Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Crise de 1929

No description
by

Pedro Lopes

on 15 January 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Crise de 1929

Crise de 1929
INTRODUÇÃO
Encontramo-nos na década de 20, conhecida como os “Loucos anos 20”, altura em que os Estados Unidos da América afirmaram a sua hegemonia industrial perante o mundo inteiro. A Europa sofria pelas consequências da primeira guerra mundial: desvalorização da moeda, aumento dos bens e conflitos sociais. Nos anos 20, a ações estavam no topo devido à euforia económica que se vivia nos EUA.
Foi então, neste aparatoso e luxuoso crescimento económico que se deu a Grande Depressão, a crise de 1929.
I-O QUE LEVOU À CRISE DE 1929
ÍNDICE
INTRODUÇÃO

I – O QUE LEVOU À CRISE DE 1929

II - A CRISE DE 1929

III – A RECUPERAÇÃO DEPOIS DA CRISE

CONCLUSÃO

BIBLIOGRAFIA
Causas e Consequências
A RECUPERAÇÃO DEPOIS DA CRISE
Depois da crise:
I-O QUE LEVOU À CRISE DE 1929
I-O QUE LEVOU À CRISE DE 1929
II- A CRISE DE 1929
II- A CRISE DE 1929
II- A CRISE DE 1929
As pessoas tentavam desesperadamente vender as suas ações

Os salários aumentaram e os impostos eram baixos
O grande crescimento da utilização do automóvel
Os bancos emprestavam dinheiro facilmente e sem muitas perguntas
A grande obsessão dos americanos era também a bolsa de valores
Com os seus mercados de massa, população crescente e rápido avanço tecnológico, parecia terem descoberto a chave da prosperidade infinda. (Cameron, 2000)
Ford Modelo T
Era o auge do capitalismo liberal
O presidente Hoover afirmava pouco antes da crise: “Dentro em breve avistaremos com a ajuda de Deus o dia em que a pobreza será banida do país.”
24 de outubro de 1929, quinta-feira negra, cerca de 13 milhões de ações trocaram de mãos nesse dia
29 de outubro de 1929, conhecida como terça-feira negra, cerca de 16 milhões de ações são vendidas
Vários bancos faliram
Aumento massivo do desemprego
Várias fábricas fecharam portas
II- A CRISE DE 1929
A característica da grande crise de 1929 foi que o pior continuava a piorar. O que num dia parecia ser o fim provava-se no dia seguinte que tinha sido apenas o princípio. Nada podia ter sido mais engenhosamente escolhido para levar ao máximo o sofrimento e para assegurar que escapassem tão poucos quanto possível à desgraça comum. (Galbraith, 1974)
Crise de 1929 - A Grande Depressão
Causas e Consequências
CURSO: Gestão
PROFESSOR: Prof. Luis Rodrigues
ALUNOS: Bruno Figueiredo, Nº 20131791
Eduardo Andrade, Nº 20131773
Fábio Machado, Nº 7777201304 Maria Inês Silva, Nº 20131793
Pedro Miguel Lopes, Nº 20131749

Barcarena, 15 de Janeiro de 2014
Operários desempregados e camponeses falidos
Crescia o descontentamento devido à miséria em que se encontravam
A RECUPERAÇÃO DEPOIS DA CRISE
Franklin Roosevelt foi eleito em 1932 como presidente de Estados Unidos da América
Segundo Carl Grimberg, Roosevelt “lutou sempre pela mesma doutrina: defesa do «Homem humilde»"
A RECUPERAÇÃO DEPOIS DA CRISE
New Deal
Foi uma série de programas implementados
Com o objetivo de recuperar e reformar a economia americana
E dar assistência aos prejudicados pela Grande Depressão.
A RECUPERAÇÃO DEPOIS DA CRISE
Medidas necessárias para corrigir dois grandes problemas da crise:
Pobreza absoluta, falta de emprego, de alimentos, de roupas e abrigos.
Os recursos produtivos estavam paralisados: não produziam nada.
A RECUPERAÇÃO DEPOIS DA CRISE
Estas medidas consistiam em:
Investir maciçamente em obras públicas
Destruição dos excedentes agrícolas
Controlo sobre os preços e produção
A RECUPERAÇÃO DEPOIS DA CRISE
Estas medidas consistiam em:
Diminuição da jornada de trabalho
Controlo sobre bancos e instituições
Segundo Grimberg (1969) “O New Deal salvou o sistema económico, político e social americano.”
CONCLUSÃO
BIBLIOGRAFIA
Cameron, R. (2000). História Económica do Mundo: De uma forma concisa, de há 30 000 anosaté ao presente. (2ª ed.). Mem-Martins: Publicações Europa-América.

Editora Abril S.A. (1929). Outubro de 1929: Crash da Bolsa de Nova York | Especial: Quebrou! Obtido em 11 de Janeiro de 2014, de Veja na História: http://veja.abril.com.br/historia/crash-bolsa-nova-york/especial-quebrou-panico-acoes-wall-street.shtml

Galbraith, J. K. (1974). A Crise Económica de 1929 "Anatomia de uma catástrofe financeira" (44ª ed.). Lisboa: Publicações Dom Quixote.

Gazier, B. (2009). A Crise de 1929. Porto Alegre: L&PM Pocket.

Grimberg, C. (1969). História Universal 19: Da primeira guerra mundial à vitoria de Roosevelt em 1932. Lisboa: Publicações Europa-America.

Pereira, W. P. (2006). 24 de Outubro de 1929 - A Queda da Bolsa de Nova York e a Grande Depressão. São Paulo: Companhia Editora Nacional.


Graças ao presidente Franklin Delane Roosevelt que colocou em prática o New Deal - o governo controlava a produção e o preço das indústrias, tornando assim possível o controlo da inflação e com investimentos em obras públicas. Roosevelt reergueu a economia americana e os primeiros resultados começaram aparecer. Em 1933 os EUA viriam então a iniciar a sua recuperação da “Grande Depressão”.


CONCLUSÃO
O elevado consumismo aliado ao crédito facilitado destruíram a economia americana e “Grande Boom” na América, revelou-se numa grande mudança e num perigoso susto para a economia dos EUA e também do mundo inteiro. Empresas falidas, milhares de desempregados, tensões sociais e cidades rodeadas de miséria e desespero. A questão que fica é: terá apreendido a população mundial alguma coisa com esta crise?

Full transcript