Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Marketing Esportivo

No description
by

Jéssica Ribeiro

on 4 January 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Marketing Esportivo

Produtos Esportivos Preço do Esporte Ticketing (emissão de ingresso)
Tempo gasto
Despesas de Mídias
Receitas com Merchandising Indivíduos, corporações, jogadores e investidores O cliente do serviço de esporte O MIX DO MARKETING ESPORTIVO Jogos, Eventos, Competições, Merchandising,
Regras e
Uniformes Distribuição esportiva
(pontos de venda) Cobertura de mídia, estágios, ticketing e viagem Patrocínio, publicidade, promoção de vendas e investimentos corporativos Promoção Esportiva OS 4 Ps DO MARKETING ESPORTIVO P DE PRODUTO  Produtos são os meios pelos quais as empresas satisfazem as necessidades de seus clientes. P DE PREÇO - O produto é invariavelmente intangível, experimental e subjetivo;
- O esporte é geralmente consumido publicamente, sendo que a satisfação do consumidor é invariavelmente afetada pelo convívio social;
- Inconsistente e imprevisível;
- O homem de marketing tem pouco ou nenhum controle sobre a composição do produto em si. A decisão de preço envolve uma seleção de estratégias, na qual é pensada a vantagem competitiva e o retorno para a empresa e para os parceiros dos canais de distribuição. - É difícil definir o preço de um esporte;
- O preço do produto em si é invariavelmente pequeno em comparação com a despesa total do consumidor do produto;
- As receitas indiretas são maiores que as operacionais, ou seja, que as diretas;
- São estabelecidos em função do quanto a organização acha que o consumidor está disposto a pagar. P DE PRAÇA - Medidas aplicadas para facilitar o acesso dos consumidores às suas mercadorias e serviços;
- Existem duas variáveis que englobam as decisões: os canais de vendas e de comunicação;- A expectativa é a de que outros canais venham a ser mais explorados, como a Internet, os postos de combustíveis, as grandes redes de varejo, os grandes magazines, os supermercados, entre outros. P DE PROMOÇÃO - A promoção é utilizada pelas empresas para comunicar os benefícios de seus produtos e serviços.- Segundo Pozzi, a promoção é melhor vista como a função da comunicação do marketing. No sentido mais amplo, todas as variáveis do mix de marketing estão se comunicando com os consumidores. O MERCADO ESPORTIVO - Muitas organizações esportivas competirem e cooperarem simultaneamente para os seus crescimentos. - A demanda tende a flutuar amplamente.

- O último aspecto visto é de que o esporte tem um apelo quase universal e permeia todos os elementos da vida A MÍDIA NO MARKETING ESPORTIVO - Esporte como um espetáculo- Influência da mídia no esporte, principalmente pelo rádio, pela televisão e pela internet- A “construção” de ídolos no esporte MIOPIA DE MARKETING ESPORTIVO - Foco na produção e na venda de bens e serviços;

- Crença de que vencer absolve todos os outros pecados;

- Confusão entre as promoções e o marketing;

- Investimentos de curto prazo em vez
dos de longo prazo em pesquisa e
marketing de relacionamento. COMPOSTO
DE
MARKETING ...é o esporte mais conhecido no mundo
...Um dos esportes que mais movimenta recursos
...O esporte que mais atraí torcedores
...O futebol move multidões! O FUTEBOL..... O FUTEBOL E A RENTABILIDADE - 300 mil empregos diretos;
- 30 milhões de praticantes (formais e não formais);
- 580 mil participantes em 13.000 times que participam de jogos organizados (esporte formal);
- 580 estádios com capacidade para abrigar mais de cinco e meio milhão de torcedores;
- Cerca de 500 clubes profissionais disputando uma média de 90 partidas por ano;
- Em termos de fornecimento anual de materiais e equipamentos esportivos, são cerca de 9 milhões de chuteiras para futebol e futsal, 6 milhões de bolas e 32 milhões de camisas. DISPARIDADE: BRASIL vs EUROPA A última pesquisa da FGV (2000) sobre o desenvolvimento do Futebol junto a economia constatou que a movimentação anual deste esporte é de aproximadamente U$S 250 bilhões;
Apenas 1% desses valores correspondem ao futebol no Brasil;
Dos 30 clubes mais ricos do mundo o Brasil conta com apenas um representante;
O faturamento dos clubes brasileiros vem crescendo em ritmo acelerado, mas ainda falta muito para se equiparar com os clubes europeus. PARTICIPAÇÃO DO TORCEDOR NO FATURAMENTO DO CLUBE RELACIONAMENTO DO CLUBE COM O TORCEDOR - O Brasil possuía e ainda possui uma péssima infraestrutura quanto à comodidade e conveniência que os torcedores possuem para acompanhar seus clubes;
- Os estádios brasileiros quando comparados aos europeus ainda deixam muito a desejar. - Ótima oportunidade para investimentos na infra estrutura dos espetáculos.
- Criação de novos estádios com capacidade para receber com total conveniência os jogos de futebol.
- Utilização das novas arenas que estão sendo construídas com finalidades comerciais visando a geração de lucro. Exemplos: Arena Grêmio e Mineirão A COPA DO MUNDO E SUAS OPORTUNIDADES PARA A PRAÇA DO FUTEBOL FUTEBOL E INFRAESTRUTURA NOVAS CASAS DO FUTEBOL BRASILEIRO O MARKETING ESPORTIVO NO BRASIL O MARKETING ESPORTIVO SOB A PERSPECTIVA DE ESTRATÉGIAS EMPRESARIAIS - O esporte é um veículo de conhecimento dinâmico e expressivo que demonstra crescimento e interesse constantes por toda a sociedade.

- Histórico no Brasil - Marketing do Esporte x Marketing Esportivo x Marketing no Esporte Empresas já ligadas à prática esportiva.
Planejamento estratégico baseado no esporte. Marketing Esportivo Marketing no Esporte - Empresas sem vínculo aparente com esporte;
- Foco principalmente no P de Promoção;
- Questionamentos. Organizações da mídia e o esporte - Relações Institucionais;

- Influência cultural;

- Benefícios e riscos. - Liderança da família Gracie
- "Vale Tudo": luta de ringue sem restrições 1993 2012 PRIMEIRO
TORNEIO 2000 PRIMEIRO EVENTO SANCIONADO DE MMA - Comissões atléticas substituíram o termo "não há regras"
- Criou-se a denominação Artes Marciais Mistas
- Dana White e executivos da SEG compraram o UFC por 2 milhões de dólares e criaram a Zuffa, que passou a ter patente controladora do evento 2002 - Investimentos em publicidade e grandes patrocínios
- Eventos em locais como a MGM Grand Arena, em Las Vegas
- Brasileiro no card principal: Vitor Belfort x Chuck Lidell PRIMEIRA LUTA NA TV A CABO AMERICANA VALOR DE MERCADO DO UFC: 1 BILHÃO DE DÓLARES PRODUTO - O espetáculo da luta é o que é vendido de principal pela empresa.

- Atletas e juízes capacitados.

- Apresentador Bruce Buffer

- Games (com 9 títulos até o momento) e reality shows (The Ultimate Fighter).

- Identificação dos fãs com os próprios lutadores PREÇO PROMOÇÃO - Publicidade, RP, boca-a-boca e pontos de venda
- Regras na luta e capacidade atlética dos combatentes
- Twitter e Videosharing
- Profissionalização da atuação dos atletas ...é uma ferramenta antiga de divulgação, que está sempre sendo inovada.
Uma vertente que a cada dia vem ganhando espaço é o Marketing Esportivo. MARKETING ESPORTIVO... ...tem se tornado uma ferramenta quase indispensável às grandes marca que buscam uma identidade pessoal entre cliente e marca.
...é o conjunto de ações voltadas á pratica e a divulgação de modalidades esportivas, clubes e associações.
...tem que estar atento as variações do ambiente.
...realizar festas em datas comemorativas, lançar novos uniformes entre outras estratégias é fundamental para que o torcedor se sinta acolhido pelo clube, como se ele fosse parte do time.
...visa aumentar o reconhecimento publico, reforçar a imagem corporativa, envolver a empresa com a comunidade, conferir credibilidade ao produto com a associação à qualidade e emoção do evento. Quando começou?
Oficialmente, nos EUA, na década de 70, quando cartões de tabaco traziam fotos de jogadores de beisebol. Elementos Tangíveis Elementos Intangíveis As empresas correlacionam o marketing dos produtos com os esportes, pois estes remetem ao bem estar, força e coragem dos atletas, que são características positivas e que poderiam ser agregadas aos valores dos produtos. Os participantes, os times, e a competição. O orgulho, a vibração, a satisfação e a alegria de ver o time vencer ou superar seus oponentes numa competição. INTRODUÇÃO O MARKETING ESPORTIVO SOB A PERSPECTIVA DOS CLUBES/ATLETAS - Como o preço, promoção e produto podem ser afetados por vitórias e derrotas
- Os times o Araguaína e o Gurupi viram suas receitas aumentarem por conta de vitórias
- Atletas Olímpicos brasileiros com
dificuldade de encontrar
patrocinadores devido a resultados
ruins. Influência de resultados no marketing dos atletas e equipes - Agrega alto valor a marca
- Ações de marketing focadas na marca e em atividades alternativas não tão ligadas a atividade de alto rendimento em si Como trabalhar o marketing esportivo sem depender de resultados? - Criada em 1946
- Principais ligas esportivas do mundo
- 2 conferências (Leste e Oeste)
- 30 franquias (clubes)
- Franquias: um conjunto de organizações forma uma franquia.
- Cada franquia possui um nome próprio, mas que sempre se atrela a cidade na qual ela está. Promoção Preço Praça Produto Jogos televisivos Ingressos Camisas Bonés Biquínis Suvenires. - Camisetas $ 80,00
- Ingressos $30,00 Propagandas, campanhas de vendas de produtos, logos nas camisas. Estádios;
Canais televisivos ( TNT, ESPN e NBA TV) MARKETING ESPORTIVO ARTHUR HERINGER
C[CIA QUEIROZ
CYNARA MACHADO
FELIPE MATEUS
IVANA CHIU
JÉSSICA GHIEH
MARIANA SOARES Quando começou?
Oficialmente, nos EUA, na década de 70, quando os cartões de tabaco traziam fotos de jogadores de futebol. - Clubes brasileiros começam a enxergar torcedores como clientes e potenciais consumidores.
- Passam a considerar os conceitos dos 4P’s e investir na Praça do Produto de modo a acarretar benefícios para todos as outras variáveis. PREÇO PRAÇA - Participação de mercado, concorrência adversária, custo para produzir, patrocínios, publicidade e demanda pelo evento
- Pay-per-view e bilhetes - PPV, Transmissão Online, varejo e bilhetes
- Rede Globo, SKY e Ticket Master
- Desvincular a marca do país de origem - Sexto esporte mais televisionado
- 18% atletas brasileiros
- 16643 pagantes no Mineirinho: ingressos de 110 a 1200 reais Mix de Marketing
Full transcript