Prezi

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in the manual

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Classificação de fontes históricas

Aprender a classificar fontes históricas
by cristina barcoso on 23 March 2011

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Classificação de fontes históricas

Fontes Primárias Fontes Secundárias Escritas Materiais Testemunhos de pessoas vivas
Transmissão oral de testemunhos
Tradição
Lendas Utensílios e instrumentos da civilização material
Vestígios arqueológicos (fósseis, ossos…)
Paisagens
Monumentos
Obras de arte: pintura, escultura
Filmes
Fotografias Diplomáticas (régias)
Jurídicas (lei, decreto, carta régia…)
Eclesiásticas (bulas)
Epigráficas (inscrições em pedra e em outros materiais)
Moedas
Paleográficas (pergaminho, papiro, papel)
Demográficas (registos paroquiais, censos, testamentos)
Privadas (correspondência, notas, diários)
Literárias (contos, cartas, romance, poesia)
Jornalísticas (anúncios, jornais...) Resultante da interpretação de fontes primárias
Investigações de outros historiadores
Contributos de outras ciências
Exemplos:
- Enciclopédias temáticas
- Biografias
-Textos historiográficos CLASSIFICAÇÃO DE FONTES HISTÓRICAS “A História faz-se, sem dúvida, com documentos escritos. Quando os há. Mas pode fazer-se, deve fazer-se, sem documentos escritos, se estes não existirem. Com tudo o que o engenho do historiador pode permitir que seja utilizado para fabricar o seu mel, na falta das flores do costume. Portanto, com palavras. Com indícios. Com paisagens e telhas. Modos de campo e ervas daninhas. Eclipses da Lua e cabrestos. Peritagens de pedras por geólogos e análises de espadas de metal por químicos. Numa palavra, com tudo o que, sendo do homem, depende do homem, serve para o homem, exprime o homem, significa a presença, a actividade, os gostos e as maneiras de ser do homem.”
Lucien Febvre, Combates pela História Orais
See the full transcript