Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Linfoma de Hodgkin e Não-Hodgkin

No description
by

Dayanna Oliveira

on 11 November 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Linfoma de Hodgkin e Não-Hodgkin

Linfoma de Hodgkin
INTRODUÇÃO
Os linfomas são um grupo de doenças que se originam nas células do sistema linfático Este sistema é constituído de órgãos e tecidos que produzem,armazenam e distribuem os glóbulos brancos do sangue que combatem a infecção e outras doenças.
O Linfoma é o câncer que surge quando uma célula do sistema linfático normal se transforma em uma célula maligna, crescendo descontroladamente e disseminando-se pelo organismo. Esta doença se caracteriza, em geral, pelo aparecimento de ínguas .
OBJETIVOS
· Gerais:
Compreender o que é e como ocorre o linfoma de Hodgkin.

· Específicos:
Identificar sinais e sintomas; esclarecer como se faz o diagnóstico, identificar a população e idade que esta neoplasia acomete e entender a importância de realizar um tratamento adequado.

Diagnóstico
Pode-se distinguir a Doença de Hodgkin de outros tipos de linfoma em parte através do exame de amostras sob microscopia. O tecido obtido por biópsia de pacientes com Doença de Hodgkin apresenta células denominadas células de Reed-Sternberg, uma homenagem aos médicos que descreveram primeiramente estas alterações
CONCLUSÃO
Outros sintomas da Doença incluem:
·Febre,
·Fadiga,
·Sudorese noturna,
·Perda de peso,
· Prurido ("coceira na pele").
Alunas: Aretha Elias
Dayanna Oliveira
Carolina Valdez
Cícera Fernanda
Tamires Melro


Linfoma de Hodgkin
A Doença, ou Linfoma de Hodgkin, é uma forma de câncer que se origina nos linfonodos (gânglios) do sistema linfático. Esta doença pode ocorrer em qualquer faixa etária; no entanto, é mais comum na idade adulta jovem, dos 15 aos 40 anos, atingindo maior freqüência entre 25 a 30 anos.
Os linfonodos são encontrados em todos as partes do corpo, principalmente no pescoço, virilha, axilas, pelve, abdome e tórax; produzem e armazenam leucócitos denominados linfócitos. Existem três tipos de linfócitos: os
linfócitos B
, os
linfócitos T
, e as
células "natural killer"
(células NK).
A Doença de Hodgkin surge quando um linfócito (mais freqüentemente um
linfócito B
) se transforma de uma célula normal em uma célula maligna, capaz de crescer descontroladamente e disseminar-se. A célula maligna começa a produzir, nos linfonodos, cópias idênticas (também chamadas de clones). Com o passar do tempo, estas células malignas podem se disseminar para tecidos adjacentes, e, se não tratadas, podem atingir outras partes do corpo.
Os tumores disseminam-se de um grupo de linfonodos para outros grupos de linfonodos através dos vasos linfáticos. O local mais comum de envolvimento é o tórax, região também denominada mediastino
TRATAMENTO
O tratamento clássico da Doença de Hodgkin, em geral, consiste de poliquimioterapia, com ou sem radioterapia. Dependendo do estágio da doença no momento do diagnóstico, pode-se estimar o prognóstico do paciente com o tratamento.
PÓS TRATAMENTO
A radioterapia e os esquemas de quimioterapia empregados regularmente trazem riscos para os pacientes após o tratamento. Entre os mais importantes estão o desenvolvimento de outros tipos de câncer (mama, pulmão, tireóide, linfomas e leucemias) e possível infertilidade.
SINTOMAS
Os sintomas da doença dependem da sua localização. Caso desenvolva-se em linfonodos que estão próximos à pele, no pescoço, axilas e virilhas, os sintomas provavelmente incluirão a apresentação de linfonodos aumentados e indolores nestes locais. Se a doença ocorre na região do tórax, os sintomas podem ser de tosse, "falta de ar" (dispnéia) e dor torácica. E quando se apresenta na pelve e no abdome, os sintomas podem ser de plenitude e distensão abdominal.

Fatores de Risco
Pessoas com sistema imune comprometido, como conseqüência de doenças genéticas hereditárias, infecção pelo HIV, uso de drogas imunossupressoras, têm risco um pouco maior de desenvolver Doença de Hodgkin. Membros de famílias nas quais uma ou mais pessoas tiveram diagnóstico da doença também têm risco aumentado de desenvolvê-la, mas não se deve pensar que é certo de acontecer.
Com base no estudo realizado foi possível perceber que o Linfoma de Hodgkin é mais comum na idade adulta jovem, dos 15 aos 40 anos, atingindo maior frequência entre 25 a 30 anos. E que a etiologia dessa doença ainda está indefinida, no entanto, atribuem-se ao seu aparecimento fatores relacionados ao paciente, como imunocomprometimento e causas genéticas, assim como os fatores relacionados ao ambiente que interagem com o organismo, tais como, doenças infecciosas e exposição á radiações. Nota-se então, que são necessários vários cuidados aos pacientes que desenvolvem este tipo de câncer, e que a assistência da enfermagem, da equipe em geral e dos familiares é de fundamental importância para a reabilitação desses pacientes.
METODOLOGIA
·
Aula didática e participativa com auxílio de data show e apresenção de vídeo;
·
Pesquisa bibliográfica realizada com literatura acadêmica especializada e artigos acessados na base de dados
Full transcript