Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Copy of Trabalho de EMRC: A origem da Vida

No description
by

Gil Serra

on 18 February 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Copy of Trabalho de EMRC: A origem da Vida

São várias as teorias do aparecimento de Vida na Terra: A Teoria Evolucionista Reflexão sobre o ser humano em Israel A vida A teoria da evolução foi formulada por Charles Darwin em 1859. Segundo esta teoria
todos os indivíduos são diferentes entre si e possuem características que os tornam mais
ou menos aptos para viver no seu ambiente, sendo que apenas os mais aptos sobrevivem
e se reproduzem, transmitindo essas características aos seus descendentes. Assim,
através deste mecanismo de selecção natural, as espécies foram evoluindo e
diferenciando-se umas das outras. Criacionismo É o termo que resume a noção genérica de uma entidade inteligente e divina que cria
directamente o universo, a vida e o ser humano. A crença criacionista perdura como uma verdade
absoluta interpretando literalmente a forma como estão escritos os textos sagrados das diversas
literaturas religiosas: na mitologia subsariana (África Negra), na mitologia chinesa, na mitologia
grega, na religião hindu e na tradição judaico-cristã. Perspectiva cristã
Para nós os cristãos a vida surge do poder amoroso de Deus e desenvolve-se por si própria permanentemente envolvida pelo espírito vivo do Criador Cosmogonias:
Cosmogonias são explicações da formação do mundo. Podem ser
constituídas por mitos, lendas e entidades fantásticas (deuses,
semideuses e heróis). Foram transmitidas originalmente por tradição
oral e mais tarde foram fixadas em textos escritos e em obras de
arte. Com estas narrativas os povos procuravam explicar a origem
do universo, da vida e do ser humano tal como o viam. São varias as cosmogonias entre elas destacam-se as:
NA GRÉCIA ANTIGA
Na tradição narrada por Homero, no princípio havia o Caos, havia apenas silêncio e vazio.Depois surgiu o amor (Eros) e a terra (Gea). Destas três divindades - Caos, Eros e Gea -nasceram o Céu e a Terra que por sua vez deram origem aos gigantes e estes aos deuses.O deus Epimeteu foi incumbido de criar os homens, mas fê-los de barro, imperfeitos e sem vida. Então, o seu irmão, Prometeu, com pena deles, roubou o fogo de Vulcano e deu-o aos homens para que estes tivessem vida.
Na tradição órfica, no princípio existia a noite que, fecundada pelo vento, pôs um ovo
cósmico do qual nasceu Eros que trouxe à luz todo o universo que estava contido no ovo:
elementos da natureza, deuses, titãs… NA CHINA ANTIGA
No começo do tempo, tudo era caos, e este caos tinha forma de um ovo de galinha. Dentro do ovo estavam Yin e Yang, as duas forças opostas que compõem o universo. Um dia as energias em conflito dentro do ovo quebraram-no. Os elementos mais pesados desceram e formaram a terra, e os mais leves flutuaram e formaram o céu. E entre o céu e a terra estava P’an-ku, o primeiro ser que, depois, deu origem ao homem. NO EGIPTO
Segundo o mito da criação de Heliópolis, no princípio existiam as águas do caos, Nun. Um dia
uma colina de lodo chamada Ben-Ben levantou-se dessas águas, tendo no seu cimo Atum, o
primeiro deus. De Atum surgiram todos os deuses - os faraós.
Outras tradições de diferentes zonas do antigo Egipto apontam um deus pré-existente que depois cria os outros deuses e os homens. Na tradição de Elefantina (uma ilha do Nilo) o deus cria os homens do barro como se fosse um oleiro. NOS PAÍSES NÓRDICOS
No início havia somente o mundo das névoas e o mundo de fogo e entre eles havia o “grande
vazio” no qual nada vivia. Nesse “grande vazio”, o fogo e a névoa encontraram-se e formaram um
enorme bloco de gelo.
Como o fogo era muito forte e eterno, o gelo foi derretendo até surgir a forma de um gigante
primordial, Ymir, cujo suor deu origem a todos os seres, entre eles os deuses. Um dia os filhos do
deus Borr - Odin, Vili e Ve - destroçaram o corpo de Ymir e, a partir deste, criaram o mundo. De
seus ossos e dentes surgiram as rochas e as montanhas e de seu cérebro surgiram as nuvens.
Depois, Odin, Vili e Ve esculpiram e trouxeram à vida os primeiros seres humanos: Ask (esculpido
em madeira de carvalho) e Embla (esculpido em madeira de olmo). NA ÍNDIA
Toda a criação teve início no som primordial Om. Deste som inicial sai a trindade divina hindu:
Brahma, Shiva e Vishnu. De seguida Brahma cria o universo e permanece acordado durante
um dia de Brahma, que correspode a 4.320.000.000 de anos no calendário hindu. Quando, no
fim do seu dia, Brahma for dormir, o mundo e tudo que nele existe é consumido pelo fogo e
quando ele acordar de novo, recria toda a criação, e assim sucessivamente, até que se
completem cem anos de Brahma. Quando esse dia chegar, Brahma vai deixar de existir, e todos os outros deuses e todo o universo vão ser dissolvidos NA SUMÉRIA
O universo surgiu quando Nammu, um abismo sem forma, se enrolou sobre si mesmo num
acto de autoprocriação, gerando Anú e Enki. Destes nasceram todos os deuses. A certa altura os deuses superiores, os sete Annunaki, escravizaram os outros deuses e obrigaram-nos a trabalhar para eles. Os deuses inferiores revoltam-se contra essa situação e Anú deu-lhes razão.
Então, Enki criou os homens a fim de trabalharem para os deuses. Assim, um deus
desconhecido chamado Wé foi degolado e o seu sangue foi amassado com argila, que Enki dividiu em catorze bocados para criar os primeiros sete homens e sete mulheres. NA BABILÓNIA
Os deuses nascem a partir de Tiamat, princípio feminino, e Apsu, princípio masculino. Mas os
jovens deuses acabam por aborrecer Tiamat e esta quer matá-los.
Então, os jovens deuses nomeiam Marduk para enfrentar Tiamat. Marduk mata Tiamat, divide o
seu corpo em partes e com ele forma a Terra e o universo.
No fim resta o problema de quem irá servir os deuses neste novo universo. Então Marduk
decide criar o homem e encarrega Ea de o fazer. Ea degola um deus vencido, Kingu, e com o
seu sangue cria a humanidade para servir os deuses. SIMBOLOGIAS NOS TEXTOS BÍBLICOS DA CRIAÇÃO: Adão - Adão representa toda a humanidade criada por Deus e à Sua imagem. É
considerado, nas tradições judaico-cristã e islâmica, como o primeiro ser humano. Em hebraico ( םדא Adão) refere-se tanto a adamá (solo vermelho) como a adom (vermelho) e a dam (sangue); podemos traduzir “Adão” por “tirado do húmus” (da terra,da argila), o que significa o seu enraizamento corporal no universo material; mas é o sopro de vida, que Deus lhe insufla nas narinas, que o converte numa pessoa viva, capaz de se relacionar.
Eva - O nome Eva deriva do hebraico hav.váh, , הוח que significa “vivente”. No grego, é traduzido por zoé, que significa “vida”, e não bios. O nome Eva – vida, mãe dos viventes, lugar da vida, maternidade – significa que a mulher é portadora de vida. Realizado por:
André Benevenuto
João Pedro
Full transcript