Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

a redução da camada de ozono e as chuvas ácidas

Feito por : gabriel, inês santos, inês reis e luana marono
by

Inês Santos

on 19 May 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of a redução da camada de ozono e as chuvas ácidas

O que são?
Índice
Chuvas ácidas
Chuvas ácidas
Redução da Camada do Ozono
A
chuva ácida
é a deposição húmida de poluentes atmosféricos, em especial derivados do dióxido de enxofre (SO2) e de óxidos de azoto (NO2), que se dissolvem nas nuvens e em gotas de chuva, formando ácido sulfúrico(H2SO4) e ácido nítrico(HNO3), embora o termo inclua também, hoje em dia, a deposição seca dos poluentes atmosféricos(derivados gasosos e partículas).As regiões urbano-industriais são as principais responsáveis pela emissão dos gases referidos. As chuvas ácidas possuem um valor de pH inferior a 4,5 já as chuvas "normais" apresentam um valor de pH próximo de 5,6.

Este fenómeno tem vindo a ser cada vez mais significativo, e é um problema que gera enormes discussões e acções de sensibilização no sentido de levar a população a contribuir para um planeta melhor e para um desenvolvimento sustentável.
Disciplina: Geografia
2014/2015
9ºD Reguengos de Monsaraz
Introdução
Com este trabalho pretendemos demonstrar em que consiste os fenómenos "chuvas ácidas" e a "redução da camada do ozono", as suas causas, consequências e formas de prevenção.
A redução da camada de ozono e as chuvas ácidas
Causas e como se forma
Chuvas ácidas
A queima de carvão e de combustíveis fósseis e os poluentes industriais lançam dióxido de enxofre e de nitrogénio na atmosfera.
Esses gases combinam-se com o hidrogénio presente na atmosfera sob a forma de vapor de água.
O resultado são as chuvas ácidas.
As águas da chuva, assim como a geada, neve e neblina, ficam carregadas de ácido sulfúrico ou ácido nítrico.
Ao caírem na superfície, alteram a composição química do solo e das águas, atingem as cadeias alimentares, destroem florestas e lavouras, atacam estruturas metálicas, monumentos e edificações.
Chuvas ácidas
Consequências
Medidas de prevenção
Para reduzir o problema das chuvas ácidas é necessário o esforço de toda a população a uma escala planetária. Genericamente, é necessário reduzir tudo aquilo que provoque a emissão de poluentes para a atmosfera. Para isso é necessário tomar algumas medidas como por exemplo:

A implantação de um sistema de tratamento para os gases industriais;

A utilização de novas fontes de energias limpas como a energia eólica, a energia solar e a substituição de combustíveis fósseis por biocombustíveis;

O uso de metros em substituição à frota de autocarros a diesel, ou então promover a sua substituição por frotas não poluentes (com recurso a motores elétricos.)

O Incentivo à utilização de transportes coletivos;

A utilização de matérias-primas “amigas” do ambiente;

A diminuição do uso de sprays como por exemplo os desodorizantes e os perfumes.

Chuvas ácidas
em Portugal
Chuvas ácidas
A Indústria da Produção Eléctrica é a principal responsável pela emissão de poluentes para a atmosfera causadores de chuvas ácidas como o caso do Dióxido de Enxofre.
A circulação de automóveis que, ao queimarem a gasolina, emitem para a atmosfera grandes quantidades de Óxidos de Azoto.

A poluição atmosférica em Portugal, verifica-se elevadamente em cidades como Setúbal, Porto, Lisboa, Sines, Estarreja,Carregado, Tapada, Barreiro e Seixal. Como nestas cidades há maior concentração urbana e são onde estão situadas grandes unidades industriais emissoras de poluentes atmosféricos, são estes os locais de Portugal onde se verifica um maior índice de queda de chuvas ácidas.

No que diz respeito à degradação do nosso património por acção das chuvas ácidas os casos mais conhecidos são: o Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, o Mosteiro de Alcobaça, em Alcobaça, a Torre dos Clérigos, no Porto e o Convento de Cristo, em Tomar.

No que respeita às florestas, verificou-se em Portugal, que o valor mínimo de destruição florestal por acção das chuvas ácidas foi cerca de 4%, contrastando, por exemplo, com uns elevados 71% na zona da antiga Checoslováquia e noutros países da Europa.
Exemplos da ação corrosiva das chuvas acidas em Portugal
Conclusão
A realização deste trabalho foi muito gratificante e recompensadora, não só nos enriqueceu do ponto de vista cultural como também nos forneceu informações imprescindíveis para o dia-a-dia no sentido de prevenir os fenómenos abordados
Referências bibliográficas
Chuvas ácidas:
http://stexuperyt.blogspot.pt/2010/09/as-chuvas-acidas-em-portugal.html
http://www.poluicao.net/chuvas-acidas/
http://www.estudopratico.com.br/chuva-acida-causas-e-consequencias/
http://www.prof2000.pt/users/vitorpires/chuva.htm
Dúvidas
Vamos também abordar a situação do fenómeno em Portugal e esclarecer alguns tópicos como: a contribribuição do nosso país para o agravamento e desagravamento destes fenómenos e as suas consequências no território português.
Para elaborar este trabalho recorremos a pesquisas diversas em manuais, livros e na internet
As
principais causas
das chuvas ácidas são as indústrias, as centrais termoeléctricas e o tráfego automóvel excessivo.
Para a saúde humana
Estudos provaram que as chuvas ácidas têm implicações directas e indirectas na saúde da população humana.

Isto acontece directamente devido às partículas resultantes dos ácidos que se encontram no ar e indirectamente devido ao consumo de água proveniente de chuvas ácidas ou simplesmente por consumir peixes ou alimentos daquele ambiente aquático, mas apenas a ingestão sucessiva e comum de produtos contaminados pode provocar doenças como a hipertensão, problemas renais, entre outros...
na Vegetação e no Solo
Devido aos ácidos provenientes das chuvas ácidas muitas árvores e plantações podem ver as suas estruturas corrompidas, o que fará com que a planta afectada transporte nutrientes de forma deficiente ou chegue mesmo a perder determinados nutrientes essenciais para a sua vida.
Quanto aos solos, estes ficarão com uma acidez acima do normal, o que poderá levar à morte de determinadas bactérias e microrganismos fundamentais para o aparecimento e desenvolvimento de espécies de plantas.
em edifícios
Materiais de construção como o calcário são facilmente corroídos por ácidos como o ácido sulfúrico.
A queda excessiva deste ácido fará com que o calcário se dissolva e poderá a longo prazo levar ao colapso de infra-estruturas e locais de passagem de peões, como é o caso dos passeios públicos, que são na sua maioria concebidos usando calcário.
Acrópole, em Atenas
Colónia, na Alemanha
nos Ecossistemas Aquáticos
A água que se encontra nos rios, lagos e no mar é proveniente da chuva. Se a chuva é ácida, a acidez das águas terrestres irá também aumentar. Isto poderá levar à morte de alguns peixes e provocar problemas na saúde humana, que é consumidora da água como sendo um recurso essencial. Assim, em conclusão as chuvas ácidas contribuem para a diminuição da biodiversidade e qualidade da água de consumo.
des
Chuvas ácidas
Curiosida
Na Alemanha, grandes áreas da Floresta Negra foram devastadas;
- Na Escandinávia em consequência das chuvas ácidas, nos últimos 40 anos, 4000 lagos ficaram estéreis
-A Noruega sofreu uma redução de 50% na população de trutas e os crustáceos praticamente desapareceram dos seus lagos
A queima do lixo emite até 27 gases e metais pesados que contribuem para a formação das chuvas ácidas.
Nem sempre as áreas mais poluentes, como as áreas industriais, sofrem danos directos, devido às correntes de vento e convecção das massas de ar, podendo no entanto, afectar áreas além das que emitem estes gases, devido ao facto dos principais gases poderem ser transportados até 3000 km de distância. Por esta razão, a chuva ácida é, também, denominada poluição transfronteiriça, já que regiões que não poluem podem ser severamente prejudicadas pela sua precipitação
Google Imagens
Redução da camada de Ozono:
http://www.prof2000.pt/users/vitorpires/ozono.html
http://ambiente12ap.no.sapo.pt/projecto/interior_cada/destrucao_da_caada_ozono.htm

O que é ?
Camada de ozono
É a camada que nos protege dos raios UV vindos do Sol, que são raios que podem ser nocivos quer para o Homem quer para o ecossistema. Assim, desempenha uma função essencial para a vida na Terra.
A camada de ozono localiza-se na estatosfera, entre 20 a 25 Km de distância da terra.

Na estatosfera concentra grandes quantidades de gás denominado por ozono (O3), pois este gás como é reativo e instável, oxida com quase tudo o que toca e como na estatosfera não há muita coisa com que uma molécula de ozono possa contatar, há uma maior concentração de ozono.
Como se forma o ozono estratosférico
1º - As radiações solares ultravioletas ao inciderem numa mócula de O2 , divinem-na em 2 átomos de oxigénio.

2º - Quando um átomo de oxigénio (O) se combina com uma mócula de oxigénio (O2) origina ozono (O3).
Causas
Camada de Ozono e a sua redução
Os transportes – têm um enorme contributo na emissão de poluentes específicos como o chumbo;
Produtos que contenham CFCs – refrigeração, climatização, solventes, aerossóis;
Produtos que contenham “halon” – extintores;
Utilizações laboratoriais;
Controlo de pragas – na agricultura, por exemplo.
Buraco de Ozono
A camada de ozono está mais rarefeita, especialmente, em dois locais do planeta: por cima da Antártida e por cima do Polo Norte.
As clorofluorcarbonetos (CFC) são responsáveis pela destruição da camada de ozono. Estas moléculas são utlizados nos pulverizadores de aerossóis e na indústria de frio. Quando são lançados para a surperfície terrestre, estes compostos libertam átomos de cloro, e estes, ao ligarem-se com o oxigénio destroem as moléculas de ozono
Redução da Camada de Ozono
Consequências
Para a saúde humana
a destruição das proteínas, e do ADN, provocando cancro de pele, cataratas, alterações no sistema imunitário, entre outros.
Medidas de prevenção
Camada de Ozono e a sua redução
Medidas Preventivas
A nível Pessoal
Protocolo de Montreal, 1987
-Reconstituir a concentração de ozono na alta atmosfera.
-Redução das emissões de dióxido de carbono para a atmosfera;
-Utilização de filtros nas chaminés das fábricas;
-Promoção de energias alternativas, não poluentes;
-Eliminação da utilização dos CFC's e sua substituição por outros mais amigos do ambiente como os clorohidrofluorcarbonetos, que contêm pelo menos um hidrogénio, susceptível de ser atacado na atmosfera;
-A redução na utilização de determinados produtos mais poluentes, como o plástico.

Conferência de Londres, 1990
-Acelaramento dos processos de eliminação dos CFC
-Paragem total da produção até ao ano de 2000.

Protocolo de Quioto, 1997
-Objetivos para os países industrializados no que concerne às suas emissões de Gases com Efeito de Estufa (GEE).

Parlamento Europeu, 2009
-Aprovovação de novas normas com o objetivo de reconstruir a camada de ozono.
Comprar produtos rotulados como “amigos do ozono”;
Verificar fugas dos aparelhos do ar condicionado (automóveis) ;
Retirar os aparelhos de refrigeração dos frigoríficos, dos ares- condicionados e dos desumidificadores antes de os deitar fora;
Substituir extintores que usem “halon” por compostos alternativos como a espuma;
Colocação de filtros nas chaminés;
Reciclar o lixo;
Eficiência no uso da energia;
Ajudar a aumentar a consciência cívica do problema.

Medidas Preventivas
A nível Mundial

Supressão da produção primária nas plantas terrestres e no fitoplâncton marinho
Diminuição da fotossíntese


Nos outros seres vivos
Atraso nas estações do ano e degelo das calotas polares
Afetação dos ciclos biogeoquímicos
Na biosfera
em Portugal
Camada de ozono e sua redução
Houve uma diminuição da espessura da camada do ozono
A quantidade total de ozono apresenta uma tendência de redução de 3,3% por década;
Portugal é um grande contribuidor para este fenómeno.
Quercus: Alerta para o facto de Portugal não respeitar a sua própria legislação
Em 2006, foram recuperados apenas 5% dos CFC’s existentes nos equipamentos em fim de vida.
des
Camada de ozono e a sua redução
Curiosida
O que são?............................5
Causas e como se forma.......6
Consequências.......................7
Medidas de pervensão...........12
Chuvas ácidas em portugal....13
Curiosidades..........................15
O que é?..........................................19
Como se forma o ozono estratosferico..21
Buraco de Ozono..................................22
Causas..................................................23
Consequências.....................................24
Medidas de pervenção..........................28
Cada de ozono em Portugal..................31
Curiosidades.........................................32
Full transcript