Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Exempos de Avios.

No description
by

Claudimar José Abreu

on 1 July 2017

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Exempos de Avios.

EXEMPLOS DE AVISOS
Pois veio João Batista, que jejua e não bebe vinho, e vocês dizem: ‘Ele tem demônio’.
Quando Adão pecou, o homem ficou separado do centro prescrito pelo Céu. Um demônio tornou-se o poder central no mundo. Onde devia estar o trono de Deus, colocou Satanás o seu trono. O mundo depunha sua homenagem, qual oferta voluntária, aos pés do inimigo.
Ellen G. White em Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, Pág. 33.

Judas




O Salvador lia o coração de Judas; sabia as profundezas de iniqüidade a que, se o não livrasse a graça de Deus, havia ele de imergir. Ligando a Si esse homem, colocou-o numa posição em que poderia ser dia a dia posto em contato com as torrentes de Seu próprio abnegado amor. Abrisse ele o coração a Cristo, e a graça divina baniria o demônio do egoísmo, e mesmo Judas se poderia tornar um súdito do reino de Deus.
Ellen G. White em Desejado de Todas as Nações, Pág. 294


Resistindo aos esforços da misericórdia, o impulso do mal adquiriu finalmente o domínio. Judas, irado pela devida reprovação, e desesperado pela decepção que tivera com seus sonhos de ambição, entregou o coração ao demônio da avidez, e decidiu a traição de seu Mestre.
Ellen G. White em Educação, Pág. 92.

Saul

Quando Saul e Davi voltavam da batalha aos filisteus, "as mulheres de todas as cidades de Israel saíram ao encontro do rei Saul, cantando, e dançando, com adufes, com alegria, e com instrumentos de música". Um grupo cantava: "Saul feriu os seus milhares", enquanto o outro grupo apanhava o estribilho, e respondia: "Porém Davi os seus dez milhares." O demônio da inveja entrou no coração do rei. Ficou irado porque Davi era mais exaltado que ele no cântico das mulheres de Israel. Em vez de subjugar estes sentimentos de inveja, manifestou a fraqueza de seu caráter, e exclamou: "Dez milhares deram a Davi, e a mim somente milhares; na verdade, que lhe falta senão só o reino?" I Sam. 18:6-8.
Ellen G. White em Patriarcas e Profetas, Pág. 650.

Satanás encaminha os homens a outras fontes em busca de luz e poder. Assim se insinua ele. Os que se desviam dos claros ensinos da Escritura, e do poder convincente do Espírito Santo de Deus, estão convidando o domínio dos demônios.
Ellen G. White em DTN, Pág. 258
"Ele expulsa os demônios pelo príncipe dos demônios." Mat. 9:34. Cristo disse-lhes positivamente que em atribuir a obra do Espírito Santo a Satanás, estavam-se separando da fonte de bênçãos.
Ellen G. White em DTN, Pág. 321.
Lucas 22:3
Entrou, porém, Satanás em Judas, que tinha por sobrenome Iscariotes, o qual era do número dos doze.
João 13:2
E, acabada a ceia, tendo já o diabo posto no coração de Judas Iscariotes, filho de Simão, que o traísse,
1 Samuel 15:14-22
Então, disse Samuel: Que balido, pois, de ovelhas é este nos meus ouvidos, e o mugido de vacas que ouço?
E disse Saul: De Amaleque as trouxeram; porque o povo perdoou ao melhor das ovelhas e das vacas, para as oferecer ao SENHOR, teu Deus; o resto, porém, temos destruído totalmente.
Então, disse Samuel a Saul: Espera, e te declararei o que o SENHOR me disse esta noite. E ele disse-lhe: Fala.
E disse Samuel: Porventura, sendo tu pequeno aos teus olhos, não foste por cabeça das tribos de Israel? E o SENHOR te ungiu rei sobre Israel.
E enviou-te o SENHOR a este caminho e disse: Vai, e destrói totalmente a estes pecadores, os amalequitas, e peleja contra eles, até que os aniquiles.
Por que, pois, não deste ouvidos à voz do SENHOR? Antes, voaste ao despojo e fizeste o que era mal aos olhos do SENHOR.
Então, disse Saul a Samuel: Antes, dei ouvidos à voz do SENHOR e caminhei no caminho pelo qual o SENHOR me enviou; e trouxe a Agague, rei de Amaleque, e os amalequitas destruí totalmente; mas o povo tomou do despojo ovelhas e vacas, o melhor do interdito, para oferecer ao SENHOR, teu Deus, em Gilgal.
Porém Samuel disse: Tem, porventura, o SENHOR tanto prazer em holocaustos e sacrifícios como em que se obedeça à palavra do SENHOR? Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar; e o atender melhor é do que a gordura de carneiros.
Sua soberba foi lançada na sepultura, junto com o som das suas liras; sua cama é de larvas, sua coberta, de vermes. Isaías 14:11
Depois da morte de Samuel, Davi ficou em paz por alguns meses. Novamente se dirigiu à solidão dos zifeus; mas estes inimigos, esperando conseguir favor do rei, informaram a este do esconderijo de Davi. Tal conhecimento despertou o demônio da paixão que estivera a dormir no peito de Saul. Mais uma vez convocou seus homens de armas, e os levou à perseguição de Davi.
Ellen G. White em Patriarcas e Profetas, Pág. 668.

Com nossas fracas mãos humanas, pouco apenas podemos fazer, mas temos um Ajudador infalível. Não nos devemos esquecer de que o braço de Cristo pode alcançar as próprias profundezas da desgraça e da degradação humanas. Ele pode auxiliar-nos a vencer até mesmo esse terrível demônio da intemperança.
Ellen G. Whitw em Christian Temperance and Bible Hygiene, pág. 21.

Um dos problemas mais difíceis é desaprender os hábitos com os quais se condescendeu através da vida e que moldaram o apetite. O demônio da intemperança não é facilmente conquistado. Possui força de gigante e é duro de ser vencido. Iniciem, porém, os pais uma cruzada contra a intemperança em seus próprios lares, em sua própria família, nos princípios que ensinam seus filhos a seguir desde a infância, e podem esperar o sucesso. Vale a pena, mães, usardes as preciosas horas que Deus vos concede formando, desenvolvendo e aperfeiçoando o caráter de vossos filhos, e ensinando-os a seguir estritamente os princípios de temperança no comer e no beber.
Ellen G. White em Conselhos Sobre Saúde, Pág. 609.

É muito difícil esquecer os hábitos cultivados durante a vida. O demônio da intemperança tem uma força gigantesca e não é derrotado com facilidade.
Ellen G. White em Fundamentos da Educação Cristã, Pág. 143.

Temperança no Lar
Cristo veio a um povo que era enganado e iludido pelo demônio da ambição. Naquele tempo eles estavam sob o jugo romano, mas esperavam a vinda de Alguém que estabelecesse um reino do qual fossem excluídos todos os outros povos da Terra.
Ellen G. Wuite em Exaltai-o MM 1992, Pág. 136.

Outros exemplos de natureza semelhante se acham registrados nas Escrituras. A filha da mulher siro-fenícia era atrozmente atormentada por um demônio, ao qual Jesus expulsou por Sua palavra (Mar. 7:26-30). Um "endemoninhado cego e mudo" (Mat. 12:22); um moço que tinha um espírito mudo que muitas vezes o lançava "no fogo, e na água, para o destruir" (Mar. 9:17-27); o lunático que, atormentado pelo "espírito de um demônio imundo" (Luc. 4:33-36), perturbava a calma do sábado na sinagoga de Cafarnaum - todos estes foram curados pelo compassivo Salvador. Em quase todos os casos Cristo Se dirigiu ao demônio como a uma entidade inteligente, ordenando-lhe sair de sua vítima e não mais atormentá-la.
Ellen G. White em O Grande Conflito, Pág. 516.

Louvarei com cânticos o nome de Deus, exaltá-Lo-ei com ações de graças. Sal. 69:30.
A voz é um órgão maravilhoso. É uma bênção maravilhosa, a qual devemos usar totalmente na causa de Cristo, e não para exaltar ao demônio, através de queixumes sobre as dificuldades do caminho para o Céu. Vamos dar ao mundo um exemplo vivificante da beleza que há na religião e em Jesus Cristo através dos sacrifícios que oferecemos a Deus, falando de Sua bondade e de Seu poder.
Se vos sentirdes predispostos a murmurar, suprimi o desejo antes de torná-lo audível, e educai vossas vozes e língua, e então, ao abrirdes os olhos pela manhã, a primeira atitude será: "Dou graças ao Senhor; Ele me guardou durante a noite. Agradeço-Te, ó Jesus, pela paz que há em meu coração." E assim, de manhã, ao meio-dia e à noite tereis uma oferta de gratidão, que se eleva a Deus como um cheiro suave.

E Jesus disse que nos enviaria o Consolador. O que é o Consolador? É o Espírito Santo de Deus. O que é o Espírito Santo? É o representante de Jesus Cristo, é o nosso Advogado, que Se coloca ao nosso lado e apresenta nossas petições perante o Pai, perfumadas com os Seus méritos. Lá Ele aceita as petições do mais humilde dos santos. Ele não pergunta quanto dinheiro tendes, ou quão abundantes são vossas propriedades, mas o mais humilde santo que traz sua petição a Deus, tem sua oferta de gratidão perfumada com as riquezas da Sua graça, e o Pai a aceita como vossa oferta, e a bênção é dada a vós, graça por graça.
Ao apresentardes vossa oferta de gratidão, Deus é glorificado, e vos dá ainda mais. Ao apresentardes ações de graças, Ele vos dá mais alegria. Aprendemos a louvar a Deus, de quem procede toda boa dádiva. Não começaríamos aqui mesmo a virar a página e a esquecer nossas murmurações e queixumes e críticas, e a educar a língua a proferir palavras corteses, amorosas e compassivas, e a ser bondosos a cada um de Seus filhos?
Revelemos a Cristo formado em nós, a esperança da glória, através dos frutos que produzimos, e assim poderemos evidenciar ao mundo o Salvador que vive. ... Ele ressuscitou. Quebrou os grilhões da tumba. Em triunfo Se regozija sobre o sepulcro aberto de José. "Eu sou a ressurreição e a vida." João 11:25. Glória a Deus. Eu louvo a Ele, a ressurreição da vida. Tendes... um Salvador que vive.

Então, reclinai vosso desajudado espírito em Jesus Cristo. Permanecei na videira, e produzi frutos para a Sua glória, e a sua alegria estará em vós, e a vossa alegria será completa. ... Que o Espírito Santo de Deus impressione o coração, e que o caráter revele o encanto de Jesus Cristo, pois sois Seus representantes. Manuscrito 43, 1894.
Ellen G. White em Refletindo a Cristo – MM 1986, Pág. 277.

Ellen G. White em Refletindo a Cristo – MM 1986, Pág. 277.

O que um homem é tem maior influência do que aquilo que ele diz. A vida serena, coerente e piedosa é uma carta viva, conhecida e lida por todos os homens. Um homem pode falar e escrever como um anjo, mas seus atos podem assemelhar-se aos de um demônio. ... O verdadeiro caráter não é algo moldado do exterior, ou revestido, e, sim, algo que irradia de dentro. Se genuína bondade, pureza, mansidão, humildade e eqüidade habitam no coração, esse fato refletir-se-á no caráter; e semelhante caráter é cheio de poder.
Ellen G. White em Review and Herald, 17 de maio de 1887.

Na Epístola de Paulo a Timóteo ele prediz o que se manifestará nos últimos dias. E esta admoestação foi dada em benefício daqueles que viverão quando estas coisas estiverem acontecendo. Deus revelou ao Seu servo os perigos da igreja nos últimos dias. Ele escreve: "Mas o Espírito expressamente diz que, nos últimos tempos, apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores e a doutrinas de demônios, pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência." I Tim. 4:1 e 2.

O fiel Pedro fala dos perigos aos quais a Igreja Cristã seria exposta nos últimos dias, e descreve pormenorizadamente as heresias que se levantariam e os sedutores blasfemos que procurariam atrair as pessoas para eles. "E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição. E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade." II Ped. 2:1 e 2.
Ellen G. White em No Deserto da Tentação, pág. 111.

Boatos são freqüentemente os destruidores da união entre irmãos. Há os que vigiam, mente aberta e ouvidos atentos, para apanhar a nova de algum escândalo. Juntam pequenos incidentes, que em si mesmos não passam de bagatelas, mas repetem-nos e exageram-nos até que alguém é levado a transgredir na palavra. Sua divisa dir-se-ia ser: "Desabafe, e nós o passaremos adiante." Esses mexeriqueiros estão fazendo a obra do demônio com surpreendente fidelidade, mal sabendo quão ofensivo a Deus é seu procedimento.
Ellen G. White em Para Conhecê-lo MM 1965, Pág. 184.

Semeando a Vaidade
Onde quer que vamos, vemos filhos tratados com condescendência, mimados e louvados sem discrição. Isso tende a torná-los vãos, ousados e presumidos. A semente da vaidade é facilmente semeada no coração humano por pais e tutores imprudentes que louvam os pequenos sob o seu cuidado e para com eles se mostram condescendentes, sem nenhum pensamento quanto ao futuro. A obstinação e o orgulho são males que transformaram anjos em demônios e contra eles fecharam as portas do Céu. E assim mesmo pais estão inconscientemente preparando sistematicamente os filhos para serem agentes de Satanás.
Pacific Health Journal, janeiro de 1890.
Orientação da Criança, pág. 178
E Jeú veio a Jezreel, o que ouvindo Jezabel, se pintou em volta dos olhos, e enfeitou a sua cabeça, e olhou pela janela.
2 Reis 9:30
Os vestidos de festa, e os mantos, e os xales, e os bolsos;
os vestidos diáfanos, e as capinhas de linho, e os turbantes, e os véus.
E será que em lugar de perfume haverá mau cheiro, e por cinto, uma corda; em lugar de encrespadura de cabelos, calvície; e em lugar de veste luxuosa, cinto de cilício; e queimadura em lugar de formosura.
Isaías 3:22-24
Certamente que os filhos de Adão são vaidade, e os filhos dos homens são desilusão; postos na balança, subiriam; todos juntos são mais leves do que um sopro.
Salmos 62:9
Então olhei eu para todas as obras que as minhas mãos haviam feito, como também para o trabalho que eu aplicara em fazê-las; e eis que tudo era vaidade e desejo vão, e proveito nenhum havia debaixo do sol.
Eclesiastes 2:11
Mas a menos que nos entreguemos ao domínio de Cristo, seremos governados pelo maligno. Temos inevitavelmente de estar sob o domínio de um ou de outro dos dois grandes poderes em conflito pela supremacia do mundo. Não é necessário que escolhamos deliberadamente o serviço do reino das trevas para cair-lhe sob o poder. Basta negligenciarmos fazer aliança com o reino da luz. Se não cooperarmos com os instrumentos celestes, Satanás tomará posse do coração e torná-lo-á morada sua. A única defesa contra o mal, é Cristo habitar no coração mediante a fé em Sua justiça. A menos que nos unamos vitalmente a Deus, nunca poderemos resistir aos não santificados efeitos do amor-próprio, da condescendência com nós mesmos e da tentação para pecar. Podemos deixar muitos hábitos maus, podemos por tempos separar-nos de Satanás; mas sem uma ligação vital com Deus pela entrega de nós mesmos a Ele momento a momento, seremos vencidos. Sem conhecimento pessoal com Cristo e constante comunhão ficamos submetidos ao inimigo, e havemos afinal de fazer-lhe a vontade.
O Desejado de todas as Nações, pág. 324
Full transcript