Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Entendendo XML

Entenda o que é, como funciona e qual a utilidade de XML.
by

Janynne Gomes

on 1 March 2011

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Entendendo XML

<XML> XML (eXtensible Markup Language) é uma recomendação da W3C para gerar linguagens de marcação para necessidades especiais.

Seu propósito principal é a facilidade de compartilhamento de informações através da Internet.

A principal característica do XML, de criar uma infra-estrutura única para diversas linguagens, é que linguagens desconhecidas e de pouco uso também podem ser definidas sem maior trabalho e sem necessidade de ser submetidas aos comitês de padronização.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/XML História

Em meados da década de 1990, o World Wide Web Consortium (W3C) começou a trabalhar em uma linguagem de marcação que combinasse a flexibilidade da SGML com a simplicidade da HTML. O princípio do projeto era criar uma linguagem que pudesse ser lida por software, e integrar-se com as demais linguagens.

Características

Separação do conteúdo da formatação
Simplicidade e Legibilidade, tanto para humanos quanto para computadores
Possibilidade de criação de tags sem limitação
Criação de arquivos para validação de estrutura (Chamados DTDs)
Interligação de bancos de dados distintos
Concentração na estrutura da informação, e não na sua aparência

O XML é um formato para a criação de documentos com dados organizados de forma hierárquica, como se vê, frequentemente, em documentos de texto formatados, imagens vetoriais ou bancos de dados.

Pela sua portabilidade, já que é um formato que não depende das plataformas de hardware ou de software, um banco de dados pode, através de uma aplicação, escrever em um arquivo XML, e um outro banco distinto pode ler então estes mesmos dados. <?xml version="1.0" encoding="ISO-8859-1"?>

<receita nome="pão" tempo_de_preparo="5 minutos" tempo_de_cozimento="1 hora">
<titulo>Pão simples</titulo>

<ingredientes>
<ingrediente quantidade="3" unidade="xícaras">Farinha</ingrediente>
<ingrediente quantidade="7" unidade="gramas">Fermento</ingrediente>
<ingrediente quantidade="1.5" unidade="xícaras" estado="morna">Água</ingrediente>
<ingrediente quantidade="1" unidade="colheres de chá">Sal</ingrediente>
</ingredientes>

<instrucoes>
<passo>Misture todos os ingredientes, e dissolva bem.</passo>
<passo>Cubra com um pano e deixe por uma hora em um local morno.</passo>
<passo>Misture novamente, coloque numa bandeja e asse num forno.</passo>
</instrucoes>

</receita>
Vantagens

É baseado em texto (TXT).
Com relação aos formatos não-texto (binários), um debate existe desde os tempos do SGML, mas ainda hoje a comunidade de usuários e desenvolvedores prefere o texto ao binário, e as opções do tipo txt.zip (texto comprimido) tais como o OpenDocument são a saída mais largamente adotada.
Suporta Unicode, permitindo que a maior parte da informação codificada em linguagem humana possa ser comunicada.
Pode representar as estruturas de dados relevantes da computação: listas, registros, árvores.
É auto-documentado (DTDs e XML Schemas): o próprio formato descreve a sua estrutura e nomes de campos, assim como valores válidos.
A sintaxe restrita e requerimentos de parsing tornam os algoritmos de análise mais eficientes e consistentes. Desvantagens

As desvantagens em geral se restringem às aplicações que não demandam maior complexidade, tais como vetores, listas associativas (chave-valor) e informações relativas a configuração, em que o bom-senso estabelece a melhor escolha (entre o XML ou um formato menos popular).

O "XML simples" pode ser substituído por formatos mais simples, como properties, YAML, JSON e Simple Outline XML. Os principais critérios para se avaliar a demanda por um formato mais simples são:

Velocidade: a grande quantidade de informação repetida prejudicando a velocidade de transferência real de informação (quando esta é transportada na forma de XML).
Editabilidade txt: o arquivo "XML simples" (como se pode ver nos exemplos acima) pode ser bem pouco intuitivo, dificultando sua edição com editores txt por pessoas leigas, mais ainda no caso de volume de dados muito grandes, onde o XML pode sequer ser facilmente editável por pessoas experientes.

O formato properties, por exemplo, é mais fácil de ser editado por leigos, por ser apenas uma lista de itens do tipo chave-valor, e o JSON é um exemplo de um formato mais prático e rápido em contexto Javascript.
Full transcript