Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

UFG/HIST01_AULA19/20_ALBERTI

No description
by

isabela ferrante

on 24 February 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of UFG/HIST01_AULA19/20_ALBERTI

O BELO COMO UNIDADE ENTRE ESTRUTURA E ORNAMENTO
LEON BATTISTA ALBERTI
O Belo em Alberti - FONTES:
01. O CONCEITO DE BELO E CONCINNITAS NA ARQUITETURA
UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS
FACULDADE DE ARTES VISUAIS
ARQUITETURA E URBANISMO
Disciplina: HISTÓRIA DA ARQUITETURA I
Profa. Isabela Ferrante
01.
Neoplatonismo - ORDEM GEOMÉTRICA E PROPORCIONAL+ SENSÍVEL
DOUTRINA DO BELO ALBERTIANA
FACHADA - SANTA MARIA NOVELLA, Florença (1456+)
O TEMPLO
O ARCO DO TRIUNFO
San Francesco em Rimini -
Tempio Malatestiano (1450)
San Andrea, Mântua
San Sebastiano, Mantua 1460
ARQUITETURA CIVIL: Palazzo Rucelai, Florença
A FORMA IDEAL - O templo de planta central e forma circular
TIPOLOGIA DO PALAZZO
Alberti - De Re Aedificatoria contém o primeir programa completo para a Igreja Ideal do Renascimento;

Descrição das formas desejaveis do Templo (Igreja);
Natureza - formas arredondadas - circulares;

Alberti recomenda nove formas geométricas básicas para as igrejas - além do círculo, ele lista o quadrado, o hexágono, o octogono, o decaedro e dodecaedro.

Todas são determinadas pelo círculo e Alberti explica como derivar a medida dos lados a partir do raio do círculo.
02.
Belo da arquitetura clássica, greco-romana descrita por Vitruvio
Disposição, Ordenação, Eurritmia, Simetria, Decoro e Distribuição
Devida proporção numérica, proporção qualitativa entre as partes e a parte e o todo;
03.
TRIVIUM - Gramática, Lógica e a
RETÓRICA
Retórica - A arte da fala, a congruência entre as partes, o discurso bem articulado, a colocação das palavras com ritmo, harmonia
O QUE ESSAS FONTES TEM EM COMUM?
O Belo em Alberti - Congruência entre as partes, o todo unitário
SOBRE O BELO -
"Harmonia proporcional das partes de um corpo que não admite acréscimos, subtrações ou alterações, é qualidade inerente"

Alberti, em sua doutrina do belo volta, assim ao homem como modelo:
"Hominis bene figuratus" - o homem bem figurado
Tratados - De Pictura
De Statua
De Re Aedificatoria
De Pictura - Bela pintura é ordem, modo de organização
das partes;
Compositio, composição - ordem entre as partes;
Dispositio, disposição - relação oportuna entre as partes e das partes com o todo;
Segue as regras da Perspectiva;

"Partes da história são os corpos, parte do corpo é o membro,
e parte do membro é a superfície"
1º superfície - formas
2º mebros - partes das figuras
3º corpo - figura
4º História, o todo acabado
BELO NO DE RE AEDIFICATORIA
Belo - Pulchritudo
Belo - Ornamentum

Pulchritudo - Beleza inerente: "harmonia proporcional de todas as partes dentro de um corpo/conjunto"
Ornamentum - (ornamento) beleza como algo aderente - "uma forma de luz auxiliar e um complemento à própria pulchritudo"

MAS - (ATENÇÃO)
-
Ornamento apropriado e em
harmonia com a estrutura, com o todo. Nem só ornamento, nem só estrutura constituem a bela arquitetura! ORMENTO DA A VER A BELEZA DA ESTRUTURA E É NECESSÁRIO PARA A COMPLETUDE DA OBRA.
Arquitetura - Ornamento:

"A emanação de toda a graça e encanto decorre da beleza e do ornamento. Prova disto é que não existe ninguem tão desventurado e inepto, tão rude e rústico, que não se sinta atraído pelas coisas mais belas, que não prefira as coisas ornadíssimas a todas as outras".

Grande importância à beleza, e o ornamento é o instrumento que completa a arquitetura, que a deixa una, unidade que garante a beleza: "lumi, complementum" - luz: dá a ver a beleza
" do ornamentum emerge a beleza, traduzimos o complementum o sentido de completio, ornamento como o que completa a beleza" - já inerente, existente na estrutura.

Relação com o discurso -mais convincente
ARQUITETURA BELA = ESTRUTURA + ORNAMENTO
Obedecer a regra do belo como unidade e harmonia entre as partes - unidade entre estrutura e ornamento
Para alcançar o belo, da estrutura (pulchitrudo) e o belo do ornamento eles devem atender a ou outro preceito - CONCINNITAS (harmonia ou simetria)
"é necessária uma precisa relação de concinnitas (SIMETRIA) entre as partes no todo, de modo que não se possa acrescentar, subtrair, mudar nada sem que o torne reprovado" (Alberti, Livro VI)
Concinnitas - elemento de coesão do edifício - além da ordem proporcional matemática, inclui, cor, apropriação ao uso, todos os aspectos da obra
CONCINNITAS APLICADA AO ORNAMENTO TAMBÉM
BRAMANTI - San Pietro in Montori
Leon Battista Alberti
Filho ilegítimo de um florentino exilado em Gênova, pertencente a uma família de mercadores. Estudou Direito na Universidade de Bolonha.
Os interesses de Alberti viraram-se, então, para a ciência e para a arte.

Homem da teoria
Humanista, intelectual - letterato

Tratados - De Pictura
De Statua
De Re aedificatoria

(1404-1472)
A busca da arquitetura como arte liberal - Preceptivas
Alberti - primeiro teórico - relacionado ao início construção da arquitetura como ciência (Françoise Choay, A regra e o modelo)
CONCINNITAS
BELO EM ALBERTI -
02. A ARQUITETURA DE ALBERTI
Concinnitas é o elemento de coesão do edifício que excede a rigidez do cânone proporcional e do plano das relações matemáticas e considera todos os aspectos da obra, qual corpo completo, uno.
Full transcript