suporta altas pressões;
-É denso;
-É quebrável;
-É impermeável;
-É duro;
-É reciclável;
-É esterilizável;
-Tem elevada durabilidade;





Propriedades do Plástico
-É resistente;
-É amorfo;
-É transparente;
-É reciclável;
-É inquebrável;
-É moldável;
-É pouco denso;
-É combustível;
-É esterilizável.
Em 1833, Goodyear, nos EUA, descobriu a vulcanização da borracha: aquecendo-a com enxofre, tornava-a menos pegajosa e mais resistente a baixas temperaturas.

Os primeiros plásticos fabricados industrialmente foram os semissintéticos e eram derivados da celulose.
Em 1860, o químico inglês Alexander Parker fez reagir algodão (formado por celulose) com uma mistura de ácido nítrico e ácido sulfúrico, obtendo a nitrocelulose. Ao misturar a nitrocelulose com óleo de rícino obteve o material plástico
parkesino
, que se podia moldar facilmente.
A história dos plásticos
Os polímeros naturais são usados há milénios.
A borracha natural, também conhecida por
cautchu
, já era usada pelos índios sul-americanos antes da chegada dos espanhóis, para produzir proteções para o corpo e para os pés.
A borracha foi introduzida na Europa no século XVII, tendo começado a ser aplicada industrialmente em França (por exemplo, para apagar traços de lápis no papel).

Em 1828, Mackintosh, em Inglaterra descobriu que a dissolução da borracha em nafta de carvão permitia utilizá-la, após a evaporação do solvente, no revestimento de tecidos impermeáveis.


Petróleo como matéria-prima para o fabrico dos monómeros
A principal matéria-prima para a produção de polímeros é o petróleo.

Para além de ser utilizado como recurso na produção de combustíveis, gasolina e diesel, o petróleo é ainda a base para a produção de todos os confortos relacionados à vida moderna, tais como eletrodomésticos, carros e embalagens.
Atualmente viver sem petróleo é quase impossível, daí a preeocupação em relação à sua possível escassez.
Para facilitar o processo de separação os plásticos reutilizáveis, foi estabelecido , um sistema de codificação de produtos plásticos que consiste num símbolo com três setas em sequência, identificando o tipo de plástico com o qual o produto foi fabricado.
1 – PET – Poli(tereftalato de etileno) – garrafas de refrigerantes, água, vinagre, detergentes.
2 – HDPE (PEAD) – Polietileno de alta densidade – recipientes de champôs, condicionadores.
3 – PVC – Poli(cloreto de vinila) – forros, bandejas de refeições, chão.
4 – LDPE (PEBD) – Polietileno de baixa densidade – filmes, sacos de supermercados.
5 – PP – Polipropileno – tupperware, embalagens para iogurtes e água mineral.
6 – PS – Poliestireno – copos de água e de café.
7 – Outros: PC, PU, ABS.
Indústria de plástico em Portugal

Portugal é um país com um Índice de Desenvolvimento Humano bastante elevado, em que a qualidade de vida e tecnologia usada é bastante superior a muitos outros países. Tem um dos melhores serviços de saúde do planeta, e uma grande produção industrial, maioritariamente de plásticos.
História do plástico em Portugal

Em Portugal, o primeiro plástico a ser produzido a nível industrial, por volta dos anos 20, foi a baquelite (nome em homenagem ao seu criador, Hendrik Baekeland) .
Após a segunda guerra mundial, Portugal assistiu à super-produção e massificação do consumo de novos plásticos:
-Aminoplásticos;
-Poliestireno;
-Policloreto de vinilo;
-Polietileno.

Estes novos materiais obtiveram um estatuto significativo na sociedade portuguesa, começando a existir uma grande dependência. E desde então, foram criados aperfeiçoamentos para rentabilizar cada vez mais o processo de produção do plástico, tornando-o mais resistente, ou mais maleável, ou mais leve.
Em Portugal, destaca-se o setor do fabrico de moldes para injeção de plásticos, que se concentra em Oliveira de Azeméis e na Marinha Grande. Portugal encontra-se entre os maiores fabricantes mundiais de moldes, exportando cerca de 90% da sua produção.
Importância da Reciclagem

A reciclagem do plástico é de extrema importância para o meio ambiente. Quando se recicla o plástico ou se compra plástico reciclado, contribui-se para a preservação do meio ambiente, uma vez que em vez desse determinado material ir para os aterros sanitários, comunidades pobres ou para a natureza, poluindo rios, lagos, solos e florestas, será dirigido para um local adequado, onde se iniciará posteriormente a sua reciclagem.
Em 1936, teve início a produção de polietileno, um material muito isolante, ideal para os cabos de alta frequência (essenciais para o desmento do radar).
A utilização do polietileno sofreu um grande aumento nos finais da II Guerra Mundial.


Em 1953, o químico alemão Karl Ziegler, seguindo os trabalhos iniciais do italiano Giulio Natta, conseguiu a polimerização do eteno à pressão atmosférica, tendo obtido o polietileno de alta densidade.

Em 1938, o químico alemão Schlock obteve uma poliamida semelhante, denominada perlon, ou nylon-6.


O impacto destas novas fibras foi enorme.
Após a II Guerra Mundial acelera-se a produção de polímeros sintéticos e na década de 1970 surgem os polímeros de engenharia, com propriedades especiais, e na de 1980 os polímeros de cristal líquido.

O celuloide tinha no entanto um problema grave: era muito inflamável.
A partir de 1899, graças ao trabalho do alemão Lederer, obteve-se o acetato de celulose, que tinha melhores propriedades que o celuloide (sobretudo por não ser inflamável).

Os primeiros plásticos sintéticos não foram logo fabricados à escala industrial, por não estar ainda desenvolvida a tecnologia necessária. Em 1838, o químico francês Victor Regnault obteve o PVC, mas só no final de 1912 se iniciou a sua produção industrial.
A produção em grande escala iniciou-se em 1938.

-transformar as habitações tornando-as mais seguras, mais confortáveis e mais adaptadas à vida contemporânea;
- mostrar novos caminhos para ajudar na proteção de crianças, atletas, polícias, bombeiros, etc.
-aumentar a segurança, a eficiência e o divertimento com o automóvel;
Importância dos plásticos na alteração do estilo de vida das sociedades
- Revolucionar a medicina, permitindo um maior tempo médio de vida e vidas mais saudáveis;

-Transformar a informação, o entretenimento e a comunicação, fornecendo conhecimentos que permitem que todas as pessoas se mantenham informadas;

-Desenvolver processos para ajudar a proteger os alimentos das bactérias;
Os plásticos e os estilos de vida das sociedades atuais
O plástico está, nas suas mais diversas formas, presente no dia-a-dia de cada um, na maioria das vezes, ninguém dá conta da sua importância nos mais ínfimos aspetos da vida humana.
O plástico é indissociável do estilo de vida moderno, e este material tão importante conseguiu, ao longo dos últimos 150 anos, mudar radicalmente a sociedade em que se vive, contribuindo para o aumento do nível de vida e bem-estar geral.
Consumo de petróleo por setor de atividade
Curiosidade:
Os países onde se recupera maior percentagem de vidro produzido são a Suiça e a Holanda- com cerca de 50%.
Curiosidade:
Só nos EUA, a indústria do plástico tem atualmente uma produção bruta superior a 100 mil milhões de dólares.
Charles Goodyear
Alexander Parker
Na mesma época, um jogador de bilhar norte-americano propôs oferecer um prémio a quem conseguisse obter um material que fosse mais homogéneo que o marfim, material com que eram feitas as bolas de bilhar.

Entre 1870 e 1872, os irmãos Isaiah e John Hyatt patentearam nos EUA um material com características inovadoras: o nitrato de celulose plasticizado com cânfora. Patentearam ainda uma máquina para moldar por injeção este material.


Era esse o plástico que pretendia o jogador de bilhar. Chamou-se a este novo material, que se tornou o primeiro plástico com êxito comercial,
celuloide
.

Era transparente como o vidro, mais resistente que o couro, podia colorir-se e fundia a uma temperatura bastante baixa, dando lugar a uma massa plástica que podia adotar formas muito variadas.
Durante a I Guerra Mundial (1914-1918) verificou-se uma escassez de muitos materiais que os plásticos poderiam substituir, mas era necessário melhorar as suas propriedades, o que conduziu ao início do estudo da sua estrutura interna.

Em 1924, Hermann Staudinger propôs, contra a opinião de parte da comunidade científica da época, o conceito de um polímero ser constituído por uma cadeia molecular de grandes dimensões.


Este conceito, que demorou quase dez anos a ser completamente aceite, está na base de toda a ciência e engenharia de polímeros atual.
Com o celuloide foram fabricadas bolas de pingue-pongue, botões, interruptores, suportes para películas fotográficas ou filmes, etc.
Victor Regnault
Lederer
O trabalho realizado pelo químico belga, Baekeland permitiu que em 1909 se fabricasse, à escala industrial, o primeiro plástico sintético - a baquelite.
A baquelite veio permitir fabricar tomadas, cavilhas elétricas, caixas de rádios, etc.
L. H. Baekeland
Um dos plásticos mais utilizados, o polietileno (PE), foi descoberto acidentalmente.
Em 1933, Eric Fawcett e Reginald Gibson estavam a fazer trabalhos de investigação com eteno a pressões elevadas.


Numa das suas montagens formou-se provavelmente uma fenda na montagem, por onde foi entrando oxigénio. Obteve-se então uma substância sólida branca cuja fórmula empírica era a mesma do eteno.

Conclui-se posteriormente que o eteno se havia polimerizado e que o oxigénio tinha desempenhado um papel importante.

Fórmula de estrutura do eteno.
Karl Ziegler
A primeira poliamida (PA) a ser sintetizada foi o nylon. Wallace Carothers tinha por objetivo a obtenção de fibras sintéticas. Sabia-se que a lã e a seda, duas fibras de origem animal, eram formadas por proteínas.

Carothers tentou então sintetizar uma cadeia semelhante à das proteínas, utilizando aminas e ácidos carboxílicos, em vez de aminoácidos.

Em 1935, Cartothers obteve a poliamida que começou a ser comercializada em 1937 com o nome de nylon.
Wallace Carothers
Full transcript