Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

O papel da dança na vida das crianças contado por crianças que dançam

Apresentação de TCC julho de 2013
by

Vivian Shimizu Santos

on 2 July 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of O papel da dança na vida das crianças contado por crianças que dançam

Sobre Dança e Criança:

Danieli MARQUES, 2012.
Isabel MARQUES, 2003.
Maria KUNZ, 2003.
Ida Mara FREIRE, 2004.
Elaine LIMA, 2009.
BluePrint for Teaching and Learning in Dance: Grades PreK-12, 2007.
Márcia STRAZZACAPPA, 2001.
Luciana FIAMONCINI, 2003.
Foi uma pesquisa inspirada pelo interesse etnográfico de conhecer o cotidiano das crianças, embora, dado o âmbito do trabalho (um TCC, realizado em tempo curto), tenha sido necessário limitar os procedimentos a grupos de discussão e observação participante. A análise dos dados e a abordagem caracterizam a pesquisa como qualitativa, pois teve como objetivo entender a questão da dança na vida das crianças de dentro do ambiente natural delas, partindo da visão de mundo que elas construíram e constroem a partir das suas relações sociais, como elas se apropriam e produzem a dança nelas e para além delas.
- Sobre a autorização para o uso de imagens e o termo de consentimento livre e esclarecido;

-Participação ativa das crianças: Como envolvi elas na pesquisa.

-Autoria das crianças: o uso do nome verdadeiro

1-O que é a dança?
2-De onde surgiu a sua vontade de dançar?
3-Vocês lembram de algum filme, desenho ou programa que tenha dança?
4-Que tipo de dança vocês fazem? Que outros tipos de dança vocês conhecem? Gostariam de fazer outro?
5-Por que vocês dançam?
6-Qual o papel da dança na sua vida?
7-O que vocês sentem quando dançam?
8-Onde vocês dançam além da escola de dança? Quando? Em que situações?
9-Onde vocês gostariam de dançar? Em que situações?
10- Vocês acham que muitas crianças dançam? Se sim, por quê? Se não dançam, por que não dançam?
11-Vocês já assistiram espetáculos de dança? Como vocês se sentiram quando viram outros dançando?
12-Como vocês se sentem dançando para os outros?
13-Vocês acham que a dança pode mudar a vida de alguém? Como?

"O movimento corporal sempre foi dentro do espaço escolar uma moeda de troca. A imobilidade física funciona como punição, e a liberdade de se movimentar como prêmio. Estas atitudes evidenciam que o movimento é sinônimo de prazer e a imobilidade, de desconforto. Mas se é através do movimento que o indivíduo se manifesta, que indivíduos iremos formar se impedimos sua expressão?" (STRAZZACAPPA,2001,p.69)
"O sentimento de alegria que a dança nos dá ajuda a nos harmonizarmos e a ganharmos um incrível sentimento de pertencer. Se no nosso ensino tivermos ajudado as pessoas a enfrentar o medo e conquistar confiança para se comunicar livre, sensível e imaginativamente; se sentirmos que possibilitamos que [os alunos] se tornem, mesmo em pequena escala, conscientes de seu potencial e dos outros, então teremos atingido sucesso. Este sucesso é a justificativa de uma educação através da dança." (Ullmann, in Laban, in Marques 2012, p.78)
Quando dançamos proporcionamos o bem estar e o encontro entre consciência e corpo com intencionalidade e significado, pois “corpo é movimento, movimento é corpo, consciência entrelaça-se no corpo, assim como corpo entrelaça-se na consciência , um está para o outro.” (MARQUES, 2012, p.44), dessa forma possibilitamos o aprendizado que reúne essas duas potencialidades humanas.
O papel da dança na vida das crianças contado por crianças que dançam
Introdução
OBJETIVO GERAL
- Investigar o papel da dança na vida das crianças, a partir da fala de um grupo de crianças que vivenciam experiências com a dança no seu cotidiano, para ampliar a compreensão da relação dança-criança.

Qual o foi objetivo dessa pesquisa?
A pesquisa
Aspectos Teórico-metodológicos: Pesquisa COM crianças
ANTES DAS ENTREVISTAS: sobre SERMOS pesquisadoras
As entrevistas
O que descobri...
Da dança para as aulas de dança: a possibilidade de expressão, liberdade, protagonismo, interação, movimento e felicidade
A dança na construção da identidade das crianças
Dançar é útil para o corpo?
Vivian Shimizu Santos

Orientadora: Gilka Girardello

Florianópolis
Julho/2013

Porque pesquisei sobre a dança?
De onde surgiu essa idéia?
Pesquisar sobre a dança e a criança que dança significou para mim uma possibilidade de relacionar duas formações e experiências que possuo e às quais estou completamente ligada: a minha formação de pedagoga e a de professora de dança.
Acredito que a importância dessa pesquisa, levando em consideração as falas das crianças, existiu para mim pelo fato de não ter tido a oportunidade de me aproximar desse tema durante a graduação, pois entendo a dança como uma linguagem, uma manifestação social e que “é parte do universo cultural e que pode e deve ser construída e ressinificada nas experiências pessoais de cada um” (MARQUES,2012,p.108), e que está presente na vida das crianças de forma institucionalizada ou não.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS
- Construir-me como pesquisadora;
- Investigar as razões pelas quais as crianças dançam; o que a dança é para elas e quais as compreensões de dança que elas têm;
- Explorar as possibilidades de envolver crianças como participantes de uma pesquisa;
- Contribuir para os estudos sobre a relação dança e criança, ouvindo o que as próprias crianças têm a dizer.

Conceitos. Referências.
Sobre Criança e Infância:

Sônia KRAMER, 2007.
Daniela GUIMARÃES & Isabel LEITE, 1999.
PARAMETROS CURRICULARES NACIONAIS, 1997. Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Infantil, 2007.
Aparecida SOUZA, 2011.
Dificuldades?
A principal parte da pesquisa foi realizada nos meses de maio e junho, por meio de entrevistas semiestruturadas e discussões de grupo com 23 crianças, sendo 22 meninas e 1 menino entre 5 e 13 anos, todas estudantes de escolas particulares da região central de Florianópolis, Santa Catarina.
"Segundo o referencial teórico-metodológico que nos tem orientado nesses e em outros estudos, a criança é sujeito da cultura, da história e do conhecimento. Pergunto: é sujeito da pesquisa? Embora os estudos transcrevam seus relatos, elas permanecem ausentes, não podem se reconhecer no texto que é escrito sobre elas e suas histórias, não podem ler a escrita feita com base e a partir dos seus depoimentos. As crianças não aparecem como autoras dessas falas, ações ou produções. Permanecem ausentes." (Kramer, 2002, p51)
Sobre pesquisas com crianças:

Priscila ALDERSON, 2005.
Ana Cristina DELGADO, 2005.
FILHO & BARBOSA, 2010.
GIRARDELLO & FANTIN, 2009.
Considerações Finais
As crianças que participaram da pesquisa mostram que a dança é sim importante para suas vidas, pois proporciona prazer, alegria, saúde, conhecimentos e principalmente liberdade de expressão e liberdade em ser criança. Para elas a dança através das aulas de dança permite que se sintam livres, que brinquem e expressem seus sentimentos através dos movimentos.
1 INTRODUÇÃO
2 PROBLEMATIZAÇÃO E OBJETIVOS
3 JUSTIFICATIVA E FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
3.1 Sobre Criança e Infância
3.2 Sobre Dança e Criança
4 ASPECTOS TEÓRICOS-METODOLÓGICOS: pesquisa COM crianças
5 APRESENTAÇÃO E ANÁLISE DO PROCESSO E DO RESULTADO DA PESQUISA
5.1 ANTES DAS ENTREVISTAS: sobre sermos pesquisadoras
5.2 ENTREVISTAS: as vozes de uma infância
5.3 Compreendendo as falas das crianças
5.3.1 Dançar é útil para o corpo?
5.3.2 Da dança para as aulas de dança: a possibilidade de expressão, liberdade, protagonismo, interação, movimento e felicidade
5.3.3 A dança na construção da identidade das crianças
6 CRIANÇAS PESQUISADORAS
7 SOBRE A MINHA EXPERIÊNCIA COMO PESQUISADORA.
8 CONSIDERAÇÕES FINAIS.
REFERÊNCIAS


Roteiro do trabalho
Universidade Federal de Santa Catarina
Escolha dos grupos.
Onde?
Quando?
Registro.
FIM
Referências
KRAMER, Sonia. A infância e sua singularidade. In: BEAUCHAMP, Jeanete; NASCIMENTO, Aricélia Ribeiro do; PAFEL, Sandra Denise (Org.). Ensino Fundamental de Nove Anos: orientações para a inclusão da criança de seis anos de idade. 2ª ed. Brasília: Ministério da Educação, 2007, p. 13-23.

MARQUES, Danieli Alves Pereira. O “se-movimentar” na dança: uma abertura para novas significações – diálogos na educação./ Danieli Alves Pereira Marques; orientador, Eleonor Kunz – Florianópolis, SC, 2012. Dissertação de mestrado – Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Desportos. Programa de Pós-Graduação em Educação Física.

STRAZZACAPPA ,Márcia. A educação e a fábrica de corpos: A dança na escola. Cadernos Cedes, ano XXI, no 53, abril/2001
Full transcript