Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Conflitos no Cáucaso

No description
by

Vitor Leonardo

on 27 May 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Conflitos no Cáucaso

Conflitos no Cáucaso
Os Conflitos no Cáucaso são uma série de guerras civis, conflitos separatistas e conflitos étnicos, e até mesmo conflitos entre nações, que ocorrem na região do Cáucaso desde a época da União Soviética até ao fim da Guerra Fria.
Grande parte do traçado das fronteiras existentes na região do Cáucaso é arbitrária e artificial e foi em grande parte estabelecida entre 1922 e 1936 pelo ditador soviético Josef Stalin, governadas com a mão-de-ferro pela URSS, essas repúblicas só teriam problemas étnicos e religiosos aflorados após a desintegração da antiga potência comunista, que permitiu a independência de três novos Estados.

Ossétia do Sul
Os ossetas são um povo de origem persa, dividido entre a Federação Russa e a Geórgia durante o regime stalinista (1924-1953). Em 1990, a Ossétia do Sul declara a independência, primeiro passo para integrar-se à república russa da Ossétia do Norte. A Geórgia torna-se independente da União Soviética em 1991 e lança uma ofensiva militar contra os ossetas. Os choques terminam depois da mediação da Federação Russa, em 1992, e da criação de uma força de paz integrada por russos, ossetas e georgianos. O conflito caminhava para uma solução pacífica, sem status político definido para a região, até agosto de 2008, quando forças georgianas entraram no território osseta, o que levou a intervenção russa na região, que acabou por envolver não só os dois países em conflito, mas também os Estados Unidos e a União Europeia, parceiros da Geórgia.

Abkházia
A república da Abcásia era habitada por uma maioria de etnia abcásia até a década de 1930, quando Josef Stálin envia para a região milhares de georgianos, transformando os abcazes em uma minoria de 17% da população. A Geórgia não reconhece o movimento separatista dos abcásios, alegando que são minoria. Mas os rebeldes criam a República Autônoma da Abcásia, em 1992, o que é considerado o estopim dos conflitos. Estes mataram muitos georgianos na região da Abcásia. Um cessar-fogo é alcançado em 1993, seguido do envio de uma força de paz da Comunidade dos Estados Independentes (CEI) e de uma missão de observadores da ONU em 1994. Mesmo assim há frequentes irrupções de violência. Em outubro de 1999, o governo abcásio promove um referendo sobre a independência, que obtém 97% de apoio, mas não é reconhecido pela Geórgia. A ONU e a Federação Russa prorrogam para 2000 sua permanência na área.
Conflito de Xinjiang (China)
O conflito de Xinjiang é um conflito separatista em curso na província do extremo-oeste da República Popular da China, Xinjiang. Grupos separatistas uigures afirmam que a região, que eles chamam de Turquestão Oriental, não é legalmente uma parte da China, mas foi invadida por ela em 1949 e desde então está sob ocupação chinesa. O movimento separatista é liderado por grupos militantes de islamistas turcos, principalmente pelo movimento de independência do Turquestão Oriental, contra o governo nacional em Pequim. Segundo o Asia-Pacific Center for Security Studies, as duas principais fontes de separatismo na província de Xinjiang é a religião e a etnia. Religiosamente, os habitantes de Xinjiang (também conhecido como uigures) são muçulmanos, enquanto que nas grandes cidades da China Han, a principal religião é o budismo, o confucionismo, o taoísmo, ou uma combinação das três. Sua outra grande diferença e fonte de atrito, com China Oriental é etnia.

Principais Conflitos Étnicos
Chechênia
A Chechênia, uma das repúblicas russas de maioria muçulmana, proclama sua independência em novembro de 1991, um pouco antes da queda da URSS. As hostilidades aumentam em 1994, quando o presidente russo Boris Yeltsin,decide realizar uma operação militar na Chechênia, chegando a ocupar a capital Grozny, mas o exército russo é derrotado. O acordo de Jasiaviurt, que pôs fim a 21 meses de guerra, com cerca de 100 mil mortes, encerra o conflito em 1996, com um acordo de paz que adia a decisão sobre o status político da república, que poderia se tornar independente de fato.
Em agosto de 1999, guerrilheiros chechenos invadem a vizinha república russa do Daguestão, também de maioria muçulmana, para ali criar um Estado islâmico.Ao mesmo tempo que acontecem atentados a bomba em edifícios residenciais em Moscou e em outras cidades russas, que matam cerca de 300 pessoas em setembro. O governo responsabiliza os extremistas do Cáucaso pela onda de terror e envia tropas à Chechênia no fim do mês para realizar uma "operação antiterrorista", dando inicio à Segunda Guerra na Chechênia.
FIM
Feito por:
Vitor Pauloski
Lorran Kühl
João Marques
Lucas Pedrini
Full transcript