Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

HEMOTERAPIA

No description
by

Tiago Marques

on 24 September 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of HEMOTERAPIA

Infecções transmitidas por transfusão
sanguínea e descarte de bolsas de sangue

Tiago Queiroz
UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS
Hemoterapia e banco de sangue
Sífilis
Referências Bibliográficas

Patologia de base
Extremamente grave
Evolução crônica
Evolução subclínica








Caracterização
HEPATITES VIRAIS

Treponema pallidum Automedicação
Incubação 10 a 90 dias

Refrigeração por 7 dias

Involução em 3 a 6 semanas (VDRL + 50%)

Pesquisa direta e Sorologia
RDC 153 Treponêmicos / Não treponêmicos
Doadores inabilitados por 12 meses após a cura


MALÁRIA
AIDS /HIV Mudanças na Hemoterapia

Triagem Epidemiológica / Clínica / Laboratorial
Hemovigilância Risco

França (1993) HIV(principais inaptidões) e HCV

"ITTs" HBV, HCV, HIV, Chagas, sífilis, malária, HTLV,
doença do enxerto contra o hospedeiro,
anticorpos irregulares/isoimunização.
Introdução
HTLV
HIV / AIDS

Trypanossoma cruzi (sintomas fase aguda)

Testes sorológicos e parasitológicos

1982 (6,5%) 1992 (1%) [candidatos infectados]
Teste de fixação de complemento (1913)
ELISA, IFI, HAI
Histórico domiciliar treatomíneos / diagnóstico

Doença de Chagas
CARRAZZONE, Cristina F. V.; BRITO, Ana Maria de; GOMES, Yara M.. Importância da avaliação sorológica pré-transfusional em receptores de sangue. Rev. Bras. Hematol. Hemoter., São José do Rio Preto , v. 26, n. 2, p. 93-98, 2004 . Available from <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-84842004000200005&lng=en&nrm=iso>. access on 15 Sept. 2015. http://dx.doi.org/10.1590/S1516-84842004000200005.

Manual Técnico para Investigação da Transmissão de Doenças pelo Sangue
Disponível em: http://portal.anvisa.gov.br/wps/wcm/connect/912de50047457fc18b7adf3fbc4c6735/manual_doenca.pdf?MOD=AJPERES






Vírus Linfotrópico das Células T Humanas (Tipos I e II)

[1993] Triagem sorológica Teste imunoenzimático (EIA)
Aglutinação em Látex ou de Gelatina

Confirmatórios Imunofluorescência Indireta
Diferenciação Western Blot (WB) ou Immunoblot
PCR Sangue e tecidos

Antecedentes clínicos e Laboratoriais
HIV / AIDS

Fase aguda Assintomática Sintomática

Hemofílicos

TRIAGEM ELISA, ensaio imunoenzimático (EIA), ensaio
imunoenzimático com micropartículas (MEIA) e ensaio
imunoenzimático com quimioluminiscência.

CONFIRMATÓRIOS Imunofluorescência indireta, imunoblot,
Western Blot, PCR e NASBA.

RDC 343 Imunoenzimático
Com quimioluminescência / principio metodológico ou antigênico

HERPES
Citomegalovírus Indivíduos sadios (latente)

Componentes celulares
Plasma e crioprecipitados

Filtros redutores de leucócitos, lavagem com salina
e componentes descongelados e deglierolizados

RDC 153 Sorologia (ELISA)
Risco Sanitário com potencial
Incidentes Transfusionais Imediatos Tardios

Monitoramento e Vigilância
Captação Transfusão

ANVISA (2000) Perfil Epidemiológico
Hemovigilância Medidas preventivas/corretivas

Introdução
Distribuição universal Tropismo (hepatócitos)

Assintomáticos / Oligoassintomáticos

Após 10 anos de idade / Casos de soroconversão
Relações com portadores (Inabilitados por 12 meses)

HBsAg, anti-HBs, anti-HBc, anti-HBc, HBeAg, anti-HBe

[1990] - Anti-HCV (70 dias aprox.)
ALT / Diagnóstico Molecular


Situações e comportamentos de risco

Sintomas e sinais
Antecedentes clínicos e laboratoriais

Casos de soroconversão do receptor
Relações com portadores (Inabilitados por 12 meses)


Plasmodium sp Anopheles (vetor)
Incubação 7 a 50 dias (20 dias em média)

RDC 153 Questionário especifico

Febre ou suspeita nos últimos 30 dias
Candidato com residência em locais de alto risco
Doador que teve malária (ultimos 12 meses)




TRIAGEM E CONFIRMAÇÃO
Screening (detecção precoce)
Diagnósticos de certeza
Precisão, acurácia e reprodutibilidade
Rápidos, baratos e de fácil execução
Retrovigilância
Sensibilidade X Especificidade
Autoexclusão
Descarte X princípio ético de autonomia
Full transcript