Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Para não ficar ausente da vida

A pedagogia do cotidiano
by

Luiz Carlos Ramos

on 9 June 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Para não ficar ausente da vida

A morte como conselheira
A morte como conselheira
“A morte me informa sobre o que realmente importa (...) A vida é aquilo que fazemos com a nossa morte. Ou a olhamos de frente e ela se torna amiga, ou fazemos de conta que ela não bate à porta, e ela entra noturna, pela porta da cozinha, para nos ir comendo em silêncio.”
(Rubem Alves )
A fragilidade
da vida
“E se um dia ou uma noite um demônio se esgueirasse em tua mais solitária solidão e te dissesse: Esta vida, assim como tu vives agora e como a viveste, terás de vivê-la ainda uma vez e ainda inúmeras vezes: e não haverá nela nada de novo, cada dor e cada prazer e cada pensamento e suspiro e tudo o que há de indivisivelmente pequeno e de grande em tua vida há de te retornar”.

“Quero isto ainda uma vez e inúmeras vezes?”.
(Nietzsche)
A artificialidade
da vida
Tempo:
entre o Chronos e o Kairós
Tempo:
entre o Chronos e o Kairós
Leveza
da vida
Abertura... passagem
Leveza
da vida
Abertura... passagem
Full transcript