Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

A Vida Quotidiana no Séc. XIII

No description
by

Francisca Matos

on 7 May 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A Vida Quotidiana no Séc. XIII

Introdução
Organização social
Era composta por 3 grupos sociais:
- a Nobreza e o Clero (privilegiados)
- o Povo (não privilegiado)

Como o rei não tinha capacidade para admistrar os territórios conquistados, doava as terras aos grupos sociais privilegiados, para serem povoadas, cultivadas e defendidas.
Índice
1- Introdução
2- A organização social
3- Nobreza
4- Clero
5- Povo
6- Vida quotidiana na corte
7- A vida quotidiana da nobreza, nos senhorios
8- A vida quotidiana do clero, nos mosteiros
9- A vida quotidiana do povo
10- A vida quotidiana da burguesia
11- Conclusão
12- Bibliografia


A Nobreza
- grupo privilegiado
- recebia terras (senhorios), do rei
- não pagava impostos
- participava nas Cortes
- devia obdiência e fidelidade ao rei
- protegia o rei, quando era necessário
- recebia rendas e impostos do povo que vivia nos seus senhorios
- administrava os seus senhorios


O Clero
- grupo privilegiado
- grupo mais culto
- formado por membros da igreja
- recebia terras (senhorios), do rei
- não pagava impostos
- participava nas Cortes
- dividia-se em clero secular (padres e bispos), clero regular (frades ou monges) e ordens religioso-militares
- recebia rendas e impostos do povo que vivia nos seus senhorios
- administrava as suas terras

O Povo
- grupo sem privilégios
- grupo com mais população
- vivia do seu trabalho
- trabalhava na agricultura e pecuária
- tinha uma vida dura

Espero que tenham gostado.

Obrigado!
A Vida Quotidiana no Séc. XIII
A Vida quotidiana na corte

A Vida quotidiana da nobreza nos senhorios
A Vida quotidiana do clero nos mosteiros
O clero regular vivia em mosteiros. Os monges rezavam, prestavam assistência de enfermagem aos doentes, peregrinos e pobres. Estudavam, copiavam e ilustravam livros antigos. Ensinavam e dedicavam-se à agricultura. Vestiam fatos grossos atados com uma corda à cinta - o hábito. A alimentação eram os produtos dos campos de cultivo.
Vida quotidiana do povo
A vida quotidiana da burguesia
Conclusão
- No Séc. XIII houve 2 reinados, o de D. Afonso III e o de D. Dinis
- D. Afonso III criou leis para maior igualdade entre os habitantes do reino
- D. Dinis continuou a ação do seu pai de organizar o reino e fomentou a agricultura, o ensino e a Língua Portuguesa

Era onde vivia o rei, com a sua família, conselheiros e funcionários. Só o rei
tomava as decisões do reino, discutidas em reuniões, com o clero e a nobreza. Na corte faziam-se festas, banquetes e saraus, animados por trovadores que cantavam poemas.
No castelo viviam os nobres e à volta, existiam os campos de cultivo, as casas dos camponeses, a igreja, o moinho, o lagar e a floresta.
A nobreza caçava, fazia torneios e banquetes. Vestia-se de forma cuidada e tinha uma alimentação rica e variada.
Trabalhava de sol a sol, nos campos da nobreza e do clero e ainda lhes pagava impostos, com produtos agrícolas (leite, carne, ovos). Eram agricultores e criavam animais. As distrações eram poucas. Viviam em cabanas simples e pobres, junto com os seus animais . Vestiam roupas feitas por eles, de linho e lã. Por vezes andavam descalços. Tinham uma alimentação pobre.
Os burgueses, eram homens do povo, mercadores e artesãos, que enriqueceram com o comércio marítimo. Eram cultos e os seus filhos andavam na escola e na universidade.
No séc. XIV, esta classe foi muito importante, pois tinha dinheiro mas não tinha privilégios como a nobreza e o clero.
Com este trabalho pude perceber as diferenças sociais que havia entre a população no séc. XIII, entre as classes priveligiadas e a classe não priveligiada.
Full transcript