Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Estímulos Cerebrais e o Desenvolvimento da Inteligência

No description
by

Ana Paula Arja Ribeiro

on 17 September 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Estímulos Cerebrais e o Desenvolvimento da Inteligência

Estímulos Cerebrais e o Desenvolvimento da Inteligência
Até meados do século XIX, as investigações a respeito das áreas cerebrais, eram realizadas apenas após a morte do indivíduo.

Atualmente por meio de exames como a Ressonância Magnética podemos comprovar o papel de certas áreas do córtex cerebral no funcionamento da linguagem

Os resultados das pesquisas envolvendo tecnologia de imagens mostram que o processamento da linguagem não depende de apenas uma área do cérebro mas o resultado da sintonia de muitas áreas.
Polêmica!!
As áreas responsáveis pela visão estão preferencialmente no HD, se a língua de sinais é uma língua de modalidade visuoespacial, essa língua deveria ter sua especialização no HD?

O sistema nervoso do adulto também é capaz de modificações e adaptações que desempenham importante papel na aprendizagem, memória, adaptação às mudanças das condições ambientais, melhora de disfunções e na recuperação de funções após lesões.
Essas explicações neurofuncionais nos levam a acreditar que, mesmo tardia, a aquisição de uma língua é fundamental para o desenvolvimento cognitivo de sujeitos surdos.
De acordo com Santana (2007) :
O HE é o principal responsável pela linguagem dos ouvintes que é a oral-auditiva, sendo assim as áreas responsáveis pela visão estão preferencialmente no HD.

Então, se a língua de sinais é uma língua de modalidade visual-espacial, essa língua deveria ter sua especialização no HD.

Entretanto, a língua de sinais apresenta a mesma propriedade e segue os mesmos princípios de organização cerebral das línguas orais, que são controladas pelo HE. (p223).

Todos os estudos citados mostram que, apesar dos surdos sinalizantes utilizarem uma língua de base visual espacial, as funções cerebrais relacionadas à linguagem são as mesmas dos ouvintes que utilizam a língua oral.
O cérebro dos surdos, parece não se diferenciar substancialmente do cérebro dos ouvintes no que diz respeito ao funcionamento da linguagem.
Lídia Cajuru
Acadêmica em Pedagogia UNIFAL
Tradutora Intérprete de Libras

by Ana Paula Arja
Após a aquisição da linguagem, há mudanças nas operações mentais do indivíduo.

Também há mudanças significativas quando o mesmo começa a dominar a língua, pois esta apresenta duas funções de uso que são paralelas:
a função social e a função cognitiva.
O professor precisa entender que cada estudante é único, e que mesmo seu tempo de aprendizagem é diferente, tanto na elaboração quanto na compreensão das informações que passam pelos sentidos biológicos e chegam até ao cérebro.
O processo de aprendizagem, dá-se a partir de experiências que podem ser organizadas em cinco níveis de crescentes graus de complexidade.
1- Sensação:
É a partir das sensações pelas quais o indivíduo pode perceber o mundo que o cerca.
2- Percepção:
Consciência relativa as sensações . É baseado nas percepções que o individuo irá formar imagens.
3- Formação de imagens:
Refere-se a sensações ou a informações já recebidas e percebidas.
Está relacionadas aos processos de memória.
4- Simbolização: Habilidade descrita como exclusiva da espécie humana e que corresponde à capacidade de representar uma experiência de forma verbal ou não verbal
A conquista da habilidade de simbolizar abre caminho para o domínio da conceituação.
5- Conceituação:
processo mental que envolve capacidades de abstração, classificação e categorização.
A mente humana é uma criação que se afirma no cérebro.
Então, atenção educadores para suas ações pedagógicas, pois são por meio delas que os cérebros são “moldados” em sua plasticidade cerebral.
REFERÊNCIAS
NADER, Júlia Maria Vieira - Aquisição Tardia de uma Língua e seus Efeitos Sobre o Desenvolvimento Cognitivo dos Surdos.

RELVAS, Marta Pires - Neurociência e Educação.

Article by Allison Polk, Gallaudet Today Magazine, Spring 2012. disponível em: http://oes.gallaudet.edu/bl2/

Desenvolvimento cognitivo
Sistemas Cognitivos
Atenção
Percepção
Raciocínio
Categorização
Memória
Decisão
Dra. Laura-Ann Petitto é neurocientista cognitiva do desenvolvimento no Instituto Gallaudet nos Estados Unidos. Em dezembro passado, abriu um Laboratório de Línguas da Gallaudet (BL2). Neste laboratório, Petitto e sua equipe estudam a aquisição e processamento neural da língua de sinais, como as crianças aprendem a ler, e os efeitos da exposição bilíngue cedo no desenvolvimento do cérebro e suas funções.

“We have been so thrilled by our discoveries showing that signed languages and spoken languages are processed identically in the human brain. … These are very exciting findings—really, first-time findings,” said Petitto.
"Estamos muito entusiasmados com nossas descobertas. Elas mostram que as línguas de sinais e línguas faladas são processadas de forma idêntica no cérebro humano. ... Estes são resultados muito emocionantes, realmente, descobertos pela primeira vez ", disse Petitto.
"The human brain does not discriminate between the hands and the tongue.”
“People discriminate, but not our biological human brain." (Laura-Ann Petitto)

"O Cérebro humano não faz distinção entre os orgãos mãos e língua."
"As pessoas fazem essa "distinção", mas não o sistema biológico cerebral humano."(Laura-Ann Petitto)
As pesquisas apontam também, que no processamento da linguagem ocorrem variações no cérebro.
Sucesso nem sempre é o que você vê!
Full transcript