Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Movimento Vegano

No description
by

Eduarda Horst

on 13 June 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Movimento Vegano

Protestos
Ideologia
• Veganismo significa os princípios pelos quais o Ser Humano viva sem explorar os animais. É a prática e busca ao fim do uso de animais pelo homem para alimentação, apropriação, trabalho,caça, vivissecção, confinamento e todos os outros usos que envolvam exploração da vida animal pelo homem.

História
Manifestações contra crueldade com animais no Brasil
Brasil se destaca no site internacional do evento como um dos países mais ativos


No último sábado, 22 de setembro, aconteceu a 2ª edição do WEEAC® – International Worldwide Events to End Animal Cruelty (Eventos Internacionais para o Fim da Crueldade Animal), que contou novamente com a participação de dezenas de cidades ao redor do mundo. No Brasil, pelo menos 15 cidades tiveram manifestações pacíficas para conscientizar a população das crueldades que são cometidas contra os animais.

Entre os temas abordados pelos manifestantes, estavam presentes o consumo de carne, os testes em animais e todos os tipos de crimes cometidos contra eles.
Vídeo é lançado em prol do veganismo
O cantor Morrissey fez questão de emprestar sua canção “I Know It’s Gonna Happen Someday” (Eu sei que vai acontecer algum dia) para a campanha sem conbrar um centavo.

A letra da música em questão diz: “Você diz que o dia nunca chega e que nunca pareceu tão distante. Mas eu sei que vai acontecer algum dia para você. Por favor espere. Espere, não perca a fé.” Os versos caem como uma luva na vida do personagem do vídeo e sua busca e também na vida pessoal de Morrissey em relação ao veganismo.

A animação, desenvolvida pela artista Anna Saunders, tem o objetivo de partir o coração do espectador para chamar a atenção para o veganismo. E consegue.
Algumas Iniciativas
Subway começa a servir lanche vegano
Movimento Vegano
Ana Victória Gabbardo, Caroline Suffert, Eduarda Gandolfi, Gustavo Nardin e Sílvia Levenfus

3B
• Busca por alternativas
• Não utilizam produtos de beleza, de higiene pessoal, de limpeza, remédios, etc. que não estejam isentos de crueldade.
• Não é dieta.
• Entende-se que os animais têm o direito de não serem usados como propriedade

Quem inventou o termo veganismo foi o ativista pacífico denominado Donald Watson que ficou famoso depois não apenas de cunhar como também em viver com esse estilo de vida.
Curiosidade
sec. XX
1962
Pre - historia
• Pré-historia
O Homem pré-histórico era principalmente vegetariano o consumo de carne só aparece nos últimos nove dias.
século XX

* Tudo começou com um debate entre vegetarianos no início do século XX quando se colocou em pauta a questão ética de consumir alimentos derivados do leite, visto que de forma teoria consiste de derivação animal, assim como os ovos das galinhas, por exemplo.

* Watson não hesitou em condenar os vegetarianos que faziam o consumo, porém sua opinião não ganhou muito destaque. O próprio movimento que pune consumo de carne impôs opinião contrária e representou a grande barreia na época em que Donald estava vivo.
Vegan Society (London)
A história aponta que mesmo com o movimento vegetariano o veganista não mudou o seu estilo de vida em não consumir alimentos com lactose, o que fazer aumentar também o número de adeptos à sua filosofia. De forma prática, Donald mantinha esse estilo de vida. De acordo com grande parte dos especialistas foi ele o primeiro a defender o termo “veganismo”.
Em 1962 foi fundada a Vegan Society no sentido de promover ao mundo o ideal vegetariano e por consequência o ato influenciou inúmeras pessoas a abolir carne ou alimentos produzidos por animais, o que representa o suprassumo do vegetarianismo.

Vestidos de porco e galinha, veganos brasileiros e estrangeiros protestaram na Rio+20, contra o consumo de carne de animais.

O grupo defende o consumo exclusivo de alimentos de origem vegetal como forma de contribuir para o desenvolvimento sustentável.




Cerca de 60 veganos de todo o mundo participam da Rio+20 para defender a filosofia do grupo, que defende também o plantio e produção caseira dos alimentos consumidos. “Os veganos gastam 5% dos recursos das dietas que incluem animais”, explicou.

Vindos do Paraguai, Canadá, Bolívia e de países europeus, os veganos presentes à Rio+20 distribuíram a quem chegava ao evento marmitas com comidas orgânicas e vegetarianas. “Não comemos nada de origem animal, nem leite e ovo. O ideal é cada um produzir o que come”.

No dia 08/02, iniciou - se uma campanha com iniciativa do site
Vista - se
para que a rede Subway oferecesse opções de lanches veganos como já fazem em alguns países. Embora já tenha o lanche “vegetariano” – que pode se tornar vegano – no cardápio, a reivindicação era para que houvesse um lanche sem nada de origem animal mais atraente. Isso porque quando é retirado o queijo do “vegetariano”, sobra apenas pão e salada.
Subway começa a servir lanche vegano
A grande maioria dos veganos aprovou a ideia e juntaram mais de 12.500 apoios em apenas duas semanas. E não foram só os veganos que apoiaram a ideia. Centenas de pessoas que não são sequer vegetarianas deram seu apoio à iniciativa. O novo lanche começará a ser vendido ainda neste ano.

Protestos marcaram a Virada Gastronômica, evento que aconteceu em paralelo à Virada Cultura, em São Paulo.

A ONG VEDDAS, diversas vezes já taxada de radical, distribuía panfletos e convidava as pessoas a se tornarem veganas por respeito à vida dos animais. Alguns passantes se manifestaram contra a ONG por algumas fotos chocantes nos banners expostos na calçada, mas ignoravam o ato selvagem que acontecia logo ali, na barraca.

Mais de uma tonelada e meia de porcos foram assados inteiros em uma cena realmente deprimente.
Full transcript