Prezi

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in the manual

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Aplicação de Enzimas na Indústria de Cosméticos

Caroline Lourenço Alves Vicente Silva Mattos
by Vicente Mattos on 20 November 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Aplicação de Enzimas na Indústria de Cosméticos

Caroline Lourenço Alves
Vicente Silva Mattos Utilização de Enzimas na Indústria de Cosméticos Motivação Em um Mercado Competitivo, e com um número expressivo de empresas que atuam no segmento, a área de cosméticos tende a ser ainda Mais Acirrada com a entrada de novos players para abocanhar fatias de clientes das Classes A, B e C. Assim, reestruturar as operações e Buscar Inovação podem ser as estratégias para levar a melhor.
(...) Com a nova concorrente, marcas como Água de Cheiro, Mahogany, Anna Pegova, e Contém 1g, entre outras, analisam a sua atuação. Além disso, elas estão otimistas, pois têm aproveitado o Crescimento da Comercialização de cosméticos e produtos de beleza no País, como artigos de maquiagem, perfumes e afins, em quase 20% ao ano. Em 2011, os itens foram responsáveis pela movimentação de US$ 43 bilhões na economia brasileira. O País é o Terceiro Colocado no ranking mundial, com 10,1% de Participação no setor; perde apenas para o Japão, que tem 11%, e para os Estados Unidos, mais de 14%.
Concorrência aquece mercado de cosméticos - Flávia Milhassi - DCI Técnica Efetiva Conhecimento da
fisiologia cutânea Enzimocosmética Direta Aplicações Tratamento da acne Crescimento da Venda de Cosméticos FONTE: BEOX Absorção
Difusão
Mecanismo de ação Desenvolvimento
de novos veículos Tecnologias para entrega do composto ao alvo
Formulações mais favoráveis Avanços Biotecnológicos
na área enzimática Expressão heteróloga
Caracterização
Produção em larga escala
Diminuição dos preços de produção Papaína Indireta Atuação direta de enzimas na pele
Exemplos:
Proteases para peeling, estrias e depiladores progressivos
Proteases e lipases para limpeza profunda da pele Atuação de substâncias sobre enzimas na pele
Exemplos:
Inibidores da 5-a-redutase (reguladores da secreção sebácea)
Inibidores da tirosinase (despigmentantes) Em R$ Bilhões Estudo de enzimas na área de cosméticos Busca por substâncias de baixo peso molecular e alta lipofilicidade para maior penetração na pele Visa-se (com o uso de enzimas):
Facilitar ou dificultar reações
Proteger ou reparar a pele
Destruir ou remover estruturas Normalmente, enzimas não possuem essas propriedades Celulase Como ocorre a formação da acne? Enzimas no tratamento da acne Promover abertura dos poros Regularização do funcionamento das glândulas sebácea através da remoção de substâncias lipofílicas, restos proteicos e moléculas queratínicas de pele UTILIZAÇÃO Queratinases Proteolíticas Enzima Lipolítica Enzimas na ação do antienvelhecimento cutâneo A radiação ultravioleta induz mudanças na estrutura da pele que estão associadas ao envelhecimento cutâneo, com formação de rugas, perda da textura e do brilho e redução da elasticidade. Sob observação microscópica da derme, observa-se que os componentes da matriz extracelular estão degradados e a membrana basal danificada, com consequente enrugamento da epiderme Estudos têm demonstrado que um dos fatores que introduzem essas mudanças envolve as metalo-proteinases de matriz (MMP). Estas enzimas são um tipo de metaloproteinase cujo substrato principal é uma proteína de matriz fundamental e é responsável pela destruição do colágeno e da elastina da pele Solução: Inibição da MMP Um novo conceito em Peeling Enzimático Renovação Celular Utilisando-se uma protease Arazyme Aranha coreana Nephila clavata Enzimas Depilatórias Queratina mole dura Utilização Cistina Queratinase Papaína Enzimas em Alisamento Utilizadas em alisantes e onduladores capilares Alteração da disposição das ligações dissulfeto da queratina Enzimas no Tratamento de Caspa Como ocorre? Solução Enzimas Lipolíticas e Proteolíticas Enzimas na Higiene Bucal Sistema de peroxidase:
Lactato peridase
Tiocianato de potássio
Glicose oxidase Lisozima Dextranase Misturas de amilases e proteases Amilases Fórmula
Cada 100g contém
Glicose oxidase.......................0,02 g
Lactoperoxidase......................0,004 g
Sorbitol............................47,926 g
Benzoato de sódio......................0,1 g
Tiocianato de potássio................0,05 g
Sílica hidratada.......................8,5 g
Glicerina..............................6,4 g
Dextrose..............................2,54 g
Goma xantina..........................0,99 g
Flavorizante..........................3,09 g
Água purificada......................15,01 g
Fosfato bicálcico anidro.............15,02 g
Monofluorfosfato de sódio.............0,18 g
Dióxido de titânio....................0,17 g Coenzimas e Cofatores em Cosméticos Usados em cosméticos Funcionalidade eficiente das funções das enzimas Enzimas com ação conservante em cosméticos Lactoperoxidase e Peroxidase Utilizados como conservantes para cosméticos Como atuam? Crystal structure of bovine lactoperoxidase The chime structure of Horseradish Peroxidase SANTOS, E. P.; VELASCO, M. V. R.; VILLA, A. L. V.; SIMÕES, S. I.; Enzimas na Indústria de Cosméticos; Enzimas em Biotecnologia: Produção, Aplicação e Mercado.
www.dci.com.br
www.beoxdistribuidores.com.br
www.abihpec.org.br Referências Obrigado! Formulação de Enzimas Tarefa complexa mas possível! Deve ser considerado: Enzima utilizada
Natureza do substrato
Meio para adição
Formulação pH do Meio Forma Cosmética Compatibilidade com o Veículo pH de maior estabilidade da enzima e do local de aplicação Formulações de uso tópico em pH fisiológico da pele (4,5 a 6,5) Possibilidade de tamponação da formulação Evitar incompatibilidades entre enzima e componentes Reações de oxidação
Instabilidade em soluções aquosas Formas cosméticas mais usuais:
Emulsões (loção e creme)
Preparações não aquosas (pomadas) Estabilidade física, química e microbiológica assegura a eficácia da formulação durante o prazo de validade Estabilidade das emulsões frente às enzimas
Fase lipídica pode se tornar instável na presença de enzima lipolítica Cuidados essenciais para incorporação da enzima:
Estável em condições normais
Não deve ser inibida pelos demais componentes
Compatibilidade enzima e veículo/excipiente da formulação
Homogeinidade da distribuição da atividade enzimática
Não ocorrência de irritação ou toxicidade
Manter-se estável no pH da formulação Novas estratégias na enzimocosmética: O papel da biotecnologia Podem ser usadas algumas estratégias que fornecem sistemas enzimáticos mais estáveis.
Estas estratégias incluem imobilização de enzimas por: Exemplos Hidrolisa grupos glicosídicos dos mucopolissacarídeos microbianos Degrada dextronas que junto com as levanas são produtos metabólicos do ataque das bactérias sobre carboidratos. A presença dessa substância se relaciona com a manutenção da película da placa bacteriana. Possuem ação antimicrobiana sobre bactérias fungos e virus orais. O agente microbiano que se gera em vivo pelo sistema é o ion hipotiocianito (OSCN-) que em equilíbrio ácido base com o ácido hipotiocianoso (HOSCN) inibe a assimilação de glicose pelas bactérias cariogênicas.
See the full transcript