Prezi

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in the manual

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Freud, Piaget, e António Damásio

No description
by Sandra Figueiredo on 27 May 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Freud, Piaget, e António Damásio

Sigmund Freud, John Watson, Jean Piaget e António Damásio Estádios de desenvolvimento cognitivo Sensório-motor Pré-operatório Operações concretas Operações formais Estádio sensório-motor 0-2 anos de idade Estádio pré-operatório 2-7 anos de idade Estádio das operações concretas 7-11 anos Estádio das operações formais 11-15 anos Percepções
e movimentos Assimiliar o meio imediatamente A idade da acção sem representações ou pensamento Inteligência
prática ao serviço da acção e não da representação Esquemas de acção Exemplo “Nada substitui a experiência” Preparação para o próximo estádio Estádios de desenvolvimento cognitivo Sensório-Motor Pré-operatório Operações Concretas Operações formais 0-2 anos 2-7 anos 7-11 anos 11-15 anos Função simbólica criar símbolos para representar os objectos Esquemas de representação É egocêntrica
Não aceita a ideia do acaso
Pode agir por simulação
Possui percepção global
Deixa se levar pela aparência Manifestações da função simbólica Imagem mental e o desenho Jogo simbólico Exemplo Linguagem egocentrismo A inteligência representativa esquemas de representação A inteligência prática inexistência de pensamento Reversibilidade capacidade regressar mentalmente ao ponto de partida Compreender princípios abstractos operações formais A mente Conceito integrador da mente Papel dos afectos nas decisões Citica a tese de Descartes na obra "Ao encontro de Espinosa" onde expõe a teoria acerca dos afectos A mente humana é indissociável do corpo O ser humano age como uma estrutura integradora Argumentação Elliot página 148 - “a mente é o que o cérebro faz” António Damásio Lisboa, 25 de Fevereiro de 1944 Médico neurologista, neurocientista português que trabalha nos estudo do cérebro e das emoções humanas Estádio das operações formais 11-15 anos Pensamento abstracto

Maturidade intelectual

Raciocínios hipotético -dedutivos

Definição de conceitos e de valores Resumindo... Flávia Pereira
Luís Henriques
Sandra Figueiredo Grupo de trabalho 12ºD A criança já é capaz de operar

Consegue abstrair dados da realidade

Compreende a conservação da matéria.

Adquire reversibilidade Elliot sofre acidente cerebral Convivência As emoções de Elliot - não afectando a parte visual, da fala e movimentos por parte de Elliot Impassível com o mundo -não se zangava
-não sofria após o acidente - fraca intensidade das emoções -tanto o prazer como a dor
eram de curta duração Mente Corpo comanda induz Relação corpo-mente Indiferença afectiva Emoções Sentimentos Inseguros
Sensibilidade à crítica
Idealismo e Crítica
Problemas com tomar decisões
Inexperiência
Demasiadas opções A personalidade Desenvolvimento de pensamentos abstractos Treino
Estudo A é maior que B
B é maior que C.
Qual a relação entre A e C? Transição de dados A é maior que C. As operações funcionam melhor com objectos concretos
Problemas com ideias abstractas Reversibilidade conservação de dados necessidade lógica
pensamento mais minucioso preparação para a idade adulta Psicologia B Cognição É o processo ou faculdade de adquirir conhecimento baseado na consciência das experiências sensoriais. Factores do desenvolviemento cognitivo "Este desenvolvimento (…) pode explicar-se por diferentes factores, dos quais se distinguem quatro.

a hereditariedade, a maturação interna. (...)

a experiência física, a acção dos objectos. (...)

a transmissão social, o factor educação no sentido lato. (...)

Quero falar de um quarto factor a que chamarei equilibração. (...)" O desenvolvimento da inteligência faz-se pelo intercâmbio constante entre a criança e o meio. Assimilação Acomodação das estruturas do sujeito a novas experiências Esquema ou estrutura: os esquemas mentais,
quando coordenados entre si, constituem uma
estrutura;

Adaptação: a inteligência é uma adaptação ao meio,
feita através de dois processos: assimilação e
acomodação;

Assimilação: Integração dos dados da experiência nas
estruturas do sujeito;

Acomodação: modificação das estruturas do sujeito,
adaptando-se a novos elementos provenientes do meio;

Coordenação ou equilibração: processo entre a assimilação e a acomodação para que ocorra o desenvolvimento intelectual progressivo;

Organização ou estruturação: o pensamento actua como um todo, em interacção com o meio, e não de forma isolada. A adaptação ao meio conduz à organização do pensamento, e o pensamento organizado estrutura melhor os objectos do meio;

Estádios ou fases: etapas diferentes no desenvolvimento cognitivo. Conhecimento cognitivo conceitos Sistematização de ideias acerca do processo pela qual o ser humano constrói as estruturas do conhecimento. Teoria cognitiva Jean Piaget da experiência nas estruturas do sujeito objecto de conhecimento objecto de
conhecimento Adaptação Estado de equilíbrio progressivamente superior Equilibração Equilíbrio entre a assimilação e acomodação Teoria cognitiva de Piaget Jean Piaget
Nascimento: 9 de agosto de 1896, Neuchâtel
Falecimento: 16 de setembro de 1980, Genebra Sir Jean William Fritz Piaget epistemólogo suíço
um dos mais importantes pensadores do século XX. Porque é que Damásio relaciona as emoções com os mecanismos homeostáticos? Exemplo Mecanismos homeostaticos Emoções processos que regulam e equilibram o organismo formas do ser humano se ajustar ao meio externo reacção lógica, primária e instintiva Sentimentos Função personalizadas
os sentimentos Função dos
sentimentos linguagem que a mente compreende através da leitura dos mapas ancestrais (tendo como base de criação as emoções) devido ao facto de se formarem a nível racional superior

combinam a atenção, a imaginação e as lembranças de experiências conservadas na memória Torna o ser humano
capaz de antecipar
prever os problemas
possibilita a criação de soluções Conjunto de respostas objectivamente observáveis que o organismo efectua face a estímulos também objectivamente observáveis Situação - Reacção (S-R) Situação - Estímulos objectivamente observáveis
Reacção - Respostas objectivamente observáveis S e R permitem:
- perante um estímulo prever a reacção;
- perante uma resposta, determinar o que a causou; Comportamento segundo Watson Controlo do comportamento Behaviorismo estímulos externos responsáveis pelo comportamento; Possibilidade de controlar o comportamento manipulando o meio ambiente; O método psicanalítico estímulo resposta humano Antecedentes do behaviorismo Influência do Darwinismo - trabalho com animais;
Fisiologia - comportamento condicionado - Pavlov - 1927 - provocar comportamentos;
Funcionalismo - comportamento em relação ao meio;
Associacionismo - teoria da aprendizagem;
Empirismo; Formou-se em Medicina

Especializou-se em Neurologia, (Píbor, 6 de maio de 1856 — Londres, 23 de setembro de 1939) Ficou conhecido por ter criado a Psicanálise John Watson John Broadus Watson (Greenville, 9 de janeiro de 1878 — Nova Iorque, 25 de setembro de 1958) Doutorou-se em Neuropsicologia, sendo o líder na criação do Behavorismo Watson - 1913 “Dêem-me doze crianças sadias, de boa constituição e a liberdade de poder criá-las a minha maneira. Tenho a certeza de que, se escolher uma delas ao acaso, e puder educá-la, convenientemente, poderei transformá-la em qualquer tipo de especialista que eu queira –médico, artista, e até mesmo em mendigo e ladrão, independente de seus talentos,propensões, tendências, aptidões, vocações e da raça de seus ascendentes”. Sigismund Schlomo Freud A psicologia objectiva Sigmund Freud Mente humana Iceberg

Consciente Parte emersa
Noções, imagens e lembranças que são controladas segundo as nossas necessidades;


Inconsciente Parte submersa
instintos, pulsões e desejos inaceitáveis, que tentam manifestar-se; Concepção psicanalítica da mente Breuer A Higrofobia foi tratatada, mas surgiram novos sintomas neuróticos Freud serviu-se da hipnose para tratar uma jovem com fobia a qualquer tipo de líquido
(Higrofobia) Método catártico abandona a hipnose Antecedentes Psicanálise criação da Caracteriza-se como uma corrente da Psicologia que busca o fundamento oculto dos comportamentos e dos processos mentais, com o objectivo de descobrir e resolver os conflitos intra-psíquicos geradores de sofrimento psíquico.
Trata-se, ao mesmo tempo, de uma disciplina científica assente numa relação profunda entre o psicanalista e o paciente. Psicanálise 1. um método de investigação da mente e seu funcionamento
2. um sistema teórico sobre a vivência e o comportamento humano
3. um método de tratamento psicoterapêutico A dinâmica interior Superego Funções Funções Funções Estrutura responsável pela internalização dos valores morais inibir os impulsos primários do id, particularmente os sexuais e agressivos, condenados pela sociedade Influenciar o ego no sentido de sublimar os objetivos imorais, substituindo-os por outros aceitáveis Impulsionar a pessoa no sentido de uma realização ideal As leis behavorista pretendiam: Perante um estímulo, prever a reacção subsequente


Perante um resposta, determinar o estímulo que a desencadeou Para Piaget, o desenvolvimento cognitivo implica que a actividade do sujeito na interacção com o meio responda aos desequilíbrios cognitivos, procurando atingir um estado de equilíbrio entre a assimilação e a acomodação. Equilibração

Por exemplo, os bebés usam o esquema de sucção não só para se alimentarem, mas também para chuchar no dedo. Processo adaptativo que consiste em incorporar novas informações nos esquemas já existentes. Processo adaptativo que consiste em ajustar os esquemas existentes a novas informações e experiências, ajustando-os. Por exemplo, a criança que aprendeu a agarrar objectos pequenos com uma mão, apercebe-se que há objetos maiores que só podem ser levantados com duas mãos. Assimilação Acomodação Processo adaptativo que consiste em procurar estabelecer um equilíbrio entre assimilação e acomodação. Equilibração A equilibração é o verdadeiro motor do desenvolvimento.

Promove a alternância entre assimilação e acomodação e o equilíbrio entre as duas.

É a equilibração que nos conduz a patamares superiores de equilíbrio.

Nunca existe um total equilíbrio entre assimilação e acomodação. Assimilação Acomodação É inconsciente, é a censura das pulsões que a sociedade e a cultura impõem ao id, impedindo-o de satisfazer plenamente os seus instintos e desejos.

É a repressão, particularmente, a repressão sexual.

Manifesta-se à consciência indirectamente, sob forma da moral, como um conjunto de interdições e deveres. Superego
See the full transcript