Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

APEC

No description
by

Isadora Scavone

on 21 September 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of APEC

photo credit Nasa / Goddard Space Flight Center / Reto Stöckli APEC Os integrantes: Austrália, Brunei, Canadá, Chile, China, Indonésia, Japão, Coreia do Sul, Malásia, México, Nova Zelândia, Papua Nova Guiné, Peru, Filipinas, Rússia, Cingapura, Tailândia Vietnã e Estados Unidos, além de Taiwan (Formosa) e Hong Kong. APEC: Cooperação Econômica da Ásia e do Pacífico foi fundada em 1989 na Austrália. Objetivos: Um dos principais objetivos da Apec é a redução das tarifas e outras barreiras comerciais em toda a região Ásia-Pacífico, proporcionando eficientes economias nacionais e aumentando as exportações. Esse fato ajuda no crescimento econômico, gera empregos e oferece maiores oportunidades para o comércio internacional e a realização de novos investimentos. é considerado o grup mais dinâmico do mundo com índices de quase 50% da exportação mundial O PIB da região triplicou e o dos países em desenvolvimento cresceu cerca de 70%. Investimentos internacionais aumentaram em 210% em toda a região
e em 475% nos países em desenvolvimento.
As exportações cresceram 113%, passando para mais de US$25 bilhões.
A segurança contra o terrorismo e contra doenças infecciosas também aumentou. A criação da APEC muito contribuiu para o crescimento e
desenvolvimento da região pacífico-asiática.
Em sua primeira década de existência,
195 milhões de empregos foram criados,
sendo 174 milhões nos países em desenvolvimento.

Atualmente a APEC engloba um terço da população mundial,
US$19 bilhões, 60% do PIB mundial;
ou seja, cerca de 30 milhões de pessoas; seu PIB é de aproximadamente Mudanças ocorridas no bloco:

A Apec, no inicio era chamada de ASSEAN, e funcionava apenas como centro de discussões dos países participantes, agora tem sido considerado como o Bloco Econômico com maior ascensão, com números de crescimento que, em alguns casos, passam os números esperados para crescimento das grandes potências mundiais. A APEC fechou suas portas para novos membros em uma decisão para focar na integração econômica e avançar para uma área de livre comércio. Uma das dificuldades encontradas no bloco seriam as diferenças ideológicas e históricas entre alguns países como EUA, Japão, China, etc.. Mas apesar disso a APEC é um bloco econômico que pode ser considerado de sucesso pois todos os países registraram crescimento economico, e alguns programas sociais ja foram implantados em países que precisam de ajuda A possível entrada de novos membros:

Países como Índia, Colômbia, Costa Rica, Equador, Mongólia, Paquistão, Panamá e Sri Lanka solicitaram a entrada na organização regional.O Apec, que representa em conjunto 48% do comércio mundial e 56% do Produto Interno Bruto de todo o mundo, justificou a decisão de fechar suas portas a novos membros, tomada em 1997, sobre a base de que o grupo deve se concentrar na integração econômica para avançar em direção à criação de uma zona de livre-comércio em 2010, objetivo que ainda está muito longe de se transformar em realidade. A situação seria reavaliada em 2010 mas os países continuam esperando para sua entrada no bloco.




Isadora,Manuella,Livia, Flávia, Laura e Vitor K. M126 2012 Situação dos paises latino americanos na APEC:
Peru, Chile e México são os únicos países latino americanos dentro do bloco econômico APEC. Sendo assim eles (Peru e Chile) deixaram de lado suas diferenças sobre limites marítimos para anunciar o aumento das relações comerciais e ressaltar a importância do comércio não ser afetado por problemas políticos. A este respeito, os dois primeiros estão apoiando o início de um processo de concessão Colômbia, Costa Rica e Panamá com vista a aumentar a presença da América Latina no bloco. "Dado que a maioria dos países são asiaticos, é preciso aumentar o número de parceiros da América Latina para o bem de nossos homens de negócios e as economias", disse o ministro peruano.
Lima sediou a reunião anual da APEC governadores em novembro de 2008. O presidente colombiano participou de uma reuniao como um observador e fez uma apresentação sobre a situação econômica e comercial, com vista a convencer os membros do fórum das vantagens Colômbia poderia trazer se foram admitidos no grupo asiático.
"So, we have taken different initiatives to promote trade, investment and economic cooperation in the Asia-Pacific region and make our country a logistic and service platform for Latin America," Varela said. A APEC sempre afirmou que a crise mundial seria superada. Os líderes dos 21 países que a integram adotaram, segundo eles, "açoes extraordinarias" para fortalecer suas economias."Estamos convencidos de que poderemos superar esta crise em um período de 18 meses", disseram os líderes, em uma declaração emitida na conclusão da cúpula da Apec.

A APEC afirma que o protecionismo é uma ameaça para a recuperação economica global, por isso decidiram intensificar a busca por um acordo até 2010 na chamada Rodada Doha da liberalização comercial global, a qual visa diminuir a barreira comercial em todo mundo, considerada uma forma de ajudar o mundo a superar sua crise. "Em geral, a economia da China está se estabilizando e melhorando. Quanto às exportações no segundo semestre, temos de examinar a situação econômica global", disse o ministro do Comércio chinês, Chen Deming, a jornalistas.

Alguns membros da Apec criticaram durante o evento as campanhas dos governos - inclusive dos EUA - para estimular o consumo de produtos locais, pois isso estariam afetando as exportações, segundo relato do ministro tailandês do Comércio. APEC E A CRISE DE 2008
Full transcript