Prezi

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in the manual

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Estudo de casos - Possibilidades pedagógicas do facebook

No description
by Bárbara Soares on 5 June 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Estudo de casos - Possibilidades pedagógicas do facebook

QUESTIONAMENTO:
Proposta inovadora de ensino: Reverberar efeitos em plataformas digitais - facebook

Dizendo de outra forma: o “potencial” interativo das relações entre professores
e alunos pode ser constatado em ambientes virtuais desta natureza? Estudo de Caso - Tecnologias na Educação O processo de ensinar é uma prática que não se limita ou se esgota no ambiente da sala de aula.
Características do docente: ser capaz de lidar com a diversidade e complexidade de seu objeto de trabalho e meios utilizados para tingi-lo. 1-TEM PROFESSOR NA REDE?:
o uso do facebook como espaço facilitador de interações pedagógicas.
http://www.nehte.com.br/simposio/anais/Anais-Hipertexto-2012/RenalleBarros&RossanaArcoverde-Temprofessor.pdf

2-O MOODLE E O FACEBOOK COMO AMBIENTES PEAGÓGICOS: Possibilidades e limitações.
http://www.nehte.com.br/simposio/anais/Anais-Hipertexto-2012/ThelmaPanerai&RenataAraujo-Omoodleeofacebook.pdf

3- GÊNEROS DIGITAIS: a interação no Facebook como recurso para ensino aprendizagem
http://www.nehte.com.br/simposio/anais/Anais-Hipertexto-2012/AlayresAlmeida-Generosdigitais.pdf

4- AS POSSIBILIDADES PEDAGÓGICAS DO FACEBOOK
http://www.nehte.com.br/simposio/anais/Anais-Hipertexto-2012/Amanda%20Tolomelli%20Brescia%20&%20Jose%20Wilson%20da%20Costa%20-%20As%20possibilidades%20pedagogicas%20do%20Facebook.pdf TEXTOS DE COLABORAÇÃO
Investigar perfis de professores em processo de formação inicial no facebook e ver a utilização e as possíveis contribuições para o ensino. OBJETIVO SOBRE O PROCESSO DE ENSINAR PALAVRAS OU IDEIAS ORIENTADORAS Relação do trabalho/ internet
Nova cultura da aprendizagem
Tecnologia Professores,
Impacto,
Novos modos de conceber
Ensino O ENSINO É UM TRABALHO INTERATIVO CATEGORIAS Multiplicidade
Imediatez
Rapidez
Imprevisibilidade
Visibilidade
Historicidade
Interatividade
Significação Ensinar é fazer com alguém algo significativo (Tardiff e Lessard). A PRIORIDADE DO TRABALHO DOCENTE É O OUTRO - heterogêneo e complexo. TAREFA DIFÍCIL: motivar/ instigar seres humanos a atribuírem seu próprio sentido à sua formação e aprendizado. ANÁLISE DE DADOS
FACEBOOK TRÊS CONCEITOS BALIZADORES DAS TECNOLOGIAS DA INTERAÇÃO Coerção - autoridade - persuasão CASO 1 Visibilidade ao trabalho de produção textual desenvolvido em sala de aula. O professor: Motiva à continuidade da produção, “[...] produção de artigo de opinião foi o ouro” e“[...] desde já felizes com o resultado” (persuasão - Tardiff e Lessard)
Confere tratamento personalizado a determinados alunos - emocional: dá destaque e estimula a escrever cada vez melhor.
Utiliza a função da coerção e exercício da autoridade: “E cadê as senhoritas Rayssa Paz, Geissy e Germana, não foram a aula pq?” e “Aguardamos as justificativas[...]”
Esta autoridade tem tom amistoso e não abusivo.
Verifica-se laços afetivos de ambas as partes: “Bjos a todos e uma ótima semana”.
Os comentários postados pelos alunos (11) indicam efetiva participação na plataforma digital e um deles, em especial, denota aprenidzagem significativa. Caso 2 Prosseguimento do estudo de verbos
O professor: "Utilização de recursos linguísticos "Olá galerinha" para mostrar proximidade. laços afetivos podem, possivelmente reverberar seus efeitos na sala de aula.
Do ponto de vista da interatividade, apenas um aluno registra comentários no perfil, ainda que o professor motive, marcando os nomes em azul, com o objetivo de chamar a atenção para a postagem.
Dado da imprevisibilidade dos acontecimentos que também ocorre no presencial, assim como no virtual - os alunos permanecem inertes. O MOODLE E O FACEBOOK COMO AMBIENTES PEDAGÓGICOS: POSSIBILIDADES E LIMITAÇÕES Objetivos:
Discutir acerca dos novos ambientes pedagógicos a partir da experiência do Moodle e do facebook. IDEIAS PRELIMINARES
A educação passa por um processo de ressignificação a partir dos AVAS.
O significado de estudar e aprender expandem-se para o ciberespaço.
Interatividade e comunicação designam este cenário.
AVAS - possibilitam organizar diversos tipos de conteúdos: material impresso, áudio, vídeo, simulações; acompanhar as atividades desenvolvidas pelos alunos e estabelecer a comunicação entre professores, tutores e alunos durante o processo de ensino e aprendizagem. O MOODELE
POSSIBILIDADES É um dos mais utilizados a nível mundial para cursos online ou como apoio ao ensino presencial
software livre, em que é possível realizar adaptações;

integra uma série de mídias e interfaces, para atender aos objetivos, às necessidades e aos interesses dos participantes; Sua complexidade permite a utilização de amplos recursos: como fórum de discussão, enquete, chat, wiki, glossário, tarefa, lição, diário, gerência de notas, links para arquivos, links para sites, pastas de arquivos, quadro de avisos, calendário, blog, RSS, áudios, vídeos, editor HTML LIMITAÇÕES o Moodle é extremamente robusto, suportando dezenas de milhares de alunos em uma única instalação. Desafios: a utilização do mesmo como forma de depósito de textos trabalhados de forma expositiva e verticalizada, contrariando os princípios da interação e da colaboração.

É uma plataforma centrada na instituição; sua implementação é cara, mesmo para ferramentas gratuitas. As disciplinas não mantêm uma comunicação entre elas e com o exterior – são isoladas umas das outras

O desenho didático da plafatorma, muitas vezes, é elaborado sem levar em consideração a realidade de seu público.

Pode resultar em um ambiente engessado e que inviabilize a concretização da interatividade. Importante: equipe de professores, designers e comunicadores terem conhecimento pedagógico necessário, para tornar tal espaço efetivamente significativo para o aluno. FACEBOOK
POSSIBILIDADES É uma ferramenta popular, fácil de usar, que não necessita de desenvolvimento interno ou de aquisição de software;

útil para alunos, professores e funcionários, além de permitir a integração de diversos recursos (RSS feeds, blogs, twitter, etc.) Página exclusiva para educadores (http://www.facebook.com/education);

apresenta uma enorme interatividade e potencial pedagógico, podendo facilitar os processos de ensino e aprendizagem. LIMITAÇÕES Presença de elementos que levam à distração, como anúncios e avisos,

falta de um sistema de filtro, busca e organização da informação;

falta de comunicação síncrona por áudio e/ou vídeo. OBSERVAÇÃO E ANÁLISE Etnografia virtual
Metodologia de pesquisa utilizada para pesquisas na internet; caracteriza-se pela imersão do pesquisador, uma observação no espaço virtual, de modo a compreender as nuances deste contexto cibercultural consoante ao objeto estudado .

BUSCA: compreender as formas de participação dos discentes no Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle e na Rede Social Facebook.

MEIOS:
1-observação dos momentos de aula presencial; questionário, com perguntas de múltipla escolha e abertas com os discentes, através da ferramenta Google Docs.
2-divulgação de links para textos, vídeos, músicas, eventos, avisos sobre leituras indispensáveis, fotos de momentos alunos em sala de aula, sugestão de busca de textos, imagens ou vídeos sobre tecnologias e seus usos nos processos de ensino e aprendizagem à distância. Público: alunos do 8º período do Curso Presencial de Licenciatura em Pedagogia
Disciplina: Introdução à Educação a Distância
Instituição: UFPE Resultados
Facebook Participaram 50% dos matriculados - 12 pessoas na faixa dos 22 aos 35 anos.
1-O facebook era acessado pelos discentes de forma diária.
2-alunos comentavam as colocações das professoras e companheiros, discutindo os textos, os links, propondo a inclusão de novos tópicos de diálogo. 3- Facebook se consolidou como um espaço de mais comunicacional, de trocas, de compartilhamento, de cocriação.

4- Os alunos criaram uma rede relacional, onde eram divulgados eventos na área de interesse do grupo, com horário e local onde ocorreriam.

5-A experiência de uso do Facebook como ambiente pedagógico foi relatada pelos discentes como rica, relevante, desafiadora, inovadora, dinâmica, interativa, prática, de interação rápida. (a rede era mais usada de maneira informal). 83% dos alunos responderam ser um ambiente de grande importância e 17% disseram ser de vantagem mediana como vantagem de uso pedagógico. RESULTADOS DO MOODLE Não foi um espaço acessado com frequência pelos discentes;
plataforma desconhecida por 67%;
a maioria das participações se concretizou de maneira reativa, os alunos apenas respondem à indagação elaborada pelo docente. Dado preocupante: As alunas estavam no oitavo período do curso e não haviam tido experiências com modalidade de ensino a distância ou com plataformas virtuais. SOBRE POSSIBILIDADES E VANTAGENS COMO AMBIENTE PEDAGÓGICO. 58% - grande vantagem no uso,
4% - vantagem mediana
8% - pouca vantagem QUESTÃO RELEVANTE:
A participação de alunos é potencializada por este ambiente, uma vez que muitos deles, em sala de aula, não conseguem se colocar oralmente, talvez por timidez.

CONTRAPARTIDA: o ambiente Moodle não atraiu tanto os discentes quanto o Facebook, A etnografia virtual atesta e as falas dos discentes também; 67% pontuaram ter interagido mais nesta rede do que no Moodle. SOBRE A DIFICULDADE DE USO 75% - dos alunos responderam que não tiveram nenhuma dificuldade;
17% - tiveram dificuldades no uso do Moodle;
8% - relataram dificuldades nos dois ambientes. PRINCIPAIS DIFICULDADES - MOODLE Acesso problemas com senha, sistema fora do ar e compreensão da dinâmica do ambiente virtual. CONCLUSÃO: o docente precisa repensar o desenho didático dos cursos à distância. É imprescindível que tal desenho didático seja: intuitivo, interativo, que instigue e favoreça a participação, a autoria, a coautoria e a colaboração entre os sujeitos que dele participam. TEM PROFESSOR NA REDE?: o uso do facebook como espaço facilitador de interações pedagógicas. AS POSSIBILIDADES PEDAGÓGICAS DO FACEBOOK

OBJETIVOS

Apresentar como está sendo feita a utilização das redes sociais na educação e como os educadores atuam na plataforma de rede social Facebook, tendo como finalidade auxiliar a aprendizagem de seus alunos. GRUPOS PARA PESQUISA

Grupo 1: ensino médio, 28 alunos, escola particular, professor é o administrador do grupo e uma aluna auxilia na mediação. Matéria: atualidade.

Finalidade: complementar as aulas de Atualidades Temáticas, oportunizar a interatividade entre os alunos e professor, contribuir com temas, promover debates, analises e reflexões.Pensar sobre questões que afetam os seres humanos no mundo atual.

Grupo 2: ensino médio, 271 alunos, escola pública estadual, dois professores são os administradores do grupo.Matéria: História.

Finalidade: discutir aspectos da disciplina de História de todo o ensino médio.

Grupo 3: Graduação, 223 alunos, instituição pública estadual, professora é a administradora do grupo.

Finalidade: Ampliar o diálogo entre futors professores. É proposto: interação, aprendizagem e partilha.

Grupo 4: Pós-graduação, 90 alunos, instituição particular, professor é o administrador do grupo. Matéria: ensino de língua estrangeira. Único grupo aberto. Todos os posts são em inglês.

Finalidade: compartilhamento de materiais e sugestões para aulas de inglês

Grupo 5: Língua estrangeira, 16 alunos, instituição pública federal, professor é o administrador do grupo.

Finalidade: todos os componentes se expressem na língua espanhola. Teoria de
ensino aprendizagem

Dificuldade de escolher
uma única teoria
coincidem e se repelem Mudança no papel do professor e do aluno

“um novo tempo, um novo espaço e outras maneiras de pensar e fazer educação são exigidos na sociedade da informação” Kenski (2003, p. 92). SEXO
69% FEMINO
31% MASCULINO FAIXA ETÁRIA
88% 15 a 35 anos RESULTADOS DA PESQUISA OUTRAS CONSTATAÇÕES:

57% utilizam a rede social Facebook para o compartilhamento de informações
76% utiliza as redes sociais para se manter informado diariamente.
97% acessam o Facebook diariamente
3% acessam semanalmente
34% ficam de 6 a 12 horas conectados em redes sociais FERRAMENTAS UTILIZADAS:

Grupos – 85 pessoas
Fotos – 73 pessoas
Bate papo – 65 pessoas
Mensagens inbox – 57 pessoas
Páginas - 56 pessoas
Eventos – 44 pessoas
Vídeos – 30 pessoas
Aplicativos – 12 pessoas
Jogos – 7 pessoas
Notas – 4 pessoas CONSIDERAÇÕES FINAIS Preparar alunos e professores para uma nova educação. Redes sociais e fazer pedagógico A resposta dos alunos CRITÉRIOS PARA A UTILIZAÇÃO DO FACEBOOK:

- Capacitar os professores para usar as redes sociais;

- Planejar em conjunto quais as redes sociais e quais as ferramentas serão utilizadas com finalidade educacional pelos professores;

- Classificar quanto a sua finalidade, e programar atividades englobando diversas ferramentas das redes sociais;

- Diagnosticar quais as ferramentas suprem as necessidades de cada uma das atividades desenvolvidas nas redes sociais;

- Capacitar os alunos no funcionamento das ferramentas que serão utilizadas pelo professor;

- Ter cuidado com os direitos autorais de materiais publicados e Informar aos alunos a esse respeito;

- Atentar para o conteúdo de mensagens postadas nas redes sociais, visando ao cuidado com a manutenção da privacidade da vida do professor;

- Atentar para a política de utilização de redes sociais da instituição de ensino. GÊNEROS DIGITAIS: A INTERAÇÃO NO FACEBOOK COMO RECURSO PARA O ENSINO APRENDIZAGEM

OBJETIVOS:

Mostrar, por meio dos resultados da pesquisa, o trabalho linguístico no ambiente educativo a partir dos vínculos de leitura utilizados. LINGUAGEM Interação
social Transfomações
social Contexto
social
e cultural Representação
e produção
da realidade Composto
multimodal:
Diferentes
meios de reprodução através de signos linguísticos NOVAS TECNOLOGIAS E GÊNERO "Meios comunicativos através dos quais os usuários da rede interagem e promovem a transferência de conteúdos informativos." (ALMEIDA, 2012, p. 6) Prolifera com
o uso intenso
da tecnologia Mediadores
discursivos POR QUE TRABALHAR
COM GÊNEROS DIGITAIS ? Escola:
produz
reproduz e
a utiliza Constrói
elabora e
reelabora
saberes Essenciais para
a atuação nas
diversas práticas
de linguagem PESQUISA
Escola Estadual Escola Elisa Coelho
Duas turmas do 7º ano do Ensino Fundamental
71 alunos
Aulas ministradas pela mesma professora
Instrumento de coleta de dados: questionário
A escola não detém um laboratório ou espaço eficaz para o uso de tecnologia RESULTADOS 1 - Quais os recursos utilizados para o trabalho com leitura na sua escola?

Resposta dos alunos: livros didáticos, texto impresso e texto visual (sem a presença de meios tecnológicos); 2- E na sua casa? Como se dá o trabalho com a leitura?

A maioria respondeu: livro didático, TV e internet, salvo alguns que responderam literatura ou jornal. O computador é o meio de contato com a linguagem que mais utilizam. A escola incentiva a utilização de todos os recursos semióticos para interpretação dos textos. Recursos semióticos estão presentes nos textos e são fundamentais para a sua compreensão. FACEBOOK

Criação do grupo;
Prorcionar discussões sobre o trabalho com a leitura e a escrita desenvolvido na escola;
Recebem postagens sobre os conteúdos estudados na escola;
Podem postar sugestões ou dúvidas. CONSIDERAÇÕES FINAIS

As tecnologias digitais ocupam um papel central na vida social
Deve fazer parte do processo ensino-aprendizagem
Instituições sem espaço e equipamentos podem propor outras soluções
See the full transcript