Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Julian Rotter: Teoria da Aprendizagem Social

No description
by

Inês Lopes

on 30 April 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Julian Rotter: Teoria da Aprendizagem Social

Julian Rotter: Teoria da Aprendizagem Social
Comportamento Desadequado
4 Conceitos Primordiais
Potencial de comportamento
Expectativa
Valor de reforçamento
Situação psicológica
Trabalho realizado por:

Constança Almeida Carvalho, nº 12196
Carlota Jardim de Oliveira, nº 12691
Inês Costa Lopes, nº 12706
Teoria da Aprendizagem Social
A personalidade é aprendida
Os seres humanos interagem com os seus ambientes significativos
A personalidade tem uma unidade básica
A personalidade é motivada em direcção a objectivos específicos
As pessoas são capazes de prever eventos
"Rotter construiu uma das primeiras abordagens cognitivas, que se tornou a base da maioria das teorias de aprendizagem social" (Ellis & Abrams, 2009)
"O potencial para que um comportamento ocorra numa situação específica é uma função da expectativa de que ele levará a um reforçamento particular naquela situação e do valor daquele reforçamento" (Rotter, 1975)
Potencial de Comportamento
Previsão de Comportamentos Específicos
Probabilidade de uma determinada resposta ocorrer num determinado tempo e espaço específicos
É influenciado por:
Circunstâncias
Preferência consciente de um comportamento
Comportamento
Qualquer resposta, implícita ou explícita, que pode ser observada ou medida directa ou indirectamente
Acções não-observáveis (processos cognitivos internos, que influenciam o modo como percebemos/agimos perante um estímulo)
Acções observáveis
Expectativa
Crença de que se nos comportarmos de determinada maneira numa situação, poderemos prever a recompensa que se seguirá
Grau de Expectativa
Reforçamentos passados
Generalizações
Pensamentos irrealistas, desde que a pessoa acredite que um reforçamento condiciona uma resposta
Ideia de que as respostas dadas numa situação, também serão apresentadas numa situação semelhante
Expectativas generalizadas (EG) - Importantes em novas situações
A expectativa total determina parcialmente a quantidade de esforço que as pessoas aplicarão para atingir os seus objectivos
Valor de Reforço
Preferência que a pessoa atribui a qualquer reforçamento quando as probabilidade de ocorrência de inúmeros reforços diferentes são todos iguais
Externo
Interno
Determinantes do Valor de Reforço
Reforço interno ou externo
Necessidade do indivíduo
Consequências esperadas de reforços futuros
Necessidade
Valor de reforço
Situação Psicológica
Combinação de factores internos e externos que influencia a nossa percepção e resposta a um estímulo
"Conjunto complexo de dicas que agem sobre o indivíduo por um intervalo de tempo específico"
Momentâneo
Duradouro
Fórmula de Previsão Básica
CP = f(E + VRs)
Para Rotter, o comportamento depende da percepção que temos de cada situação.

Abordagem Interaccionista - Influência mútua entre variáveis pessoais e situacionais
Dinâmicos
Foco exagerado nas variáveis internas
Comportamentalistas realistas
Foco único nas variáveis externas

Qualquer comportamento persistente que não consegue aproximar a pessoa de um objectivo desejado
Factores que contribuem:
Objectivos altos demais
Diminuição da liberdade de movimento
Avaliação incorrecta da situação
Generalização inadequada


As expectativas podem ser irrealistas e a compreensão do valor de reforçamento pode ser imprecisa. Assim, como as decisões de vida importantes são baseadas na expectativa (E) e no valor de reforçamento (VR), indivíduos cujos VR e E são irrealistas, tendem a comportar-se de um modo irracional
Fonte primária do comportamento neurótico
Indivíduos evitantes neuróticos
Fortes expectativas de rejeição em situações sociais
Antecipação de níveis mínimos de satisfação quando desafiam os seus medos
Biografia
• Nasceu em Brooklyn, NY, EUA em 22 de Outubro de 1916;
• Filho de um casal de emigrantes judeus de classe média;
• Preocupado com a injustiça social;
• Gostava muito de leitura: Adler, Freud e Karl Menninger.

Grande interesse pela psicologia
, apesar de ter escolhido o curso de química;

• Mais tarde, com a influência de Adler, tinha bastantes créditos em psicologia e decidiu fazer a sua
pós-graduação em psicologia na Universidade de Iowa
, recebendo o seu diploma de mestrado em 1938.
Em 1941 torna-se
PhD em psicologia clínica
pela Universidade de Indiana;
Ainda em 1941 casa-se com Clara Barnes com quem tem dois filhos;
Trabalhou na Universidade de Ohio onde atraiu vários estudantes, um deles
Mischel
.
Mais tarde vai trabalhar para a Universidade de Connecticut;
“Psychological Monographs” (1966) –
Locus de controlo.
Psicoterapia
Psicoterapia:
como provocar mudanças pela interacção de uma pessoa com outra - problemas de aprendizagem humana numa situação social;

Abordagem de resolução de problemas (
não acredita em soluções rápidas para problemas imediatos);

Mudança na orientação do paciente face à vida;

Objectivo:
liberdade de acção e valor de necessidade em harmonia reduzindo comportamentos defensivos e de fuga;

Papel activo do psicoterapeuta:

mudar a importância dos objectivos e eliminando as baixas expectativas do paciente.
O paciente é levado a lutar por objectivos contrutivos e realistas.
Há 3 fontes de problemas que levam a objectivos distorcidos:
dois ou mais objectos podem estar em conflito; objectivo destrutivo; objectivos altos demais.
Mudança de objectivos
O terapeuta tenta eliminar as baixas expectativas de sucesso pouco realistas dos pacientes.
Há 3 motivos para que o paciente tenha baixas expectativas:
falta de habilidades/informação; má avaliação da situação presente; generalização inadequada.
Eliminação de baixas expectativas
Procurar modos de acção diferentes;
Perceber os motivos dos outros;
Ter consciência dos seus comportamentos a longo prazo;
Observar o outro em situações sociais anteriormente dolorosas numa posição passiva, limitando-se à observação, sem falar tanto como costumam.
Técnicas desenvolvidas por Rotter ajudam os pacientes a:
Críticas à Teoria da Aprendizagem Sociocognitiva
O "lócus de controlo" não é o aspecto central da teoria,
e apesar do
número imenso de pesquisas
, estas
não são
completamente
relevantes
para as suas ideias centrais;

As
fórmulas da previsão
básica e específica de Rotter são totalmente
hipotéticas;

As ideias sobre a
psicoterapia
que são explícitas e úteis, mas a sua
teoria da personalidade não é tão aplicável na prática
;

No entanto,
Rotter é muito coerente no seu conteúdo.

Previsão de Comportamentos Gerais
Expectativas Generalizadas
Correspondem às expectativas que foram aprendidas a partir das experiências anteriores do indivíduo e que possuem uma consequência similar.

Expectativas generalizadas de solução de problemas
Expectativas generalizadas de controlo sobre os reforços

Expectativas generalizadas de reforço
Três tipos de expectativas generalizadas:

Necessidades
Categorias das Necessidades
Reconhecimento-status:
Necessidade de ser reconhecido no seio da comunidade;

Domínio:
Necessidade de ter poder sobre os outros e sobre as suas acções;

Independência:
Necessidade de ser livre;

Protecção-dependência:
Precisar dos outros para nos sentirmos seguros;

Amor e afeição:
Necessidade de sentir os sentimentos positivos que os outros nutrem por nós.;

Conforto físico:
Necessidade mais básica.

Componentes das Necessidades
Necessidade potencial:

Probabilidade de ocorrência de um conjunto de comportamentos relacionados numa dada situação ou grupo de situações


Análogo ao conceito de comportamento potencial;
Depende de dois factores:
Liberdade de movimento
Valor da necessidade/Valor da preferência.

Liberdade de Movimento
Expectativa de que os nossos comportamentos levem a certos objectivos e recompensas desejados

Análogo ao conceito de expectativa;
Formas de avaliação:
Métodos directos e
Métodos indirectos.

Valor da Necessidade
Importância que o sujeito atribui ao valor dos reforços

Análogo ao conceito de valor de reforçamento
Formas de avaliação
Fórmula de Previsão Geral
NP= f(LM+VN)
A necessidade potencial (NP) é uma função da liberdade de movimento (LM) e do valor de necessidade (VN)

Potencial de ocorrência do conjunto de comportamentos necessários para que a Maria consiga o corpo que idealiza, e assim, satisfazer a necessidade de conforto físico.

Expectativa de que este grupo de comportamentos necessários (i.e, ida ao ginásio) seja reforçado (emagrecimento).

Preferência por emagrecer, sentir-se mais elegante e mais confiante em si própria, do que manter-se como está.

Função de…

e
Escala de Controlo Interno-Externo de Reforçamento para avaliar as expectativas generalizadas de controlo interno e externo que os sujeitos têm sobre o reforço.

Controlo Interno e Externo de Reforçamento
A escala:
Foi feita com base em duas teses de doutoramento;
Composta por 29 itens de escolha obrigatória
Pontuada em função do controlo externo
Objectivo: medir o grau em que as pessoas percebem a relação de causa-efeito entre as suas acções e as consequências externas.

Concepções erróneas

As pontuações da escala não determinam o comportamento;
O locus de controlo é utilizado em situações gerais e não em específicas;
Esta escala não divide as pessoas em dois grupos
Nenhum dos extremos do locus de controlo é desejável

Escala de Confiança Interpessoal
Confiança interpessoal: expectativa generalizada de que se pode confiar nos outros, quando não existem provas do contrário

Objectivo: Medir a confiança interpessoal das pessoas e captar as diferenças entre os sujeitos;
Composta por 25 itens;
Respostas dadas numa escala de 1 (‘’discordo plenamente’’) a 5 (‘’concordo plenamente’’);
Pontuações finais altas = Confiança interpessoal elevada;
Pontuações finais baixas: desconfiança

Rotter afirma que, quando distinguida da ingenuidade, a confiança interpessoal elevada é desejável e fundamental para que a sociedade em que vivemos funcione. Por isso, as pessoas com confiança interpessoal elevada:

Têm menos tendência a mentir;
Têm menos tendência a cometer uma fraude ou roubar;
Maior tendência a dar uma segunda hipótese aos outros;
Maior tendência a respeitar os direitos dos outros;
Menor tendência a ser infelizes, confusas ou desajustadas
Mais amáveis e populares;
São pessoas em quem se pode confiar;
Nem mais nem menos ingénuas;
Nem mais nem menos inteligentes.

Implicações Práticas e Teóricas da Teoria de Rotter
Estudo sobre ideias suicidas
(Labelle e Lachance, 2003):

Grupo de estudantes universitários
(alto nível de stress)
Hipótese 1
: alunos com baixa auto-eficácia académica e alto lócus de controlo externo teriam mais pensamentos sobre a morte e menos sobre a vida.
Hipótese 2
: existem diferenças de género em todas as variáveis.

Conclusão:
homens e mulheres têm o mesmo nível medio de locus de controlo externo, auto-eficácia académica e pensamentos sobre a vida e a morte.
*Nota
: orientadores escolares - ter atenção aos alunos com baixa auto-eficácia e aumentar as expectativas de eficácia e lócus de controlo interno.

Referências Bibliográficas
Ellis, A., & Abrams, M. (2009). Personality Theories: Critical Perspectives. USA: Sage Publications.



Schultz, D., & Schultz, S. E. (2004). Teorias da Personalidade. (E. Kanner, Trad.) Brasil: Thomson.

Perguntas
Rotter define expectativa cmo a crença de que se nos comportarmos de determinada maneira numa situação, poderemos prever a recompensa que se seguirá. Quais são os factores que influenciam o grau de expectativa?

a) Valor de reforçamento, pensamentos irrealistas e reforçamentos passados

b) Reforçamentos passados, generalizações e pensamentos irrelistas

c) Generalizações, reforçamentos passados e necessidade do indivíduo
A teoria de Rotter baseia-se na ideia de que as pessoas são capazes de prever a sequência de eventos que leva a um objectivo futuro. Será que o comportamento humano é assim tão previsível?

As fórmulas de previsão de Rotter serão operacionalizáveis?
De acordo com Rotter, as pontuações da Escala de Controlo Interno-Externo de Reforçamento:

a) Indicam o valor que reforçamento tem para o indivíduo;

b) Determinam o comportamento;

c) Indicam as expectativas generalizadas do indivíduo.

Feist, J. e Feist, G. J. (2008). Teorias da personalidade. São Paulo: McGraw-Hill
Full transcript