Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Projeto Educativo

No description
by

Ana Raquel Almeida

on 9 December 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Projeto Educativo

Metodologias de Ensino de Violino: Estudo de Caso de uma Criança com Síndrome de
Noonan

Ana Raquel Almeida
Universidade de Aveiro
Departamento de Comunicação e Arte

Aveiro, 2013
(Projeto Educativo)
introdução
resultados
conclusões
Estímulos
Motor de construção do sistema auditivo e desenvolvimento cerebral.
Orientador: Professor Dr. David Lloyd
Treino musical e atitude musical
o que é
Síndrome de
Noonan
Abordagem individualizada
Não tratar o todo como igual mas inserir a criança com NEE nesse mesmo todo
Todos os alunos, sem exceções, devem ser integrados e incluídos em aulas regulares e receber nelas uma educação eficaz.
enquadramento teórico
Não só integração mas também inclusão, no sentido de efetivar mudança das condições do sistema
Inclusão
Patologia do desenvolvimento
Síndrome de Noonan
Anomalias físicas - dismorfias facial e cervical, baixa estatura, hipertelorismo, pescoço alado
Epidemiologia: 1:1000 – 2500 nascimentos
(devido a frequentes otites)
Problemas de Audição
Síndrome de Noonan
Anomalias Motoras
Atraso psicomotor
Atraso cognitivo
Estrabismo
Ametropia
Ambliopia
Problemas Oftalmológicos
Dismorfia facial e cervical
Baixa estatura
Hipertelorismo
Pescoço alado
Deformações torácicas
Cardiopatia congénita
Anomalias físicas
Défice de Atenção
Dificuldades ao nível da socialização
Desajeitado
(clumsiness)
Teimosia
Felicidade excessiva
Dificuldade em interpretar as emoções nos outros
Ecolália
Irritabilidade
Problemas Comportamentais
Funções Cognitivas mais afetadas
Inteligência
Linguagem
Memória e Atenção
Funções executivas
Música
Benefícios da Aprendizagem Musical
Apoio parental
Comportamental
Cognitivo/intelectual
Monitorização e participação ativa na prática
Expor a criança a atividades cognitivamente estimulantes
Experiência afetiva da criança que o pai dedica em torno dos assuntos relacionados com a música/escola
Pessoal
Quantitativa
Estratégias
estudo empírico
(1) Será que uma criança diagnosticada com Síndrome de Noonan e défice cognitivo associado conseguirá atingir os objetivos propostos para um 1º e 2º graus de instrumento?
(2) Será que este aluno conseguirá também desenvolver competências de autoconfiança, no sentido de não necessitar constantemente da aprovação de outrém ?
(3) Será que se pode verificar uma evolução ao nível da autoestima e ao nível da expressão emocional?
(4) Será que a música irá trazer benefícios ao nível da cognição, atenção e memorização?
não frequentou jardim-de-infância
Contextualização do C.
Resultados
Avaliar o desempenho do aluno ao longo do tempo
Observação
de
Grelha
Abordagem
Aprofundar o entendimento sobre as vivências do C.
Entrevista
Qualitativa/interpretativa
Procedimento
dificuldades na aquisição e aplicação dos conteúdos escolares
Antes de iniciar a entrevista:
- confidencialidade
- Breve descrição do objetivo da entrevista
- Autorização para gravar a entrevista para posterior recordação

1. Dados pessoais/ informações gerais

2. Informações acerca do comportamento da criança
- Como descreve o comportamento do C. em casa?
- O C. chora com frequência?
- Como são as rotinas do C.?
- Habitualmente como é que o C. gere o seu tempo por, exemplo, na realização dos TPC?
- O C. toma iniciativa para estudar?
- Onde costuma estudar? Por alguma razão em especial?
- O C. normalmente estuda sozinho?

3. Informações acerca da relação da criança com os pais e irmãos
- Como se relaciona o C. com a mãe/pai/madrasta?
- Como se relaciona o C. com os irmãos?

4. Informações acerca da história do desenvolvimento da criança
- Quando o C. foi para a escola primária, como foi a sua adaptação com os colegas? Professores? Ambiente?
- E quando foi para o ciclo?

5. Informações acerca da frequência no ensino de música
- Qual a sua opinião acerca do papel que a música tem no desenvolvimento de uma criança?
- O que pensa sobre o facto de o C. frequentar o ensino articulado?
- Acha que o C. gosta de tocar violino? O que o/a leva a considerar isso?
- Acha que o C. tem “jeito” para a música? O que o faz pensar assim?
- Quando o C. chega a casa das aulas de música, costuma contar o que fez nas aulas? Quando faz ou aprende alguma coisa nova, costuma manifestar-se em casa? E em relação a actividades fora do contexto normal, como por exemplo, aulas de grupo que se realizam nas férias?
- Acha que a música ajuda o C. a estar mais atento? Fale-me um pouco mais sobre isso…
- E de forma geral, acha que o C. tem melhorado na escola?
- Acredita que o C. poderá fazer uso da música num futuro, enquanto profissão? Porquê?


Guião de Entrevista
a) Usar uma cor específica para cada corda do violino para que o aluno tivesse mais facilidade em reconhecer a corda onde tinha que executar
Sol


Mi
b) Dar nomes “familiares” ou “simbólicos” ao aluno para substituir os nomes específicos do instrumento
c) Utilizar um quadro didático para motivar o aluno para o cumprimento das tarefas e trabalhos de casa.
Avaliação positiva ao longo das aulas.
De salientar o bom uso do arco e a utilização do 4º dedo na forma descendente nas últimas aulas. Antes de se iniciar a escala, foi sempre relembrada a sua estrutura.
As maiores dificuldades do aluno prendiam-se com o solfejo e com a associação das notas a uma dedilhação no violino (não encontrava uma melodia tão fácil de reconhecer).
O sentido de pulsação e o solfejo foi onde o aluno mostrou ter mais dificuldades. O C. sempre gostou de tocar peças, pois as melodias eram mais familiares e “bonitas”.
Motivação geralmente alta. No entanto, no 2º grau, devido ao grau de complexidade das tarefas, sentiu-se uma descida em algumas aulas, pois o aluno achava as coisas mais difíceis.
O aluno, apesar de problemas de memorização iniciais, conseguiu memorizar alguns conteúdos propostos ao longo destes dois anos.
Entrevista semiestruturada
Categorias e subcategorias que resultaram das respostas dos participantes entrevistados, e respetiva descrição.
(2) a música torna o C. mais calmo, relaxado
(1) a aprendizagem da música é imensamente benéfica para o desenvolvimento cognitivo e interpessoal do C.
(5) o C. aprendeu a tocar violino e ler uma pauta musical e a tirar prazer disso
(4) fez com que o C. conhecesse novas amizades e um mundo novo
(3) a música tem ajudado o C. a permanecer mais concentrado nas suas tarefas
Ativação de regiões cerebrais relacionadas com:
atenção;
processamento semântico;
memória;
funções motoras;
processamento emocional

(Särkämö et al, 2008)
Processamento musical, processamento auditivo geral e competências da linguagem e literacia.
Tallal & Gaab, 2006
Educação Formal
Desenvolvimento de raciocínio e sentido crítico
Schellenberg, in press
Educação Especial
Inclusão
tornar as crianças com dificuldades o mais aptas e adaptadas possível, tendo em conta as suas limitações.
Ferreira, 2012
Gomes, 2010
Declaração de Salamanca, 1994
Linguagem
Áreas complexas que envolvem a ativação de diferentes regiões cerebrais
a b c
Segundo Pearce e Rohrmeier (2012), a música desempenha um papel importante na cognição:
a música é uma característica humana
o seu papel na evolução e desenvolvimento humano
a riqueza de mecanismos cognitivos envolvidos em comportamentos ligados à música
Um aluno com NEE e, por conseguinte, com dificuldades cognitivas, é perfeitamente capaz de cumprir os objetivos propostos para a aprendizagem de um instrumento musical, com uso de estratégias e um plano de ensino adaptado à criança.

Sensibilização para a inclusão de crianças com NEE no regime articulado de música

Papel ativo do aluno no processo de aprendizagem

Comunicação transdisciplinar (partilha de experiências entre profissionais)
Considerações finais
.
.
A criança e a música
Importância da sensibilização para a necessidade de uma maior integração e permanência destas crianças no regime articulado de música, de forma a poderem chegar mais perto do ensino da música
Confirmação (ou não) dos benefícios da prática musical em crianças, neste caso em particular, com Síndrome de Noonan e défice cognitivo associado
Necessidade de dar uma resposta educativa adequada a crianças com NEE
Full transcript