Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

8. Diagnósticos de Enfermagem, segundo CIPE

No description
by

on 8 June 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of 8. Diagnósticos de Enfermagem, segundo CIPE

8. Diagnósticos de Enfermagem, segundo CIPE

7. Mapa de Conceitos geral

6. Análise geral da situação,
segundo Afaf Meleis

5. Situação atual de cuidados

Apresentação Geral do Sr. C.L.F.

Silva, L. (2009) - Aplicação do Modelo Calgary para avaliação de famílias de idosos na prática clínica. Rev Bras Enferm, Brasília

11. Bibliografia

10. Considerações Finais

Ao longo da vida profissional iremos deparar-nos com situações para as quais teremos de estar preparados para intervir.

Este trabalho permite colocarmo-nos numa situação e refletir sobre a mesma, mobilizando a capacidade de reflexão, espírito crítico e conhecimentos de enfermagem adquiridos ao longo do curso, de forma a prestar cuidados de enfermagem personalizados.


Xavier (1991) refere que os utentes podem ter insight para alguns sinais e sintomas da doença mental e não para outros, e que para além disso poderiam aceitar os sintomas mas dar “atribuições” erradas, ou seja, explicações incorrectas sobre a sua origem.

Insight

(…)

Esquizofrenia

5.3.1 Avaliação do Insight, segundo Insight Treatment Attitudes Questionnaire (ITAQ)

5.3. Exame do Estado Mental

5.3. Exame do Estado Mental

Os estudos biológicos sobre amostras de população deveriam acompanhar senão de uma descrição do modo de vida dos grupos observados, Para que o sistema de classificação seja apropriado a estudos médico-sociais, deve ser simples, deve ter em conta dados objectivos que possa procurar-se facilmente e deve ter uma representação fiel do nível que ocupa na estratificação social o indivíduo ou grupo observado.

O método baseia-se no estudo não apenas de uma característica social, mas num conjunto de cinco critérios a saber:
1. A Profissão;
2. Nível de Instrução;
3. Fontes de rendimentos familiares;
4. Conforto da habitação;
5. Aspetos do bairro onde reside. (Fonseca, 1990)

5.2 Escala de Classificação Social Internacional de Graffar



AVALIAÇÃO FAMILIAR

4. Contexto da sua história de vida

8. Diagnósticos de Enfermagem, segundo CIPE

8. Diagnósticos de Enfermagem, segundo CIPE

MELEIS, Afaf (2010) – Transition Theory. New York. Springer PublishingCompany, LLC. ISBN: 978-0-8261-0535-6;

6.Análise geral da situação, segundo Afaf Meleis

MELEIS, Afaf (2010) – Transition Theory. New York. Springer PublishingCompany, LLC. ISBN: 978-0-8261-0535-6;

São exemplos de transições:

Transições de desenvolvimento (paternidade e maternidade);
Transições situacionais (desemprego);
Transições de saúde/doença (diagnóstico de uma doença);
Transições organizacionais (mudanças na comunidade/família).

6.Análise geral da situação, segundo Afaf Meleis

MELEIS, Afaf (2010) – Transition Theory. New York. Springer PublishingCompany, LLC. ISBN: 978-0-8261-0535-6;

6.Análise geral da situação, segundo Afaf Meleis

As pessoas que passam por transições estão mais vulneráveis a riscos que afetam a saúde.


Estas transições exigem que a pessoa adquira novos conhecimentos para mudar comportamentos e mudar a definição do “self” num determinado contexto.

MELEIS, Afaf (2010) – Transition Theory. New York. Springer PublishingCompany, LLC. ISBN: 978-0-8261-0535-6;

A teoria das transições de Afaf Meleis é uma teoria de médio alcance, e defende que as transições são o resultado de algo e têm como resultado mudanças na vida, na saúde, nas relações e no ambiente.

6.Análise geral da situação, segundo Afaf Meleis

Medicação habitual:
Diazepam 10mg cáps LP 9h
Clozapina 300 mg comp. 19h
Pimozida 4mg comp. 9h/19h

SOS
Diazepam 10mg/2ml sol inj FR 2ml IM até 3x/dia
Flurazepam 15mg cáps até 3x/dia
Haloperidol 5mg/1ml sol inj FR 1ML IM até 3x/dia
Prometazina 50mg/ 2ml inj FR2ML IM até 3x/dia
(Obs: se agressividade)

5. Situação atual de cuidados

Autocuidado

O autocuidado tem que ser aprendido e executado deliberadamente e continuamente, em conformidade com as necessidades reguladoras do indivíduo”



(Tomey et. al, 2004 )

Dorothea E. Orem (2001)

Prática de atividades que o indivíduo inicia e executa para seu próprio benefício. São atividades capazes de satisfazer as suas próprias necessidades a partir de determinados requisitos que podem ser fisiológicas, de desenvolvimento ou comportamentais, devendo os enfermeiros serem propiciadores do autocuidado aos seus clientes e sempre que estes não sejam capazes de se auto cuidar, os enfermeiros devem providenciar a assistência necessária.

Autocuidado

A falta de insight em psiquiatria, em termos gerais, é a falta de consciência de ter uma doença mental, que representa um dos sintomas mais comuns na esquizofrenia e afecta grande parte da população que sofre desta doença (MCGORRY and MCCONVILLE, 2000).

Insight

Estima-se que entre 50 a 80% dos utentes com esquizofrenia não acreditem que estão doentes, o que, necessariamente, tem um grande impacto no processo de adesão ao tratamento (AMADOR e STRAUSS, 1993)

Insight

Em 1989 a escala de Insight Treatment Attitudes Questionnaire (ITAQ) foi desenvolvida e validada. Consiste numa entrevista estruturada, com 11 perguntas que avaliam as atitudes dos utentes em relação à doença (atual ou passada) e ao tratamento (no passado, no presente e no futuro).
A pontuação 0 corresponde a ausência de critica e a 2 a de boa critica.
(Mcevory JP, et al. , 1989)

Esta escala foi utilizada em vários estudos sempre levando em conta o total das 11 perguntas. (Cuesta,2000)

5.3.1 Avaliação do Insight, segundo Insight Treatment Attitudes Questionnaire (ITAQ)

Juizo Critico e Insight

O utente possui juizo critico referindo que “às vezes a minha mente não me permite fazer as coisas que quero… às vezes tou doente e tenho de ser internado” (s.i.c.)

Possui insight deficitário, referindo que “disseram que eu tinha esquizofrenia, mas eu não sei o que isso é e quando me explicam não compreendo…não sei como é que é possivel alguem ouvir vozes/ver coisas, já me disseram é que eu tenho miastenia gravis, eu acho que é isso…”

5.3. Exame do Estado Mental

5.3. Exame do Estado Mental

Aparência
Comportamento e Atividade Psicomotora
Atitude para com o Examinador
Humor e afetos
Discurso
Percepção
Pensamento
Cognição: Consciência, Orientação, Memória, Atenção
Impulsividade
Juízo critico e Insight
Funções psicofisiológicas

1. A PROFISSÃO - 5° Grau – (Jornaleiros, porteiros, contínuos, ajudantes de cozinha, mulheres de limpeza, etc .... )
2. O NÍVEL DE INSTRUÇÃO- 2° Grau - Ensino médio ou técnico superior (10 a 11 anos de estudo)
3. FONTES DE RENDIMENTOS FAMILIARES 3° Grau - Os rendimentos correspondem a um vencimento mensal fixo. Tipo funcionários.
4.CONFORTO DE HABITAÇÃO GRUPO 4° - Categoria intermédia ao 3º e ao 5° grupo. (Apartamento modesto, antigo e em mau estado de conservação)
5. ASPECTOS DO BAIRRO ONDE HABITA GRUPO 3° - Ruas comerciais ou estreitas e antigas com casas de aspectos geral menos confortável.


CLASSIFICAÇÃO SOCIAL – III- Classe Média



Obs: (CLASSE III - Famílias cuja soma de pontos vai de …………… 14 a 17)

5.2 Escala de Classificação Social Internacional de Graffar

Define as etapas pelas quais a família passa durante a sua evolução, assim como as tarefas que devem ser cumpridas pelo agregado no decorrer destas.
Para Duvall, o desenvolvimento da família centra-se na existência de filhos e na sua educação, desde o nascimento até à maturidade.
É importante assim identificar a etapa em que a família se insere para apoiar e prepará-la para a transição.







ESTÁDIO VIII – Progenitores na 3ª idade (desde a reforma à morte dos dois elementos)

5.1Ciclo de vida de Duval

Analisar um caso clínico, segundo o Modelo Teórico de Afaf Meleis

Identificar os principais diagnósticos de enfermagem e terapêuticas de enfermagem compatíveis com a situação em análise

Adquirir conhecimentos de acordo com os processos de transição identificados

Desenvolver o pensamento crítico e reflexivo, fazendo uso do julgamento profissional.


1. Objetivos

1.Objetivos
2. Apresentação Geral do Sr. C.L.F.
3. Genograma e Ecomapa
4. Contexto da sua história de vida
5. Situação atual de cuidados
(ciclo de vida de Duval; escala de GRAFFAR)
5.1. Exame do Estado Mental
(Escala de Avaliação do insight de Beck)
5.2 Medicação atual
6. Análise geral da situação, segundo Afaf Meleis
6.1 Transições
6.2 Condições para as transições
7. Mapa Concetual
8. Diagnósticos de Enfermagem, segundo CIPE
9. Terapêuticas de Enfermagem
10. Considerações Finais
11. Referências Bibliográficas

Sumário

8. Diagnósticos de Enfermagem, segundo CIPE



8. Diagnósticos de Enfermagem, segundo CIPE



8. Diagnósticos de Enfermagem, segundo CIPE



8. Diagnósticos de Enfermagem, segundo CIPE

8. Diagnósticos de Enfermagem, segundo CIPE



8. Diagnósticos de Enfermagem, segundo CIPE

MELEIS, Afaf (2010) – Transition Theory. New York. Springer PublishingCompany, LLC. ISBN: 978-0-8261-0535-6;

Para Meleis et al (2000) os processos de transição são influenciados por diversas condições facilitadores ou inibidoras desse mesmo processo, tais como as condições pessoais, o significado atribuído aos eventos que precipitam a transição, as atitudes e crenças, o status socioeconómico, a preparação ou o conhecimento acerca do próprio processo de transição, as condições sociais e as da comunidade, o apoio de outros familiares ou pessoas significativas, a informação relevante colhida a partir de fontes credíveis como livros e guias orientadores. Como fatores inibidores, estão o suporte insuficiente, falta de insight e a informação inadequada.

6.Análise geral da situação, segundo Afaf Meleis

MELEIS, Afaf (2010) – Transition Theory. New York. Springer PublishingCompany, LLC. ISBN: 978-0-8261-0535-6;

6.Análise geral da situação, segundo Afaf Meleis

O modelo teórico da autora apresenta quatro conceitos principais:

natureza das transições,

condições de transição (que poderão ser facilitadoras ou inibidoras),

padrões de resposta,

terapêuticas de enfermagem.

MELEIS, Afaf (2010) – Transition Theory. New York. Springer PublishingCompany, LLC. ISBN: 978-0-8261-0535-6;

É o enfermeiro que deve facilitar esse processo de aprendizagem de novas capacidades, tendo em conta as mudanças e necessidades que acompanham as transições de saúde e doença na vida diária.

6.Análise geral da situação, segundo Afaf Meleis

CIPE/ICNP Beta 2 (2002)

Tipo de Acão Realizada pelo próprio com as características específicas: tomar conta do necessário para se manter, manter-se operacional e lidar com as necessidades individuais básicas e íntimas e as atividades de vida”.

Autocuidado

Legenda:
Relação Forte
Relação Fraca
Relação Conflituosa

3. Genograma e Ecomapa (Nádia)

Enfermeiros Orientadores:
Carla Pirão
Marco Néri

Docente orientador: Ana Paula Homem

Discentes:
Alexandre Inácio Nº. 531
Cátia Marques Nº. 3201
Nádia Sousa Nº. 1852


Escola Superior de Enfermagem de Lisboa

UC Análises de Situações de Enfermagem IV
Ano Letivo 2013/2014

O APGAR desta família é de 8 pontos, o que significa que se trata de uma família altamente funcional.

Obs: A pontuação obtida permite classificar a família como altamente funcional (7 a 10 pontos), com moderada disfunção (4 a 6 pontos) ou com disfunção acentuada (0 a 3 pontos).

É um questionário que quantifica a percepção que o utente tem sobre o funcionamento da sua família. É constituído por 5 perguntas que avaliam a adaptação intra-familiar, a convivência/comunicação, o crescimento/desenvolvimento, o afecto e a dedicação à família. A sua aplicação permite ao profissional de saúde a detecção precoce dos problemas familiares.

5.3 APGAR FAMILIAR DE SMILKSTEIN

0 9 0

0 9 0

Facilitadoras

Facilitadoras

Inibidoras

Inibidoras

Diminuição mobilidade física mãe

Emprego
Mãe
Irmã
Sobrinhos

Igreja

Colegas
de trabalho
Empréstimos

Internamentos
Morar com a mãe

Patologia psiquiátrica
Ausência insight
Condições habitacionais

Sociais

Comunidade

Inibidoras

Facilitadoras

Pessoais

Condições para as Transições

6.Análise geral da situação, segundo Afaf Meleis

Esquizofrenia

Stress Familiar

Alteração Comportamento

Ausência de Insight

Transição
Organizacional

Transição
Situacional

Ausência estratégias coping

Não adesão da medicação

Stress trabalho

Mudança ambiente (Hospital)

Descompensação patologia psiquiátrica

Transição saúde/doença


Lisboa, Junho de 2014

Sr. C.L.F.

Escola Superior de Enfermagem de Lisboa
Ensino Clínico Projeto Pessoal de Enfermagem Clinica
Ano Letivo 2013/2014

Estudo de Caso
Full transcript