Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Gestão de

No description
by

Ana Nascimento

on 11 December 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Gestão de

Resíduos
Gestão de
Lixo Domiciliar especial:
Entulhos de obra, pilhas e baterias, lâmpadas fluorescentes e pneus.
Lâmpadas Fluorescentes
As lâmpadas fluorescentes apesar de serem mais caras, duram mais e são mais econômicas. Possuem em sua composição mercúrio entre outros componentes. Este último, se descartado de forma inadequada, pode contaminar a água, solo, plantas, animais e pessoas.



De acordo com o Artigo 8°, item 3 e Artigo 20° da Política Nacional dos Resíduos Sólidos, os sistemas de logística reversa (...) devem ser implementadas por comerciantes, distribuidores, importadores e fabricantes de lâmpadas fluorescentes.

Atualmente, existem sites que ajudam na localização de pontos de coleta de lâmpadas e outros materiais, como é o exemplo do site E-Cyde e o CEMPRE (Compromisso Empresarial Para Reciclagem) .

Pilhas e Baterias
Classificações de Pilhas e Baterias
Pilhas
Baterias
Gerenciamento do resíduo
CONAMA 401/08
Implicações ao meio ambiente e a saúde

Resíduos de Contrução Civil ou Demolição
Os entulhos provenientes de construções, reformas, demolições e etc., são chamados de RCD. Existem leis que determinam quais as classes podem ser reaproveitados e reciclados, mas para que isso seja possível é necessário separá-las.


O acúmulo do mercúrio, em peixes de águas contaminadas, pode resultar em risco para o homem.
Os danos causados ao homem são perda de memória, alterações no metabolismo, irritações na pele e danos no sistema respiratório.
É necessário que haja atenção na hora do descarte das lâmpadas fluorescentes. O mesmo vale para pilhas e baterias que são classificadas como resíduos perigosos e não podem ir para o lixo comum.
POW!
Classificação de Entulho
Classe A
Tijolos, blocos, telhas, placas cerâmica
de revestimento, argamassa e concreto.





Classe B
Plásticos, papel, papelão, metais, vidros, madeiras.

*Embora o gesso também seja
Classe B, este precisa ser separado
dos outros resíduos classe B.


Classe C
Todo resíduo que ainda não
tem tecnologia para sua reciclagem.
Classe D
Latas de tintas, solventes, óleos, pincéis e
brochas usadas, pedaços de telhas de amianto.

Os resíduos de tintas, solventes, óleos e telhas de
amianto (classe D) também devem ficar em sacos e
contêineres separados dos outros resíduos.
Pneus
São muitos os problemas ambientais gerados pela destinação inadequada dos pneus.
Se deixados em ambiente aberto, sujeito a chuvas, os pneus acumulam água, servindo como local para a proliferação de mosquitos.
Se encaminhados para aterros de lixo convencionais, provocam "ocos" na massa de resíduos, causando a instabilidade do aterro.
Se destinados a unidades de incineração, a queima da borracha gera enormes quantidades de material particulado e gases tóxicos, necessitando de um sistema de tratamento dos gases extremamente eficiente e caro.

Atualmente uma das formas mais “limpa” de se tratar esse tipo de resíduo é fazendo o reuso, que consiste na recauchutagem;
A reutilização dos pneus também pode se dar pelo seu uso em obras de contenção de erosão, construções de quebra-mares, misturas asfálticas, entre outros;
Existem também processos químicos para a recuperação da borracha, como o craqueamento, pirólise, gaseificação, hidrogenação, extração por degradação e extração catalítica;
Remodelagem, tecnologia desenvolvida na Europa.

O papel, papelão, plástico de embalagens e metal podem
ser doados para cooperativas de catadores e o gesso pode ser reutilizado como corretivo de solos;
O vidro pode ser reciclado em um novo vidro ou utilizado na produção de telhas de fibra de vidro;
A madeira pode ser reutilizada na obra se não estiver suja
e danificada. Caso não esteja reaproveitável na obra, pode
ser triturada e usada na fabricação de papel e papelão ou
pode ser usada como combustível em fornos.
Todos os resíduos da classe A podem ser triturados e aproveitados como areia e brita em outras obras.
Os resíduos de tintas, solventes, óleos e telhas de
amianto (classe D) também devem ficar em sacos e
contêineres separados dos outros resíduos;
Restos de madeira, metal, papel, plástico e vidro, em pequenas quantidades, podem ser colocados em tambores. Estes recipientes podem ficar dispostos em cada pavimento da obra para posteriormente serem levados a contêineres maiores dispostos no solo;
Como armazenar e gerenciar os resíduos produzidos no canteiro de obras
Evite desperdícios e consuma com consciência!

Referências

http://www.mma.gov.br/port/conama/processos/0330EB12/GerenciamentoPilhasBaterias.pdf
http://www.feam.br/images/stories/minas_sem_lixoes/2010/lmpadas.pdf
http://www.mma.gov.br/port/conama/legislacao/CONAMA_RES_CONS_2008_401.pdf
http://www.sinduscon-ce.org/ce/downloads/pqvc/Cartilha-de-Gestao-de-Entulho-de-Obra.pdf
- E-Cyde, acessado em 09/12/2013: http://www.ecycle.com.br/postos/reciclagem.php
- CEMPRE, acessado em 09/12/2013: http://www.cempre.org.br/LocaisReciclagem.ph
Grupo: Ana Nascimento, Ellen Rodrigues, Francisco Rogério, Jonas Mendonça, Raphaella Alves
Full transcript