Loading presentation...
Prezi is an interactive zooming presentation

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Representação Midiatica dos Negros

No description
by

Raquel Cunha

on 19 November 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Representação Midiatica dos Negros

Quero ver o direito brotar como fonte e correr a justiça qual riacho que não seca
Pré-conceito, a própria palavra já diz,é o conceito antecipado que temos sobre as pessoas. Muitas vezes criamos esses conceitos com base na cor da pele, do cabelo, religão, entre outras...
Você ter um conceito antecipado de alguém é prejudicial para ambos os lados. Essas ações podem causar traumas reais, psicológicos e muitas vezes as pessoas são levadas a morte, por causa do que sofrem.
Realizar atos de descriminação, é descrito crime por LEI.
Projeto Somos da Cor
Segunda-Feira, Novembro 21, 2016
7ºano B - CDB
Discentes :
Representação negra na Mídia
AMANDA RIOS DOS REIS;
ANA CAROLINA MELO ALVES;
ANA CLARA GALANTINI PIRES;
ANA PAULA PINHEIRO ALVES;
ANNA VICTORIAMELO RIOS;
BRENO LEONARDO DA FONSECA;
CAIO LUÍS ARAUJO AGUIAR;
DIOGO LIMA ROSA;
GABRIEL AUGUSTO VIEIRA;
GABRIELLA MARIA CRUZ E RESENDE;
GUILHERME HENRIQUE DE OLIVEIRA SILVA;
GUSTAVO CORT NOGUEIRA;
GUSTAVO GABRIEL RIBEIRO;
ISABELLY VALE FARIA RODRIGUES;
JOÃO GABRIEL SANTOS RIBEIRO;
JOÃO MARCOS MARTINS SILVA;
JOAO VICTOR ALVES MIGUEL;
JULIA BORGES FERREIRA;
JULIA HELENA PEREIRA AMORIM;
KAROLAYNE ROSÁRIA MORAIS ALVES;
KAUÃ WEMBLY MOREIRA DE SOUZA;
LEONARDO DANIEL DE SOUZA DOS SANTOS;
LUCAS MAGALHÃES DE OLIVEIRA;
LUIZ FELIPE PERFEITO MENEZES;
LUIZ FILIPE CARVALHO FARIA;
MARCOS VINICIUS OLIVEIRA CARDOSO;
MARIA EDUARDA GOMES BORGES;
MARIA JÚLIA FRANCIELE FERREIRA DE PAULA;
MARIA RAQUEL DE RESENDE PAIVA;
MATHEUS LIMA LOPES;
MIRYAM GABRIELLY DA SILVA BORGES;
NATAN RODRIGUES FIDELIS;
RAQUEL CUNHA SOUZA;
SAMUEL HENRIQUE DESOUZA RIACHO;
THIAGO DE SOUZA FULGÊNCIO.
Representação Midiática dos Negros
Docentes :
Prof. Fernando França;
Prof. Ulisses Ferreira
Disciplina de Educação Física
Justificativa
Este trabalho se justifica pelo fato dos negros ainda sofrerem com vários tipos de preconceitos, inclusive pela mídia. Enquanto imagens de homens e mulheres brancos aparecem muito mais em capas e matérias de comportamento e consumo, no geral, os homens e mulheres negros, aparecem com mais frequência em pautas e reportagens que destacam aspectos como educação, saúde pública, violência, empregos ou atividades de geração de renda, em especial as com baixa qualificação técnica.
Objetivos
Geral :
Este trabalho visa relatar a atual participação dos negros na mídia, suas heranças, estereótipos e como ele é representado.

Específico:
Fazer uma comparação histórica entre negros e brancos em vários aspectos da sociedade.
Demonstrar como o negro é representado pela mídia.



(Am,24)
Censo - 2014
45,5% brancos e 53,6% negros
As representações midiáticas hegemônicas tanto no jornalismo quanto na teledramaturgia e na publicidade pouco correspondem ao perfil racial da população.
Num simples folhear de páginas de jornal ou revistas é possível observar aquilo que tem afirmado as produções midiáticas em geral que dizem que negros e brancos ocupam espaços quantitativamente e também qualitativamente diferentes tanto no jornalismo quanto na publicidade.
Obrigado!
A mensagem reproduzida pela telenovela é capaz de estimular a reflexão da audiência acerca de problemáticas das identidades culturais de gênero, raça, faixa etária, classe social, dentre outras.
Heranças e estereótipos
Todos nós, vivemos presos a um pensamento antiquado, a uma mentalidade "inapropriada" de que existem comunidades e culturas inferiores e superiores. Nós não possuimos controle sobre isso, pois vem de algo de nosso passado, algo que herdamos de nossos ancestrais.
Porém podemos fazer a diferença, começando com as nossas vidas e nos soltarmos desse (PRÉ)Conceito que possuimos, e aos poucos acabarmos com essa mentalidade que possuimos, pois no final de tudo somos todos iguais, e não será a cor da sua pele que definirá seu futuro.
Full transcript