Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

A Religião Cristã em Roma

No description
by

João Pinheiro

on 18 February 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A Religião Cristã em Roma

A Religião Cristã em Roma
As perseguições Imperiais
É bastante estranho observar essas perseguições ao Cristianismo dirigidas pelos imperadores Romanos, pelo facto dos Romanos possuírem uma vasta cultura na área jurídica da lei e do direito, perseguirem pessoas tão cidadãs e fiéis às autoridades como eram os cristãos. Uma dessas coisas era que o Cristianismo considerava todos os homens iguais: um escravo poderia ser eleito bispo da igreja, coisas que os Nobres não aceitavam, outra coisa era que os Cristãos não aceitavam fazer parte ao culto ao imperador, e outra questão principal, era que os Cristãos pregavam a vinda de um outro rei “Jesus”, e sim a ele adoravam, enquanto os romanos veneravam a César. A perseguição mais forte foi a que Nero liderou (66 a 68 d.C.). É tanto que do reinado de Trajano ao reinado de António Pio (98 a 161 d.C.) o cristianismo viveu sobre o domínio de cinco imperadores, chamados cinco imperadores bons, os quais foram: Nerva, Trajano, Adriano, António Pio e marco Aurélio.

Origem do Cristianismo
O Cristianismo surgiu na Palestina, região sob domínio romano desde 64 a.C.Tem como origem a tradição judaica de crença na vida de um Messias, o salvador, o filho de Deus, cuja vinda seria uma bênção para todos aqueles que acreditassem nele.
A vida de Cristo
Pintado por Henryk Siemiradzki, 1897, Museu Nacional de Varsóvia).
Os cristãos utilizaram e ampliaram as catacumbas de Roma fazendo delas o seu cemitério e, em épocas de perseguições, também um local de culto e refúgio. O prolongado uso destes cemitérios e a sua extraordinária extensão explica-se pelo respeito e severidade com que a lei romana protegia todas as sepulturas.
As Catacumbas
Sumário:
Origem do Cristianismo;
As perseguições Imperiais;
A vida de Cristo;
O Apóstolo Paulo;
Quem foi Constantino I ;
O Cristianismo como religião oficial do Império.
Novo testamento
É o nome dado à coleção de livros que compõe a segunda parte da Bíblia cristã, cujo conteúdo foi escrito após a morte de Jesus Cristo e é dirigido explicitamente aos cristãos, embora dentro da religião cristã tanto o Antigo Testamento (a primeira parte) quanto o Novo Testamento são considerados, em conjunto.
A perseguição mais forte foi a que Nero liderou (66 a 68 d.C.).
Os milagres de Jesus Cristo

Mosaico da Igreja de São Salvador em Chora, Istambul.


Bodas de Canaã
Jesus curando o cego perto de Jericó.
Séc. XVII. Por Eustache Le Sueur, atualmente na Galeria Sanssouci, em Potsdam, naAlemanha.
Crucificação de Cristo
A Percepção assinala este dia com a imagem d' A Crucificação de Cristo, por Jacopo Tintoretto, em 1565.
Apóstolo Paulo

Apóstolo Paulo antes de sua conversão, ele dedicava-se à perseguição dos primeiros discípulos de Jesus na região de Jerusalém. De acordo com o relato na Bíblia, durante uma viagem entre Jerusalém e Damasco, numa missão para que, encontrando fiéis por lá, "os levasse presos a Jerusalém", Paulo teve uma visão de Jesus envolto numa grande luz. Ficou cego, mas recuperou a visão após três dias e começou então a pregar o Cristianismo.
Juntamente com Simão Pedro e Tiago, ele foi um dos mais proeminentes líderes do nascente cristianismo . Era também cidadão romano, o que lhe conferia uma situação legal privilegiada .
Quem foi Constantino I
Constantino I, também conhecido como Constantino Magno ou Constantino, o Grande, foi um imperador romano, proclamado Augusto pelas suas tropas em 25 de julho de 306, que governou uma porção crescente do Império Romano até a sua morte.
Constantino derrotou os imperadores Magêncio e Licínio durante as guerras civis. Ele também lutou com sucesso contra os francos e alamanos, os visigodos e os sármatas durante boa parte de seu reinado, mesmo depois do reassentamento de Dácia, que havia sido abandonada durante o século anterior.
Constantino foi o primeiro Imperador Romano que defendeu os Cristãos expulsando a religião pagã.

O Cristianismo como religião oficial do Império
O período do edito de Constantino em 303 d.C até á queda do Império Romana em 476 d.C é conhecido como período da vitória e triunfo de cristianismo sob todos os poderes contrários existentes.
Contra o cristianismo estavam todos os poderes do Estado e agora era o contrário, a favor do cristianismo estavam os poderes do Estado.
Full transcript