Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

MODAL AQUAVIÁRIO (Marítimo, Fluvial e Lacustre

No description
by

Eliete Campos

on 31 May 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of MODAL AQUAVIÁRIO (Marítimo, Fluvial e Lacustre

Transporte Hidroviário do Brasil
Transporte hidroviário é o tipo de transporte aquaviário realizado nas hidrovias (são percursos pré-determinados para o tráfego sobre águas) para transporte de pessoas e mercadorias. As hidrovias de interior podem ser rios, lagos e lagoas navegáveis que receberam algum tipo de melhoria/sinalização/balizamento para que um determinado tipo de embarcação possa trafegar com segurança por esta via.
LACUSTRE: É realizado em lagos e tem como característica a ligação de cidades e países. Trata-se de um tipo de transporte bastante restrito, pois são poucos os lagos navegáveis. Esse tipo de modal pode ser utilizado para qualquer tipo de carga a exemplo do marítimo.
Cabotagem:
O transporte de cabotagem está fortemete atado à operação portuária. Hoje a cabotagem é mais utilizada no transporte de granéis, petróleo e seus derivados, sal e produtos químicos.

Aproximadamente 66% do total transportado (em toneladas-quilômetro) corresponde a granéis líquidos, 28% refere-se aos granéis sólidos e os 6% restantes são constituídos por cargas acondicionadas (caixas, sacarias etc.).
Frete Marítimo
O frete marítimo é cobrado de acordo com alguns critérios:
FRETE BÁSICO: valor cobrado com base n peso ou no volume da mercadorai (cubagem), prevalecendo sempre o que propiciar maior receita ao armador.
Ad valorem: percentualque incide sobre o valor FOB da mercadoria. Aplicado normalmente quando esse valor corresponde a mais de US$ 1000 por tonelada.
Sobretaxa de combustível (bunker surcharge): percentual aplicado sobre o frete básico, destinado a cobrir custos com combustível.
Taxa para volumes pesados (heavy lift charge): valor cobrado sobre cargas individuias, excessivamente pesadas (em geral acima de 1500kg), ou que exijam condições especiais para embarque/desembarque ou acomodação no navio.
MODAL AQUAVIÁRIO (Marítimo, Fluvial e Lacustre)
O transporte aquaviário pode ser subdividido em FLUVIAL e LACUSTRE:

FLUVIAL: Um modal bastante competitivo, uma vez que apresenta grande capacidade de transporte, baixo consumo de combustível e é menos poluete que o modal rodoviário.
O cálculo de frete baseia-se na tonelada-quilômetro ou na unidade, no caso de contêineres. Seu valor é bem mais acessível, se comparado aos modais terrestres.
Marítimo
Modal mais utilizado no comércio internacional. Realizado por meio de embarcações para deslocamentos de passageiros e mercadorias utilizando o mar aberto como via.
Pode ser de cabotagem/costeira (cuja navegação marítima é realizada entre pontos da costa ou entre um ponto costeiro e um ponto fluvial) ou de navegação de longo curso/internacional (navegação entre portos brasileiros e estrangeiros).
Vantagens e Desvantagens do modal aquaviário
Vantagens:
Grande capacidade de carga;
Carrega qualquer tipo de carga;
Baixo custo de transporte;
Baixo custo de manutenção;
Desvantagens:
Necessidade de transbordo nos portos;
Distância dos centros de produção;
Menor flexibilidade nos serviços, aliados a frequentes congestionamentos nos portos;
Transporte lento;
Influenciado pelas condições climáticas.
Taxa para volumes com grandes dimensões (extra length charge): valor aplicado geralmente a mercadorias com comprimento superior a 12 metros.
Sobretaxa de congestionamento (port congestion surcharge): percentual incidente sobre o frete básico para portos onde existe demora em atracação dos navios.
Fator de ajuste cambial - CAF (currency adjustment factor): fator utilizado para moedas que se desvalorizam sistematicamente em relação ao dólar norte-americano.
Adicional de porto: taxa cobrada quando a mercadoria tem como origem ou destino algum porto secundário ou fora da rota.
Adicional de risco de guerra: taxa cobrada quando há riscos iminentes de guerra em áreas de perigo.
Taxa adicional de frete para renovação da marinha mercante - AFRMM: trata-se de um percentual cobrado sobre o frte para a navegação de longo curso entre portos estrangeiros e brasileiros, sejam marítimos, fluviais ou lacustres. Na lei nº 10.983/2004, estão discriminados os percentuais cobrados em cada situação de acordo com o conhecimento de embarque.

O valor da AFRMM é cobrado do consignatário da carga importada pela empresa de navegação, que o recolhe posteriormente. Esse valor é devido no porto brasileiro de descarga e na data da operação (início efetivo da operação de descarregamento).
Obrigada pela atenção!
Até a próxima aula!
Full transcript