Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Estudo de Caso - Centro de Distribuição AVON (Loeb Arquitetura)

Estudo de Caso - Centro de Distribuição AVON (Loeb Arquitetura)
by

Renata Carvalho

on 15 December 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Estudo de Caso - Centro de Distribuição AVON (Loeb Arquitetura)

Ficha Técnica

Produtos: Cosméticos, acessórios, vestuário e utilidades domésticas
Local: Cabreúva, SP
Data da Construção: 2011
Área do Terreno: 270.000 m²
Área Construída: 94.000 m²
Autores do Projeto Arquitetônico: Roberto Loeb e Luis Capote
3,5 mil funcionários Centro de Distribuição AVON
Loeb Arquitetura “Além de atender à função operacional de um Centro de Distribuição, o espaço busca valorizar a integração ao ambiente natural e acolher de forma digna e agradável funcionários, visitantes e fornecedores.” – Roberto Loeb
Estimulo à criatividade e ao prazer de pertencer à empresa;
Marcação da entrada como a transição para o "mundo Avon". Conceito Materialização em Projeto e Imagem Layout Industrial Fatores
Importantes Sustentabilidade Gestão - resíduos e qualidade do ar (canaleta de drenagem, barreiras de gabiões e barreiras de sedimentações poupam o corpo hídrico superficial; sem uso de aterro sanitário);
Grandes áreas verdes: espécies nativas ou adaptadas que exigem pouca irrigação;
Promoção de transporte alternativo: espaço para ônibus, rodoviária e bicicletário, vagas para veículos verdes;
Substituição do asfalto por piso intertravado ou de concreto;
Coberturas: verdes e telhas metálicas de cor branca;
Iluminação: somente iluminação de balizamento para circulação externa de veículos e postes baixos para áreas de circulação de caminhões; iluminação zenital no CD;
Dispositivos economizadores: torneiras, mictórios de baixa vazão,
Instalações Prediais: ETE, água tratada e reutilizada para descarga e irrigação, aquecimento de água por sistema solar. Acessibilidade &
Fluxos Internos Racionalidade Utilidades &
Facilidades
. A interligação entre os vários blocos ocorre majoritariamente por rampas e taludes;

Há um grande desnível entre esses blocos, cuja medida não se pode afirmar, mas a acessibilidade entre blocos parece ser adequada. Formas racionais em quase todos os blocos.
CD resolvido com modulação da estrutura metálica -vãos de aproximadamente 20 m- da vedação e da cobertura correspondentes.
Os traços menos racionais são: o uso das cores intensas e variadas, a variedade de texturas e materiais como a madeira associada a pré-fabricados; nas formas: os pilares em delta, a cobertura do restaurante e a não-ortogonalidade no bloco dos escritórios. Predomínio, no Programa, das Facilidades: restaurante, creche, pátios livres, clube, centro comercial. Porém estes ocupam menor área líquida em relação ao Centro de Distribuição, onde se concentram as Utilidades.
Notou-se uma grande preocupação com as questões ambientais, alcançando, o conjunto, um consumo de energia 14% menor que o recomendado pela ASHRAE. A expressividade estética pode ser notada pelo uso de diferentes materiais, a introdução de detalhes geométrico (janelas em círculo), a ligação entre os blocos (passarelas com cores ousadas) e o paisagismo. Pode-se destacar também o programa que possui um predomínio das “facilidades” em relação às “utilidades”.
Estes fatores são a materialização do conceito que destaca a relação com o meio ambiente e a aproximação com os funcionários. A dinâmica de trabalho parece partir da interação de momentos de lazer e de trabalho, tornando possível ainda o acesso desses espaços por visitantes, que se dá pelas paredes de vidro e as grandes aberturas nos edifícios.
No espaço mais restrito do conjunto, o Centro de Distribuição, observou-se um ciclo de funcionamento, de entrada e saída de produtos, tendo como ferramentas caminhões e esteiras, que facilitam o transporte. Nesse espaço não encontrou-se uma padronização para o armazenamento dos produtos. Avaliação Crítica Clube Espelho
d'água Transição do espaço público para o privado Acesso social Passarela Pátio ajardinado Escritórios Restaurante Vestiários Creche Centro de Distribuição Sala dos Motoristas, Café e TV Acesso - Carga e Descarga Acesso - Pedestres Implantação Vista panorâmica Brise de madeira inclinado para termorregulação;
Empenas triangulares de concreto aparente. Ilha de concreto e vidro (Estocagem) (Expedição) ENTRADA SAÍDA DOCAS ESTEIRA ARMAZENAGEM
(WAREHOUSE) EXPEDIÇÃO
(SHIPPING) Ilha de concreto e vidro Brise de madeira inclinado - termorregulação
Empenas triangulares de concreto aparente Brise de madeira inclinado - termorregulação
Empenas triangulares de concreto aparente Brise de madeira inclinado - termorregulação
Empenas triangulares de concreto aparente Restaurante: fechamento em vidro; tubulações de ar-condicionado
Vestiários: pátio comum Parede corta-fogo;
Venezianas a nível do piso
Vedação: duas telhas sanduíche de alumínio e vão preenchido com lã de rocha. Cobertura: telha ondulada, interior protegido por feltro de lã de vidro revestido com laminado plástico
3,53% = Iluminação Zenital – Telhas Translúcidas, luminárias próximas ao plano de trabalho, sensores de Iluminância e movimento Flávia Frias - 66614
Renata Carvalho - 66588 Organização dos escritórios flexivel;
Salas de reunião;
Auditórios. Cabos com função estrutural, para vencer o vão da passarela
Full transcript