Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Vulcanismo

No description
by

Grupo Biologia

on 6 December 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Vulcanismo

Vulcanismo
Introdução
Neste trabalho iremos falar sobre a atividade vulcânica, e o que pode ser feito para minimizar os riscos vulcânicos através da prevenção e previsão de uma atividade vulcânica.
Vigilância de um vulcão
Conceitos sobre vulcões
Vulcão é um ponto da superfície terrestre por onde o magma, gerado no interior da terra e, ocasionalmente, material não fundido (piroclastos) são expelidos. Estes materiais acumulam-se dando lugar a relevos com formatos diferentes. De acordo com esta definição, um vulcão não representa um único formato, em forma de cone ou montanha, mas sim o resultado de um complexo processo que inclui a formação, ascensão, evolução, emissão de magma e depósito destes materiais.
Vulcão ativo
É um vulcão que entrou em atividade recentemente ou, pelo menos, num período em que tenha havido um registo histórico dessa erupção
Vulcão adormecido
São considerados vulcões que não se encontram atualmente em atividade, mas que poderão mostrar sinais de atividade e entrar de novo em erupção.
Vulcão extinto
Os vulcões extintos são aqueles que se considera pouco provável que entrem em erupção de novo, mas não é fácil afirmar que um vulcão está realmente extinto, pois as caldeiras têm um tempo de vida que pode chegar aos milhões de anos, logo é difícil determinar se um vulcão irá ou não voltar a entrar em erupção, pois estes podem estar apenas adormecidos.
A vigilância vulcânica passa pela identificação de uma série de sinais antecedentes a uma erupção vulcânica no sentido de saber quando é que a mesma irá acontecer.
Consegue-se identificar esses mesmos sinais através de diferentes tecnologias.
Diferentes tecnologias que nos permitem fazer a vigilância vulcânica
Através dos clinómetros (aparelhos usados para medir o ângulo entre um plano inclinado e o plano horizontal ou entre uma linha inclinada e o plano horizontal) conseguimos detetar a deformação do cone vulcânico.
Através dos magnetómetros (aparelho usado para medir a intensidade, direção e sentido dos campos magnéticos próximos) conseguimos determinar as variações dos campo magnéticos em seu redor.
Através de um sismógrafo (aparelho que regista as ondas sísmicas, ou seja, a intensidade dos sismos) conseguimos registar sismos cujo epicentro (é o ponto da superfície da Terra que está exatamente acima do foco ou hipocentro do sismo) seja perto do vulcão.
Através de sensores localizados em satélites artificias conseguimos detetar variações súbitas da temperatura do solo, das fumarolas, de fontes termais, da água dos lagos e de poços que estejam próximos do vulcão
Através de uma recolha de gases podemos analisar a composiçao química dos mesmos que são libertados, em estações geoquímicas.
Através de gravímetros ( instrumento com o qual se mede a aceleração da gravidade) detetamos variações da força gravítica.
Deformação
Gases
Os gases sobem por canais designados por fumarolas e outras falhas que poderão ocorrer.
Atividade Sísmica
Nenhum vulcão consegue entrar em erupção sem primeiro agitar o solo, por isso através dos sismos conseguimos perceber se o vulcão irá entrar em erupção ou não.
Entre outros....
Sinais antecedentes de uma erupção vulcânica
O magma quando emerge empurra o solo para cima, fazendo aumentar a elevação das rochas e mudando o ângulo das suas encostas.
Perigo e Risco Vulcânico
Perigo vulcânico é a existência de uma condição dentro da qual um processo potencialmente perigoso deverá ocorrer.
Risco vulcânico, em contraste, é o grau de probabilidade de perda de vida, propriedade ou capacidade produtiva se o processo de perigo vulcânico ocorrer.
Através deste pequeno parágrafo podemos perceber melhor a diferença entre Perigo e Risco:
"Um vulcão situado numa área não habitada poderá apresentar um certo grau de perigo, mas o seu risco para as pessoas e propriedades poderá ser relativamente pequeno. Quando as pessoas se deslocarem para áreas mais próximas desse vulcão e estabelecerem cidades, aldeias e vilas, o perigo poderá permanecer igual, mas o risco poderá aumentar proporcionalmente. O perigo possuído por um potencialmente vulcão ativo poderá ser investigado por observações e monitoramento sistemáticos, pelo estudo da história de um vulcão e pela análise do seu comportamento passado. Quando o perigo é estimado desse modo, o grau de risco poderá ser avaliado corretamente."
Trabalho realizado por:
Pedro Mâncio nº21
Pedro Martins nº22
Tiago Benedito nº26
10ºA
Mapa de risco vulcânico nos Açores
Como (sobre)viver junto a um vulcão?
Proteção civil
Full transcript