Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Energia Elétrica - Economia para benefícios além do bolso

No description
by

Juliana Ferreira

on 9 June 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Energia Elétrica - Economia para benefícios além do bolso

SIPAT - Energia Elétrica: Economia para benefícios além do bolso
Aumento do consumo da energia elétrica no Brasil
Bandeiras Tarifárias
1º de janeiro de 2015 - ANEEL
Quanto a sua casa consome de energia?
A importância da energia elétrica!
Hidrelétricas
Energia eólica
Energia Solar
Energia da Biomassa
Energia Geotérmica
Energia Nuclear
Energia das ondas
Carvão Mineral
Obrigada pela participação!

E-mail:contato@sinergiaengenharia.com.br
Economia para benefícios além do bolso!
Fontes não renováveis
Utilizar a energia elétrica com eficiência significa combater o desperdício, consumindo apenas o necessário e preservando os recursos naturais do planeta.
Energias renováveis
Pode ser considerado biomassa todo recurso renovável que provêm de matéria orgânica (de origem vegetal ou animal) que tem por objetivo principal a geração de energia.
• Baixo custo;
• Capacidade de reaproveitamento de resíduos;
• Menos poluente se comparada às tradicionais fontes não renováveis, como o carvão e o petróleo
.

Gás Natural e Derivados do Petróleo
Formas de geração de energia elétrica
O primeiro passo para produzir energia elétrica é obter a força necessária para girar as turbinas, as quais acionarão geradores que gerarão a energia nas usinas de eletricidade. Essa força pode vir de
fontes renováveis ou não renováveis
por meio de diferentes processos.
O calor da terra pode ser aproveitado para usos diretos, como o aquecimento de edifícios e estufas ou para a produção de eletricidade em centrais geotérmicas.
Vantagens e desvantagens:

- A energia geotérmica é restrita, não sendo encontrada em todos os lugares, o que dificulta a implatação de projetos em determinadas localidades;
- Geralmente os fluxos geotérmicos contém gases dissolvidos, e esses gases são liberados para a atmosfera, junto com o vapor de água. Na maioria são gases sulfurosos (H2S), com odor desagradável, corrosivos e com propriedades nocivas à saúde humana;
- Os testes de perfuração das fontes são operações barulhentas, geralmente as áreas geotérmicas são distante das áreas urbanas;
- O calor perdido das usinas geotérmicas é maior que de outras usinas, o que leva a um aumento da temperatura do ambiente próximo à usina;
- Fonte inesgotável;
- Baixo custo do combustível;
- Alto custo com projeto;
- Chances de abalos;
- Há a possibilidade da contaminação da água nas proximidades da usina.

Usina de ondas de Pecém - A primeira da América Latina
Fonte de energia limpa e renovável
É concebida em módulos, o que permite a ampliação da capacidade da usina
Flutuadores de 10 metros de diâmetro
Braço mecânico de 22 metros de comprimento
A medida que as ondas passam os flutuadores sobem e descem e movimentam os braços mecânicos, esse movimento aciona uma bomba que injeta água doce em um sistema de alta pressão que aciona a turbina e o gerador.


Na área externa:

• Experimente instalar um sistema solar de aquecimento de água para abastecer toda a casa;
• Utilizar células solares para a geração de energia elétrica;
• Nas áreas externas reduzir, quando possível e sem prejuízo da segurança, a iluminação em áreas de circulação, pátios de estacionamentos e garagens. Uma opção é utilizar sensores de presença nos ambientes pouco utilizados.

Em casa:
Na sala de estar ou no quarto:

• Não deixe a TV ligada quando você não estiver assistindo;
• Evite dormir com a TV ligada. Dê preferência para aparelhos com timer (função de desligamento automático).
No banheiro:

• Evite banhos demorados;
• Desligue o chuveiro quando estiver se ensaboando;
• No verão procure manter a chave do chuveiro na posição verão. Na posição inverno, o consumo de energia é 30% maior;
• Conserve limpos os orifícios de passagem da água do chuveiro para aumentar a vida útil da resistência elétrica;
• Evite usar o chuveiro nos horários de pico de consumo de energia – das 18 às 22 horas.

Na cozinha:

• Máquina de lavar roupa e ferro de passar consomem bastante energia. Portanto, tente usá-los quando houver bastante roupa acumulada para realizar o trabalho de uma única vez;
• Mantenha a borracha de vedação da geladeira sempre em bom estado.
TESTE DO PAPEL
• Regule a temperatura da geladeira no inverno, ajustando o termostato para evitar desperdício de consumo;
• Não forre as prateleiras para não exigir esforço redobrado do eletrodoméstico;
• Descongelar os alimentos ao natural sempre que tiver tempo, evitando o uso do microondas;
• Fazer o degelo periódico da geladeira;
• Evitar a colocação de alimentos quentes;
• Não deixa a porta da geladeira aberta por muito tempo;
• Não coloque roupas ou sapatos para secar atrás de geladeiras e freezers;
• Localizar a geladeira fora do alcance de raios solares ou de outras fontes de calor.
Fica a dica!

• Não deixe a luz acesa em cômodos desnecessariamente;
• Pinte as paredes internas e os tetos da casa com cores claras. Elas refletem e espalham a luz para todo o ambiente;
• Aproveite ao máximo a luz do dia deixando cortinas e portas abertas;
• Abra portas e janelas para arejar o ambiente e evite o uso de ventiladores e ar condicionado;
• Coloque mesas de trabalho e de leitura próximas às janelas;
• Deixe os globos e lustres transparentes sempre limpos para aproveitar ao máximo a potência das lâmpadas;
• Evite deixar aparelhos eletrônicos em stand-by. Apesar de desligados, esse modo pode representar um gasto mensal de até 12%;
• Em dias secos, ao invés de usar umidificadores eletrônicos, coloque um pano úmido pendurado no recinto e uma bacia com água;
• Quando viajar, desligue a chave geral da casa para não gastar energia com coisas desnecessárias.
• Troque lâmpadas comuns por lâmpadas fluorescentes ou LED;
• Compre aparelhos elétricos certificados que possuam menor índice de consumo;
• Celulares, câmeras, mp3 levam um tempo de aproximadamente duas horas para carregar não deixe aparelhos carregados na tomada;


O uso eficiente e racional de energia gera benefícios não só econômicos como também benefícios ambientais.
Em países como o Brasil, que possui muitos rios com grandes desníveis, uma das soluções mais econômicas para fazer girar turbinas é aproveitar a força das águas, construindo usinas hidrelétricas.
Banho mais curto poupa dias de Itaipu: Se cada brasileiro diminuir o tempo diário de banho em 1 minuto, em 1 ano é possível economizar o equivalente à 15 dias de operação da Itaipu!
Desvantagens:


Inundação de vastas áreas para a criação das represas;
• Alterações no ecossistema, pois modifica o comportamento dos rios e destrói a fauna e a flora originais do local;
• Desapropriação de terras de populações onde a usina pretende se instalar.

As aplicações práticas da energia solar podem ser divididas em dois grupos:
energia solar fotovoltaica
, processo de aproveitamento da energia solar para conversão direta em energia elétrica, utilizando os painéis fotovoltaicos
e a energia térmica
(coletores planos e concentradores) relacionada basicamente aos sistemas de aquecimento de água.
É um combustível limpo não emitindo poluentes na geração da energia;
Fácil instalação, operação e manutenção das placas;
Grande importância da energia solar térmica para sistema elétrico brasileiro...

Vantagens:
Desvantagens:
Impactos Ambientais na fase da produção dos módulos e no fim de sua vida útil;
Extração do silício;
Descarte de baterias...
O gás natural é uma mistura de hidrocarbonetos gasosos, originados da decomposição de matéria orgânica fossilizada ao longo de milhões de anos.
O petróleo é uma mistura de hidrocarbonetos que tem origem na decomposição de matéria orgânica, principalmente o plâncton (plantas e animais microscópicos em suspensão nas águas), causada pela ação de bactérias em meios com baixo teor de oxigênio. Ao longo de milhões de anos, essa decomposição foi se acumulando no fundo dos oceanos, mares e lagos e, pressionada pelos movimentos da crosta terrestre, transformou-se numa substância oleosa.

Em terra, a exploração, prospecção e produção podem provocar
alterações e degradação no solo.
No mar, além da
interferência no ambiente, há a possibilidade da ocorrência de vazamentos, o que coloca em risco a fauna e a flora aquática.
Emissão de gases poluente responsáveis pelo efeito estufa.

Alto consumo:
- desenvolvimento econômico;
- qualidade de vida.
Excessão: Amazonas, Amapá e Roraima.
O que é?
Cobrança relacionada ao nível de água nos reservatórios e a necessidade de se acionar ou não as termelétricas, fonte mais cara de geração de energia.
Como funciona?
O faturamento referente à aplicação das bandeiras tarifárias deve ser efetuado sobre o consumo medido, aplicando-se uma tarifa calculada de forma proporcional aos dias de vigência de cada bandeira tarifária
Consumo de aparelhos
Selo Procel
O caso das lâmpadas...
Para calcular o consumo médio de energia (kWh) de um equipamento de acordo com o seu hábito de uso, procure a potência do aparelho no manual do fabricante. Em seguida, faça o cálculo da seguinte forma:
- Orientar o consumidor no ato da compra, indicando os produtos que apresentam os
melhores níveis de eficiência energética
dentro de cada categoria.
OBJETIVOS:
-Estimular a
fabricação e a comercialização de produtos mais eficientes
, contribuindo para o desenvolvimento tecnológico e a redução de impactos ambientais.
Equipamentos que atualmente
recebem o Selo:
Simulador Copel
https://www.copel.com/hpcopel/simulador/
Evolução do consumo de energia x renda
Durante o período em que se encontra em stand-by,
a televisão continua consumir energia.
No trabalho
• Dê preferência a aparelhos que consumam menor quantidade de energia, como notebooks, computadores, impressoras e copiadoras;
• No final do expediente, tire os aparelhos da tomada;
• Desligue o monitor do computador ou coloque-o em modo de economia de energia, quando não estiver no ambiente. Evite as proteções de tela;
• O pico do consumo acontece entre 18h e 22h. Se possível, planeje a atividade da empresa para evitar os custos mais altos cobrados pela
energia nesse horário.
Outras curiosidades....
O mito de que ligar e desligar os aparelhos e as lâmpadas consome mais energia do que manter ligado é verdade?
“Quando o intervalo for muito pequeno, no máximo 15 minutos, é melhor deixar a luz ligada (se for fluorescente) para não fazer a mudança de temperatura da lâmpada. Você vai consumir um pouco de energia, mas prolongar a vida útil do equipamento, que é prejudicado pelo liga e desliga intenso”
O chuveiro é mesmo o vilão
da conta de luz?
Para economizar é preciso tomar
banhos mais curtos
ou ter outro
sistema para aquecer a água, como a energia solar
. Dependendo do custo do gás na região, a energia solar pode ser uma opção eficiente
A característica dos chuveiros elétricos é
consumir muita eletricidade em um período curto de tempo
. Os dois fatores mais importantes são a
potência do equipamento e o tempo de banho
.
“Atualmente temos chuveiros de até 12.000 watts, que, durante o banho, equivalem a 200 lâmpadas acesas ao mesmo tempo”
, relata Jannuzzi.
No sul do Brasil
, onde faz mais frio e usa-se os chuveiros no modo inverno,
a média de consumo desse equipamento costuma responder por cerca de 1/3 do consumo de eletricidade de uma residência.
Abrir a geladeira várias vezes ao
dia gasta mais energia?
Outro desperdício muito comum em geladeiras decorre do
desgaste da borracha vedadora
, por onde o ar frio escapa e o ar quente entra.
O grande problema nessa questão da abertura da geladeira é
muito mais o tempo que se gasta com ela aberta do que a quantidade de vezes que se abre a porta.
Claro que a cada abertura há uma troca de calor do interior do equipamento com o ambiente, que está mais quente, e se gasta mais energia para resfriá-la em seguida. Dessa forma,
quanto menos tempo a porta for mantida aberta, mais economia de energia será feita
.
Ao usar o ferro de passar roupa, é melhor passar muitas peças a cada vez ou todo dia passar uma peça?
A maior parte da energia gasta ao passar a roupa é na hora de esquentar o ferro
. Uma vez que o ferro esteja quente é melhor passar a maior quantidade possível de roupas.
É mito ou não que os aparelhos que mantemos plugados na tomada, mesmo quando desligados, continuam gastando energia?
É verdade! “a melhor opção de economia é
desconectar os aparelhos da tomada, pois mesmo os melhores equipamentos, nessa situação, consomem 1 watt/hora
. C
ada aparelho conectado consome durante o ano todo 8,7 quilowatts
.
Como pagamos cerca de 60 centavos por quilowatt/hora , isso representa um gasto próximo de 5 reais/ano por aparelho”
.


Fonte: Site ONG Oeco
Full transcript