Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Rádio Informativa

No description
by

Jo A

on 16 May 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Rádio Informativa

Rádio Informativa A rádio nos anos 30 As rádios que marcaram os anos 30 Emissora Nacional
Rádio Renascença
Rádio Clube Português Emissora Nacional Anos 60 Guerra Colonial 1961 - colónias revoltam-se - começa a guerra
Estado Novo cria um sistema de guerra psicológica
=> Propaganda e contra-propaganda
=> Apoios às populações locais e aos militares
=> Emissoras regionais ultramarinas
=>Censura
Oposição - propaganda contra o regime - rádios clandestinas Primavera Marcelista Mais abertura política
Mais contestação ao regime
Mais ousadia na rádio
Dura pouco - Caetano muda de táctica Censura de Informação Todos os programas eram analisados antes e depois
Propaganda do regime
Cortes e despedimentos
Censura interna e auto-censura
Pouca informação sobre a Guerra Colonial Rádios Clandestinas Rádio Voz da Liberdade, Rádio Portugal Livre, Rádio Conakry, ...
Frequências proibidas
Sedes noutros países
Propaganda contra o regime
Informação censurada
Interferências no sinal
Poucos ouvintes "Fugas" à Censura Directos
Forma de leitura das notícias
Mudanças de última hora
ERU's - "esquecimento" de notícias Inovações na Rádio Publicidade
=> Mais dinheiro para inovar
=> Nova linguagem - rápida e convincente
Frequência Modulada
=> Maior qualidade de som
=> Programação alternativa
=> Pouca cobertura
Telefone - mais contacto com o público
"A Rádio sai à rua"
=> Mais reportagens no exterior Profissionalização Linguagem própria
Junção de funções - redactor e locutor
Mais reportagens originais
Mais contacto com o exterior - Guerra Colonial
O jornalismo radiofónico começa a afirmar-se Rádios Piratas Contexto Anos 60 e 70 em toda a Europa
Características comuns:
=>Expressão popular
=>Questão legal
=>Monopólio Estatal
=>Abolição de regimes ditatoriais Meio caduco - Rádio Novo espaço de liberdade Grupos sociais podiam exprimir-se Palco de debate de ideias e questões que não eram debatidas nos media “primeiro porque a iniciativa técnica do cinema e do cabo está nas mãos das grandes empresas; segundo porque, no caso das rádios livres, uma parte significativa da técnica depende da invenção e do bricolage dos seus promotores.” (Felix Guattari) Caso Português Pós 25 de Abril de 1974 Duas estações Rádio Renascença RDP Duopólio Evolução democracia e ideais de liberdade Várias rádios piratas por todo o país “rádios representam o renascimento de um novo espaço de liberdade” (Guattari) “e de expressão baseada na palavra directa e de livre acesso” (Eco) "O fenómeno das rádios locais está intimamente ligado ao desejo das comunidades em aceder ao espaço público mediatizado que, de alguma forma, lhe era negado naquela epoca.” (Luís Bonixe) Características => Amadorismo
=> Escassez de meios técnicos, humanos e financeiros
=> Aprovação das autarquias Rádio Juventude (1977) em Odivelas. 2 grandes objectivos das rádios piratas => Marcar uma posição junto da opinião pública e do poder político
=> Dar voz às populações locais “Independentemente da notória falta de condições, a verdadeira intenção dos promotores de rádios piratas era a de colocar no ar uma emissão radiofónica vincando assim uma posição e ganhando espaço para a desejada liberalização do sector.” (Luís Bonixe) Dois períodos 1977 e 1984 1985 e 1988 Grande génese de rádios piratas vincadamente amadoras Objectivo: despertar a opinião pública Não existiram grandes preocupações com a organização e a estrutura das rádios Maioria emitia algumas horas por dia ou alguns dias/semanas Não se sabe o número certo de rádios existentes Múltiplos projectos de alguma solidez Visavam a legalização Alguns criados por profissionais dissidentes das rádios nacionais. O grande boom das rádios locais em Portugal foi em 1986, ano anterior à lei que legalizou as rádios. Segundo o jornal Expresso, “a 9 de Maio de 1987 emitiam em Portugal, com maior ou menos regularidade, 419 rádios piratas”. “Amanhã vai doer mais.
Agora, ainda não demos por nada.
Temos o corpo quente da pancada.
Agora erguemos os corpos e o espanto todo.

Agora não dói.
Agora, ainda não sabemos que dói.
É certo: o amor da rádio nunca acaba.
Afastai-vos da lepra que este silêncio traz. De quarenta companheiros.
Que aos outros, aos que sobram, este silêncio também pesa.
Escutemos o silêncio das vozes que sobram.
Sussurante nostalgia do que virá.

Voltaremos à antena numa inesperada manhã, para dizer de novo:
O amor da rádio nunca acaba!
Erguemos pois os copos e os beijos.
Uma manhã destas, surpreenderemos os espantalhos do FM.
Amada rádio, até já.” Fernando Alves, Dezembro de 1988, no encerramento das Rádios Piratas, aos microfones da TSF Propriedade e Financiamento => Pequenas empresas
=> Igreja católica
=> Igreja evangélica
=> Jornais locais
=> Clubes de futebol
=> Associações culturais
=> Autarquias
=> Pessoas individuais
=> Minorias sociais => Autarquias
=>Instituições
=> "Ligas de Amigos"
=> Empresas locais “Apesar de emitirem sem licença, os proprietários das rádios piratas encetaram uma luta para que pudessem receber receitas da publicidade alegando igualdade de oportunidade em relação às emissoras de cobertura nacional.” (Luís Bonixe) Jornalismo de Proximidade “Os responsáveis pelas rádios locais perceberam que o campo da informação local poderia representar um importante território de afirmação do movimento no disponibilizar para os ouvintes as notícias sobre os locais de cobertura que as emissoras nacionais dificilmente veiculariam.” (Luís Bonixe) Levar os problemas vividos pelos cidadãos para antena Espaço de confronto e de crítica social
Dar voz a quem não tinha voz. Sector desportivo foi o que mais sobressaiu Possibilidade de vários jovens entrarem para a profissão de jornalistas Propaganda política -> press-release das câmaras municipais Algumas rádios locais estavam ligadas aos jornais locais Período que antecedeu a legalização, algumas rádios piratas optaram por recorrer a colaboradores e correspondestes locais “Às rádios locais estão atribuídas, pela própria definição, competências ao nível do discurso jornalístico decorrentes da valorização do localismo como forma de incremento das identidades específicas da comunidade.” (Luís Bonixe) Legalização Processo complexo I Encontro Nacional de Rádios Livres Comissão Coordenadora Nacional das Rádios Livres Alargar dos 87.5 MHz – 100 MHz para os 108 MHz População insatisfeita com a programação das rádios de cobertura nacional lei 87/88 de 30 de Julho "alargar a programação radiofónica a interesses, problemas e modos de expressão de índole regional e local, preservar os valores das respectivas culturas, difundir informações com interesse para a área geográfica de cobertura e incentivar as relações de solidariedade entre as populações locais.” Não podia existir uma excessiva concentração de rádios Dia da Rádio Foram atribuídas cerca de 400 frequências Grande assimetria Interior/Litoral 4 de Agosto de 1935: Presidente da República, Óscar Carmona 1933 – emissões experimentais da EN Objectivo - melhor as condições técnicas de transmissão e recepção Fernando Homem Christo Capitão Henrique Galvão Agosto de 1935 Maria de Resende, Áurea Rodrigues e Fernando Pessa Transmissão em ondas médias Destaque do regime nas emissões 7 horas diárias: entre as 12h e as 14h e entre as 17h e as 22h Música clássica ( gravada/vivo) Palestras Noticiários Programas Infantis Primeiros dez meses: 58,3% - música gravada; 24,8% música ao vivo; 17% espaços de palavra Abertura da estação passou a efetuar-se com música “alegre e movimentada”, substituindo as marchas militares Área informativa – revista de imprensa semanal Noticiários dirigidos a uma elite Programação/Informação Meio da Rádio – demorou bastante tempo a introduzir uma linguagem informativa própria Décadas de 30 e 40 – morosa adaptação da linguagem oral Reportagem – permaneceu com grande regularidade nos primeiros meses da EN Transmissões: Campeonato Nacional de Remo e a Volta a Portugal em Bicicleta, que teve a colaboração do “Diário de Notícias” e “Os Sports” Palestras - um dos espaços de programação mais característicos da EN Palestras inacessíveis à maioria da população – elevada taxa de analfabetização Domingo Sonoro
Diálogos da Lelé e do Zéquinha
Uma hora de fantasia
Hora da Saudade
Retiro da Severa (Fados e Guitarradas)
Serão para Trabalhadores Programas da EN Alterações da EN Aumento da Onda Curta (1937) A EN separa-se da Administração-Geral dos Correios e Telégrafos ficando autónoma (1940) Pós 25 de Abril – Nacionalização das emissoras portuguesas Rádio Renascença Década de 1930 - Ideia 12 de Abril de 1931 - revista “Renascença-Ilustração Católica” 1935 1937 -Início das emissões 10 de Abril de 1938 – Inauguração 16 de Julho de 1938 - Liga dos Amigos da Rádio Renascença (LAR) 17 de Maio de 1941 - Inauguração dos estúdios, na cidade do Porto 1955 - Participação da Rádio Renascença na constituição da Rádio Televisão Portuguesa (RTP) 1964 - Inauguração do primeiro emissor de frequência modulada 9 de Junho de 1969 - Falecimento de Monsenhor Lopes da Cruz 1972 - Início do serviço de noticiários Programas Diário do Ar
CDC (Clube das Donas de Casa) Rádio Clube Português 1930 – “Rádio Parede” 1931 – 400 associados a modificação do Título da associação para Rádio Clube Português (RCP) 1935 – Incêndio 1936 - Publicidade radiofónica 1954 - RCP inicia em Portugal 1955 - Funcionamento do primeiro emissor 1953 - Instalar uma rede de estações de Televisão no País 1959 - O emissor de Parede é substituído Programas Passatempos APA
Os companheiros da Alegria
Volta
Rescaldos da Semana
Onda do Optimismo “O regime serviu-se da rádio assim como a rádio se serviu do regime, como forma garantida de
crescer e se expandir.” (Dina Cristo) A rádio e o regime de Salazar “O facto é que o poder de então mantinha a informação devidamente controlada, através da censura
radiofónica.” (Dina Cristo) A censura e a política da época “ A rádio foi usada como autêntica máquina de propaganda...” (Dina Cristo) Propaganda A importância da rádio no 25 de Abril 1974 A grande mudança Democracia Abolição da Censura Conquista da liberdade de expressão Depois do 25 de Abril 3 Fases evolutivas: 1) 1975 - Nacionalização das Rádios
2) 1977 - Aparecimento das Rádios Piratas em Portugal.
3) Regulamentação do sector. Rádio nos anos 70 A Rádio na Actualidade Funções da Rádio Música
Informação – notícias, meteorologia, trânsito, ect.
Entretenimento – comédia etc. Formatos de Rádio Rádio de Palavra
Rádio Religiosa
Rádio de Conversa
Rádio Infomativa Relação Público/Rádio Portátil (carro, telemóvel, computador)
Multi-tarefas – trabalhar, cozinhar, limpar a casa, etc.
Variedade de escolha – mais fácil do que a TV
Contacto – telefónico, e-mail, comentários redes sociais, etc.
Distinção entre jovens e adultos é difícil Rádio Online Maior acesso
Camada mais jovem 45 rádios online nacionais RFM Clubbing
RFM
Rádio SWTMN
Rádio Star FM
Rádio SIM
Rádio SFM
Rádio Record FM
Rádio Portugas
Rádio Portugal USA
Rádio Portugal Além Mar
Rádio Portugal
Rádio Oxigénio
Rádio On Move
Rádio Nova Era
Rádio Nova
Rádio NFM
Rádio Mundo romance Rádio Dance Energy
Rádio Marginal
Rádio Lusitânia
Rádio Mais Amizade
Rádio Folclore Português
Rádio Comercial
Rádio Amália
Rádio Alternativa 21
Portal do Fado
Popular FM
Passion Love Rádio
Nove3Cinco
Noite FM
Mix FM
M80 Mega Hits
Mega FM
HouseBox
Hiper FM
Deepin Rádio
Corredor FM
Cidade FM
Best Rock FM
Antena 3
Antena 2
Antena 1
Rádio Renascença
A tua Rádio 3 rádios online internacionais RDP Internacional
RDP África
Rádio Alfa Fado Paris http://www.radiosonline.co.pt Audiências Em 2004 (fonte: Anuário de Media e Publicidade) Rádios mais ouvidas 10-01-2013 , Público
«A Rádio Comercial foi a estação mais ouvida no último trimestre do ano passado, com uma quota de audiência de 21,1%. Mas foi seguida de muito perto pela RFM, que subiu de 18,9% para 20%».
Full transcript