Prezi

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in the manual

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Rotina da Alfabetização na Perspectiva do Letramento

No description
by Lais Renata on 24 October 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Rotina da Alfabetização na Perspectiva do Letramento

Rotinas
O contexto de produção, tal como propõem vários autores, determina não apenas o que dizemos sobre o “mundo”, mas também a forma que escolhemos para “dizer”. É necessário na escrita de um texto que se tenha não somente “o que escrever”, mas também “para que” e “para quem” escrever; ou seja, quem escreve um texto elabora representações sobre a situação de interação, sobre os interlocutores e sobre as representações do interlocutor.
Rotina da Alfabetização na
Perspectiva do Letramento

O que é?

Como é?

Para que as fazemos?
A organização do tempo pedagógico garante que cada eixo de ensino seja contemplado, sendo importante ao professor refletir sobre o que ensina, por que ensina e que tempo (etapa e duração) precisa para ensinar o que ensina. Por meio do planejamento, podemos refletir sobre nossas decisões, considerando as habilidades, possibilidades e conhecimentos prévios dos alunos.
A ORGANIZAÇÃO DO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM
“Para organização das rotinas é necessário considerar e articular uma clara definição dos objetivos da alfabetização, da opção conceitual e da definição das ações, procedimentos e técnicas para atingir os objetivos e não apenas estabelecer 'um conjunto de prescrições geradoras de uma prática rotineira' ". (SOARES, 2003, p. 95).

Nesse sentido, perguntamo-nos:
Como organizar propostas de ensino que contribuam, efetivamente, para a apropriação da alfabetização na perspectiva do letramento?
Organização do trabalho pedagógico precisa envolver um conjunto de procedimentos que devem ser planejados para serem executados durante um determinado tempo, tomando como referências as práticas sociais/culturais dos sujeitos envolvidos, suas experiências e conhecimentos.
A rotina de sala de aula deve contemplar os vários eixos como objetos de ensino, pois é primordial diversificar as atividades para melhor atender aos alunos em todos os anos do ciclo de alfabetização.
Quadro de Rotina
Indica que a organização dos diferentes tipos de atividades depende das aprendizagens esperadas para a turma.
De forma equilibrada e progressiva na rotina semanal;
Contemplando ações como reflexão, sistematização e consolidação dos direitos de aprendizagem;
Diversas formas de agrupamento dos alunos, diariamente e ao longo da semana.
Variando as formas de gestão em sala de aula, estaremos conciliando a aprendizagem do Sistema de Escrita Alfabética e o desenvolvimento de estratégias de compreensão e produção de textos orais e escritos, sem negligenciarmos nenhuma dessas dimensões da escolarização inicial, integrando-as ao trabalho focado em saberes relativos a diferentes áreas de conhecimento.
Sequências Didáticas
São atividades planejadas de forma sequenciada, de modo que a ordem interfere na sua realização.
As respostas dos alunos a uma atividade direcionam e são mobilizadas na atividade seguinte.
Em relação ao ensino da língua, por meio dessa forma de organizar o trabalho pedagógico, um mesmo conteúdo pode ser revisitado em diferentes aulas, de modo articulado e integrado.
Objetivos
Objetivos Didáticos
Reconhecer o gênero seminário como um gênero oral praticado nos espaços escolares e extraescolares;
Refletir sobre o gênero seminário escolar: finalidade, organização, elementos linguísticos e paralinguísticos;Utilizar diferentes fontes de pesquisa;
Selecionar informações fundamentais para a apresentação do seminário;
Produzir resumos, esquemas para registrar informações sobre a temática;
Conhecer e organizar as etapas de um seminário: abertura, introdução ao tema, desenvolvimento, conclusão, encerramento;
Usar expressões linguísticas próprias do gênero seminário.Fazer uso de material escrito como apoio para a exploração do tema e nortear a audiência acerca do seminário apresentado;
Articular os turnos das falas entre os sujeitos participantes do grupo do seminário.
Projeto Didático
"Pressupõe um problema a ser resolvido, produto a ser produzido pelos alunos e um acompanhamento coletivo de todo o processo". (LEAL, 2005).
Na organização dos projetos didáticos, é importante estabelecer critérios de análise, tais como os utilizados para verificar se:
A temática é pertinente à turma?
O projeto apresenta um problema?
A apresentação contempla as ideias gerais do projeto?
Os argumentos que justificam a realização do projeto estão claros e articulados com a temática proposta?
A fundamentação teórica é pertinente à temática?
Os conteúdos a serem trabalhados estão expressos e estão articulados com a temática?As etapas previstas no projeto contemplam os objetivos almejados?
O tempo de duração é apropriado ao desenvolvimento das atividades?A forma de avaliação definida é coerente com a temática, com os objetivos estabelecidos, com as atividades propostas, com o tempo disponível e os sujeitos envolvidos?
Os objetivos gerais e específicos são apresentados com clareza?
O projeto é viavel?
Os objetivos gerais e específicos são coerentes com a temática abordada?
A articulação entre os objetivos específicos permite que o objetivo geral seja alcançado?
Atividades Permanentes
Acontecem ao longo de um determinado período de tempo na rotina (semana, mês, ano);
Importantes para o desenvolvimento de conceitos, procedimentos e atitudes;
A roda de leitura pode fazer parte da rotina como uma atividade que busca incentivar nas crianças o prazer pela leitura.
Jogos
Se configuram como atividades lúdicas desenvolvidas como recurso em várias modalidades da atividade pedagógica atrelado à mediação do docente.
Atividades que envolvem o brincar com a língua, tais como o jogo da forca, adedanha, palavras cruzadas, dentre outros, já são desenvolvidas pelas crianças, mesmo antes da escola.
Situações de Uso da Escrita na Alfabetização
Situações em que se busca causar um efeito sobre os interlocutores em diferentes esferas e participação social (notícias, crônicas, cartazes, manchetes, etc.);
Situações voltadas para a construção e o conhecimento (resumos, anotação, esquema, etc);

Situações voltadas para a auto avaliação e expressão de sentimentos, escrever para si (diários, poemas pessoais, etc);
Situação em que a escrita serve para monitoramento de suas ações, organização do dia-a-dia (agendas, calendários etc).
Na organização das atividades é imprescindível pensar em ...
Quais os objetivos da atividade?
Como será a sequência/regularidade da atividade?
O que o aluno já sabe e o que pode aprender com a atividade?
Como posso intervir durante/após a atividade?
Para que nível de escrita é mais produtiva a atividade?
Como deve ser a organização da sala ou do grupo?
Para Organizar as Atividades em Sala de Aula no Atendimento à Diversidade é Importante Pensar em:
Como podemos organizar as atividades necessárias para cada turma dentro da rotina diária e semanal?
Os alunos se alfabetizam só pela leitura de textos?
É preciso reservar tempo na rotina para ensinar linguagem oral?
Que unidades linguísticas devemos/podemos explorar em sala de aula?
Como podemos fazer essa sistematização? Com que regularidade
Para desenvolver a compreensão da leitura e da produção textual, precisamos refletir sobre os gêneros textuais ou basta promover situações de leitura e de produção de textos?
Diferentes
Contribuições
Leal, 2005, p.107
Além de diversificar as atividades, é preciso também diversificar seus modos de organização por meio de: situações didáticas em grande grupo, pequenos grupos, duplas e de forma individual, pois “a organização dos alunos em sala de aula não pode ser decidida apenas com base nos conhecimentos que eles possuem [...].
Para organizarmos os alunos, precisamos ter em mente o que queremos naquele momento da aula”
Algumas formas de organização do trabalho pedagógico têm sido mais comuns na rotina escolar nos dias atuais, tais como, por exemplo:
Sequência
Didática
Projeto
Didático
Atividades
Permanentes
Jogos
See the full transcript