Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

República Velha (1889-1930)

Breve resumo sobre o período da República Velha no Brasil (1889-1930). Acesse: www.professorsergioaugusto.com

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of República Velha (1889-1930)

Os marcos temporais deste período da História do Brasil são:

Ano de 1889 (Proclamação da República);
Ano de 1930 (Golpe de 30 / Getúlio Vargas)
.

Foi um período da História do Brasil, marcado primeiramente pelo governo de presidentes militares e posteriormente por presidentes civis ligados as oligárquias mineira e paulista, chamama política do café com leite.

República da Espada (Governo dos Militares);
República Oligárquica (Governo de MG e SP).
Contexto Histórico
Setor Político:
Brasil deixa de ser governado por uma Monarquia (Rei), e adota a República (Presidente);
Brasil ganha uma nova Constituição (1891);
Brasil ganha uma nova Bandeira (atual);
Ocorre o fim das relações entre Estado e a Igreja Catótica (chamado "Estado Laico" com liberdade religiosa (necessidade do registro cívil de casamento);
S
etor Econômico:

Brasil se configura como um grande produtor e exportador de café, ocorre um grande crescimento da indústria, economia, mas com aumento da inflação.
Setor Social:

País se encontra desestabilizado em meio a um clima de constantes fraudes eleitorais e revoltas sociais em diversas partes do país.
Setores: Político, Econômico e Social
A figura do "coronel" era muito comum durante os anos iniciais da República, principalmente nas regiões do interior do Brasil. O coronel era um grande fazendeiro que utilizava seu poder econômico para garantir a eleição dos candidatos que apoiava. Era usado o voto de cabresto, em que o coronel (fazendeiro) obrigava e usava até mesmo a violência para que os eleitores de seu "curral eleitoral" votassem nos candidatos apoiados por ele. Como o voto era aberto, os eleitores eram pressionados e fiscalizados por capangas do coronel, para que votasse nos candidatos indicados. O coronel também utilizava outros "recursos" para conseguir seus objetivos políticos, tais como: compra de votos, votos fantasmas, troca de favores, fraudes eleitorais e violência.
Coronelismo
Criação dos Poderes: Legislativo, Judiciario e Executivo;
Voto Aberto, diferente de Voto Secreto;
Forma de Governo: República;
Voto Universal ( Tinham direito ao voto, homens maiores de 21 anos. Não votavam, mulheres, menores de 21 anos, analfabetos e militares de baixa patente);
Sistema de Governo: Presidencialismo;
Forma de Estado: Federalismo;
Rompimento do Estado x Igreja (criação do "Estado Laico" - Liberdade Religiosa ).
Constituição de 1891
República Velha (1889-1930)
Prof. Sérgio Augusto / História
Charge: Política do Café com Leite (MG e SP)
Arranjo político que vigorou no período da Primeira República (mais conhecida pelo nome de República Velha), envolvendo as oligarquias de São Paulo e Minas Gerais e o governo central no sentido de controlar o processo sucessório ao cargo de
Presidente do Brasil
para que somente políticos desses dois estados fossem eleitos à presidência de modo alternado.

São Paulo (maior estado produtor de café);
Minas Gerais (maior estado produtor de leite).

A política do café com leite, teve como consequências principais, um maior desenvolvimento da região sudeste do país em relação as demais regiões e consequentemente um aumento da desigualdes social.
Política do Café com Leite
Encilhamento e Convênio de Taubaté
Encilhamento:
Política econômica implementada pelo Ministro Rui Barbosa que visava o desenvolvimento do Brasil, principalmente na área industrial. Esta política baseava-se na adoção de medidas protecionistas, liberdade para a emissão de moeda por parte de bancos privados e facilidades para abertura de empresas de capital aberto.
As medidas não deram certo e geraram uma grave crise econômica no país. O que se viu foi o aumento da inflação, falências de empresas e o crescimento da especulação financeira.
Convênio de Taubaté:
Foi uma fórmula encontrada pelo governo republicano para beneficiar os cafeicultores em momentos de crise. Quando o preço do café abaixava muito, o governo federal comprava o excedente de café e estocava. Esperava-se a alta do preço do café e então os estoques eram liberados. Esta política mantinha o preço do café, principal produto de exportação, sempre em alta e garantia os lucros dos fazendeiros de café
.

Em 1930 ocorreriam eleições para presidência e, de acordo com a política do café-com-leite, era a vez de assumir um político mineiro do PRM. Porém, o Partido Republicano Paulista do presidente Washington Luís indicou um político paulista, Julio Prestes, a sucessão, rompendo com o café-com-leite. Descontente, o PRM junta-se com políticos da Paraíba e do Rio Grande do Sul (forma-se a Aliança Liberal ) para lançar a presidência o gaúcho Getúlio Vargas. Júlio Prestes sai vencedor nas eleições de abril de 1930, deixando descontes os políticos da Aliança Liberal, que alegam fraudes eleitorais. Liderados por Getúlio Vargas, políticos da Aliança Liberal e militares descontentes, provocam a Revolução de 1930. É o fim da República Velha e início da Era Vargas.
Golpe de 30
FIM
www.infohistoria.com.br
Presidentes da República Velha


• Marechal Deodoro da Fonseca – 15/11/1889 – 23/11/1891;
• Floriano Peixoto – 23/11/1891 – 15/11/1894;
• Prudente de Morais – 15/11/1894 – 15/11/1898;
• Campos Sales – 15/11/1898 – 15/11/1902;
• Rodrigues Alves – 15/11/1902 – 15/11/1906;
• Afonso Pena – 15/11/1906 – 14/06/1909;
• Nilo Peçanha – 14/06/1909 – 15/11/1910;
• Hermes da Fonseca – 15/11/1910 – 15/11/1914;
• Venceslau Brás – 15/11/1914 – 15/11/1918;
• Delfim Moreira – 15/11/1918 – 28/07/1919;
• Epitácio Pessoa – 28/07/1919 – 15/11/1922;
• Artur Bernardes – 15/11/1922 – 15/11/1926;
• Washington Luís – 15/11/1926 – 24/10/1930.

Revoltas da República Velha

Guerra de Canudos (1893-1897 / Bahia);
Guerra do Contestado (1912-1916 / Paraná e Santa Catarina);
Revolta da Vacina (1904 / Rio de Janeiro);
Revolta da Chibata (1910 / Rio de Janeiro);
Cangaço (1870-1940 / Nordeste);
Movimentos Tenetistas
Revolta do Forte de Copacabana (1922);
Revolta de 1924;
Coluna Prestes.
Definição de Estado Laico: significa um país ou nação com uma posição neutra no campo religioso. Também conhecido como Estado secular, o Estado laico tem como princípio a imparcialidade em assuntos religiosos, não apoiando ou discriminando nenhuma religião.
Constituições do Brasil

1824 (Brasil Império);
1891 (República Velha);
1934 e 1937 (Era Vargas);
1946 (Período Democrático)
1967 (Regime Militar);
1988 (República Atual)
.
Full transcript