Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Estágio Supervisionado Básico II

Estágio, entrevista e observações

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Estágio Supervisionado Básico II

Bibliografia
Principais Aprendizagens
Visitas
Observações
Aprendizagem
Profissional
escolhida
As suas áreas de atuação são:
s
_ _ _ _ _ _ _
a
E então eu tive uma GRANDE
Estágio Supervisionado Básico II
Observação Prática
Propostas de
Esporte & Música
Intervençã
“Jornal da saúde mental”:
Objetivo do trabalho
Propor um projeto de estágio a um dos dois locais estágio observados. Propor uma (possível) intervenção, uma aplicação dos conhecimentos e habilidades técnicas estudadas ao longo do curso e, também, novas práticas, facilitando e instituindo possibilidades de criação e reflexão.
c
v
k
= conhecimento + prática
Experiência
Projeto de
+
4,6 e 11/Setembro - Visita ao Chimarrão da Amizade.
aprendizagem!
Cláudia Beatriz Jotz da Rocha
Pâmela Cristini Olczyk S.
Estágio Supervisionado Básico II
Este trabalho foi elaborado pela aluna Pâmela Cristini Olczyk Saraiva, estudante do 6º semestre de Psicologia, do Unilasalle/Canoas/RS/Brasil. Esta apresentação refere-se ao trabalho da disciplina Estágio Supervisionado Básico II.
Mais fotos do HU
Pâmela Cristini lczyk S.
Arquivo 1
PSICÓLOGA SUPERVISORA:
A professora/Supervisora, possui mestrado em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1997) e graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1991). Atualmente é professora do Unilasalle e doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Psicologia da PUC/RS. Tem experiência na área de Psicologia Organizacional, Escolar, de Grupos e Administração, com ênfase em Administração de Recursos Humanos, atuando principalmente nos seguintes temas: gestão de pessoas, recursos humanos, trabalho com grupos, qualidade de vida no trabalho, gestão e desenvolvimento de pessoa. É professora na disciplina de Estágio Supervisionado Básico II.
O
Psicologia Clínica
Estági
A Psicóloga Fernanda tem 25 anos, formou-se em Psicologia em Agosto/2011 na PUCRS, possui especialização em Psicoterapia Cognitivo-Comportamental pela WP Centro de Psicoterapia Cognitivo-Comportamental e especialização em Dependência Química pela UFCSPA.

Fernanda trabalha no HU e no consultório, ela conta que a motivação para cursar Psicologia deu-se a partir da terapia que ela fazia antes de ingressar na faculdade.

Fernanda conta que ela se direcionou para a área de Dependência Química quando fez um estágio de observação com o consultor Arnaldo e depois que ela entrou no HU que ela se interessou mais em saúde Mental e psiquiatria.

Ela realmente gosta do que faz.
Psicologia Hospitalar
Fernanda Burg Conti
Hospital Universitário Ulbra/Mãe de Deus
9,10,16,17,18,23,24,25,27 e 30/Setembro - Visita ao Hospital Universitário.
Arquivos de vídeo
Fernanda Burg Conti
O
O
O
O
O
O
O
O
O
O
O
http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/bom-dia-rio-grande/videos/t/edicoes/v/projeto-aposta-no-esporte-para-tratamento-de-dependentes-quimicos-em-canoas-rs/2523607/
Psicologia Clínica

Psicologia Hospitalar
+
BERSTEIN, M . Contribuições de Pichon-Rivière à psicoterapia de grupo. In: OSORIO, Luiz Carlos . Grupoterapia hoje. Porto Alegre: Artes Medicas, 1986.

MARLATT. Alan G.; WITKIEWITZ, Katie. Problemas com álcool e drogas. In. MARLATT. Alan G.; DONOVAN, Dennis M.. Prevenção da recaída: Estratégias de manutenção no tratamento de comportamentos adictivos. Porto Alegre: Artmed, 2009. P. 15-41.
OSÓRIO, Luiz C. Psicologia Grupal: Uma nova disciplina para o advento de uma era. Porto Alegre: ARTMED, 2003. 176 p.

ZIMERMAN, David E. Uma visão histórico-evolutiva das grupoterapias: Principais referenciais teórico-técnicos. In. ZIMERMAN, David E. Fundamentos básicos das grupoterapias. Porto Alegre: ARTMED, 2007. p. 69-81.

CASTOLDI, Alexandra S. et al. Vínculos. Cadernos da SBDG, [S.l.], vol. 10, p. 27-31, [s.d].

COSTA, Cláudia R. B. S. F. et al. Música e transformação no contexto da medida socioeducativa de internação. Psicologia: Ciência e Profissão. Brasília, 2011. Vol. 1, Nº4, p. 840-855.

VELASQUEZ, Mary M. et al. Tratamento em grupo para usuários de drogas: Um manual de terapia baseado nos estágios de mudança. 1 ed. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2013. 228 p.

YALOM, Irvin D. ; LESZCZ, Molyn. Psicoterapia de grupo: Teoria e prática. 5ª edição. Porto Alegre: ARTMED, 2006. 528 p.

Como a música pode influenciar o reino e a prática de esportes. Disponível em: http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/geral/vida/noticia/2013/09/como-a-musica-pode-influenciar-o-treino-e-a-pratica-de-esportes-4276368.html
Acessado em: 15/10/2013.

A família como ponto chave no tratamento terapêutico de pacientes portadores de transtornos psiquiátricos e dependentes químicos. Disponível em: http://www.uniica.com.br/orientacoes/a-familia-como-ponto-chave-no-tratamento-terapeutico-de-pacientes-portadores-de-transtornos-psiquiatricos-e-dependentes-quimicos/ Acessado em 21/10/2013.

Tratamento/Dependência Química/Definição. Disponível em: http://www.obid.senad.gov.br/portais/OBID/conteudo/index.php?id_conteudo=11416&rastro=TRATAMENTO%2FDepend%C3%AAncia+Qu%C3%ADmica/Defini%C3%A7%C3%A3o Acessado em 21/10/2013.

Lista de medicamentos psiquiátricos de acordo com sua indicação. Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Anexo:Lista_de_medicamentos_psiqui%C3%A1tricos_de_acordo_com_sua_indica%C3%A7%C3%A3o Acessado em 21/10/2013.

Lista de medicamentos psiquiátricos. Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Anexo:Lista_de_medicamentos_psiqui%C3%A1tricos Acessado em 21/10/2013.

Fachada do
Hospital Universitário
Sala de espera e elevadores
Porta Principal
Sala de espera interna
"Aquário"
"Aquário"
Álbum 1 - Hospital Universitário
Quadro de tarefas e envolvimento com o tratamento do "Aquário"
Posto de enfermagem
Consultório
Álbum 2 - Hospital Universitário
Sala de TV
Sala de TV
Unidade de internação
Sala de Grupos
CONTROLE DE ENVOLVIMENTO COM O TRATAMENTO
QUADRO: FRASE DO DIA E "SÓ POR HOJE"
Leito
Leito
HORTA
HORTA
COMPLEXO ESPORTIVO - Educação Física
COMPLEXO ESPORTIVO - Educação Física
Demais possibilidades
Aparelhos de Ginástica
Piscina
NATAÇÃO
Refeitório
O que eu quero levar para a minha futura profissão
--------------------------------------
Mesa de Ping-Pong
COMPLEXO ESPORTIVO - Educação Física
Agradecimentos especiais:
Enfermeira Edinilsa
&
Psicóloga Fernanda
Professora Cláudia Jotz
e
MUITAS
anotações...
- 02 Psiquiatras
- 01 Médico Clínico
- 05 Enfermeiros
- 01 Assistente Social
- 02 Estagiárias de Serviço Social
- 01 Psicóloga
- 01 Consultor em Dependência Química
- 01 Educadora Física
- 26 Técnicos de Enfermagem
- 02 Higienizadoras
Total: 42
Equipe Multidisciplinar:
(Oficina)
Piscina
COMPLEXO ESPORTIVO - Educação Física
Tatames
Sem ela eu não teria o contato da Psicóloga Fernanda
Por toda dedicação, disposição,
auxílio, atenção e profissionalismo
Por oportunizar essas vivências
O
Estágio
(Oficina)
(Oficina)
Descrição do local
Como cheguei ao local
HU
E
i
b
i
d
F
x
Introdução
Aprendizagem
Dedicação
Desde o início o local se demonstrou bastante salubre. Bem higienizado, favorável à reconstituição da saúde mental, da desintoxicação e tratamento da dependência química.
SMS + Edi (HU) + Black + Profª Cláudia = Fernanda
Trabalhando com a comunicação não verbal, desenvolvendo a percepção, a psicomotricidade, a inteligência musical, a capacidade de interação social e de se harmonizar com o grupo...
Musicoterapia
Aliar a música ao esporte (Exemplo: Capoeira, caminhada, corrida).
= Melhor desempenho e motivação...
Promover a comunicação, interação entre os pacientes, para que eles coloquem no papel os benefícios do tratamento...
Parte do princípio que o paciente tem o direito e o dever de conhecer as medicações que utiliza, explica o funcionamento, a utilização, as indicações, os benefícios e para quais transtornos e sintomas estão indicados.
Foco nos aspectos positivos dos medicamentos. *
(Oficina)
Momento em que os pacientes podem olhar filmes relacionados à doença mental ou dependência química e debater no grupo, refletindo sobre a sua própria situação ou da situação de outro “colega/paciente”.
CineDebate
(Intervenção sugestionada pelo colega Luiz Fernando):
Instituir um ou dois pontos de leitura, onde os pacientes possam ter acesso a livros relacionados a transtornos mentais, dependência química e outros tipos de obras...
Cantinho da leitura/Pontos de leitura
(Intervenção sugestionada pela colega Maiara Ficher):
(Exemplo: Transtorno Bipolar, esquizofrenia) – Cada semana será focada em um transtorno diferente e este foco incluirá as oficinas “o que é transtorno mental?”, oficina “Conhecendo as medicações, ao CineDebate e leitura de trechos do livros disponíveis nos pontos de leitura.
“Transtorno da semana”
O profissional deve presar características como:
organização, responsabilidade, maturidade, paciência, engajamento, motivação, respeito ao ser humano...

Características que o profissional Psicólogo deve ter:

autocontrole, empatia, capacidade de acolher e compreender a situação alheia, ser continente, capacidade e ética para manter
o sigilo.

A equipe deve ser capaz de:
conservar o companheirismo, conversar, discutir, debater e planejar o plano terapêutico de cada paciente, pensando no que o beneficiará mais naquele momento. Manter o clima de tranquilidade, a alegria e o autocontrole (paciência).

Aprendi bastante sobre:
a importância da escuta e da intervenção efetiva; do acompanhamento com a família. Aprendi sobre o modelo cognitivo das adições e recaídas, cidadania e família. Pude perceber os benefícios e malefícios da presença familiar na recuperação do paciente psiquiátrico/Dependente Químico.
Equipe do HU
“Conhecendo as medicações”:
Observação:
Tive inúmeras outras aprendizagens que, dificilmente, conseguiria ou poderia colocar tudo em papel.
Este projeto foi elaborado para propor novas práticas e alternativas a um dos dois locais de estágio visitados no mês de Setembro de 2013. O objetivo é, também, discutir, baseada em aportes teóricos, a prática dos processos grupais, da psicoterapia de grupo e inserir um trabalho com a musicoterapia, esporte e outras propostas grupais.
Este projeto é referente à disciplina de estágio supervisionado básico II. O estágio supervisionado constitui parte integrante e fundamental na formação, pois contribui grandemente no direcionamento profissional do acadêmico.
É através do estágio que a teoria e a
prática se fundem (o saber e o fazer).
Na observação, participando de
situações reais, o aluno aprende,
vivencia, reflete e treina o seu
papel e a sua postura
profissional, onde a
sua identidade é
direcionada e
construída.
Full transcript