Prezi

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in the manual

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Educação de Surdos no Brasil

No description
by Keli Krause on 1 December 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Educação de Surdos no Brasil

Foi fundada primeira escola de surdos no Brasil, chamado Imperial Instituto Surdos-Mudos no Rio de Janeiro. Dia 26 de setembro de 1856 foi aprovada a lei nº939 que designava a verba para auxilio orçamentário ao novo estabelecimento. 1855 O imperador Dom Pedro II trouxe para o Brasil, um professor surdo francês Eduard Huet que nasceu em Paris. 1856 1957 1861 Huet foi para o México, pois deixou o Instituto por problemas pessoais. 1862 Foi contratado para cargo de diretor do INES Rio de Janeiro, o Dr. Manoel Magalhães Couto , que não tinha conhecimento na educação com surdos 1880 História da Educação de Surdos: Oralismo, Comunicação Total e Bilinguismo. Congresso do Milão 1880 1911 Modelo educacional na educação de surdos utiliza oralismo 1923 Foi fundado o Instituto Santa Terezinha, escola particular, em São Paulo, somente para meninas. 1953 Foi fundada a Associação Alvorada de Surdos no Rio de Janeiro, só para surdos oralizados de classe alta e surdos pobres não podiam participar. 1954 Foi fundada a Associação de Surdos de São Paulo 1955 Foi fundada a Associação de Surdos do Rio de Janeiro. 1956 Foi fundada a Associação de Surdos de Minas Gerais 1957 Foi fundada a Escola de Surdos em Vitória, no Espírito Santo 1961 A importância da educação de surdos foi sentida antes de 1961, um ano depois que Stokoe, com sua pesquisa, defendeu a língua de sinais como status de língua. 1966 Na Constituição brasileira de 1967 há alguns artigos assegurando aos surdos o direito de receber educação. 1969 Por mais de 100 anos, a língua de sinais era proibida.Mas ela volta a ser usada novamente. 1970 Chega ao Brasil a Comunicação Total, após a visita de uma professora de Surdos á Universidade Gallaudet, nos Estados Unidos 1973 A criação do CENESP - Centro Nacional de Educação Especial, o governo deu mais atenção à educação de surdos, este trabalho antes era delegado as ONGS. 1977 Foi fundada a Federação Nacional de Educação e Integração dos Deficientes Auditivos - FENEIDA 1980 L1 - LIBRAS
L2 - Língua Portuguesa 1983 A comunidade surda criou uma Comissão de Luta pelos Direitos dos Surdos, um grupo não oficializado, mas com um trabalho significativo na busca de participação nas decisões da diretoria da FENEIDA. 1987 Foi fundada a Federação Nacional de Educação e Integração de Surdos 1967 Foi fundada a Escola Especial Concórdia para Surdos em Porto Alegre Começou a usado um método que combinava na educação de surdos como:

- Sinais
- Fala
- Leitura labial
- Treino auditivo 1991 Lei nº 10.397 de 10/01/91 1994 Começa a ser exibido na TV Educativa o programa Vejo Vozes, usando a Língua de Sinais 1994 Declaração de Salamanca 1996 A nova LDB tem algumas inovações que permitem indicar melhores perspectivas governamentais e legislativas para a educação de surdos. 2002 LEI Nº 10.436, DE 24 DE ABRIL DE 2002.

Dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras e dá outras providências. 2005 DECRETO Nº 5.626,
DE 22 DE DEZEMBRO DE 2005.

Regulamenta a Lei no 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras, e o art. 18 da Lei no 10.098, de 19 de dezembro de 2000. 2006
e
2008 2006 - Licenciatura em Letras/LIBRAS

2008 - Bacharelado e Licenciatura em Letras/LIBRAS 2010 RECOMENDAÇÃO Nº 001, de 15 de julho de 2010 Dia 18 de sembro de 2010,  LEI Nº 12.319, DE 1º DE SETEMBRO DE 2010 - A formaçãoprofissional do tradutor e intérprete de Libras. 2011 Nos dias 18 e 19 de maio de 2011, os povos surdos brasileiros protestam no Congresso Nacional contra a Educação Inclusiva e luta pela Escola Bilingue para Surdos 2012 A comemoração de 10 anosº da LIBRAS, essa história marcada na lei federal nº 10.436 é oficializada a LIBRAS no Brasil em 2002. Referências
Bibliografias PERLIN, Gládis, STROEBEL, Karin,. Fundamentos de Educação de Surdos, edição UFSC: Florianópolis, 2008.

STROEBEL, Karin Lilian, História de Surdos, edição UFSC: : Florianópolis, 2008.

Declaração de Salamanca
(http://www.lerparaver.com/legislacao/internacional_salamanca.html)

Lei de Diretrizes e Bases da Educação (lei nº 9394/96)
(http://www.rebidia.org.br/noticias/educacao/direduc.html)

Lei no 10.172, de 9 de janeiro de 2001
(http://www.presidencia.gov.br/ccivil_03/LEIS/LEIS_2001/L10172.html)

Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002
(http://www.presidencia.gov.br/CCIVIL/LEIS/2002/L10436.htm) Foi um congresso internacional de educadores de surdos nos dias 6 à 11 de setembro de 1880, em Milão, Itália.

* Discusão e avaliação da importância de três métodos rivais: língua de sinais, oralista e mista (língua de sinais e o oral).

* Quando terminou o congresso, decisão do método oralismo. 160 votaram a favor e 04 votaram contrário.

* Demissão dos professores Surdos. • Treinamento auditivo

• Desenvolvimento da fala

• Leitural labial Conferência Mundial sobre Necessidades Educacionais Especiais, realizada entre 7 e 10 de junho de 1994, na cidade espanhola de Salamanca, a Declaração de Salamanca trata de princípios, políticas e práticas na área das necessidades educativas especiais.
See the full transcript