Prezi

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in the manual

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Copy of Construtivismo

By: Raphael Cândido Alves História da Arte - Curso de Design de interiores Faculdade Cambury
by Rui Clérigo on 5 February 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Copy of Construtivismo

Vanguardas Definição Histórico Proposta Estética Referências bibliográficas Movimento de vanguarda, com berço na Rússia, que trata a pintura e a escultura como construções, estabelecendo grandes conexões com a arquitetura, em termos de materiais, procedimentos e objetivos. Diretamente influenciado pela revolução de 1917 na Rússia, o movimento discutiu profundamente o papel social da arte e sua produção concreta para sociedade. RICKEY, G. CONSTRUTIVISMO - ORIGENS E EVOLUÇÃO. São Paulo: Cosac Naify, 2002 464 p.
AARON, Scharf. “Construtivismo”. Texto integrado ao livro “Conceitos da. Arte Moderna”. Organizado por Nikos Stangos. Jorge Zahar Editor. 1991, 343p.

Sites (Acesso em out/2012):
http://www4.pucsp.br/cos/cultura/construt.html;
http://penta.ufrgs.br/~luis/Ativ1/ConstruEvelise.html;
http://www.itaucultural.org.br/aplicexternas/enciclopedia_ic/index.cfm?fuseaction=termos_texto&cd_verbete=3780;
http://artemodernafavufg.blogspot.com.br/2009/07/construtivismo-i.html;
http://www.getty.edu/research/tools/guides_bibliographies/lissitzky/
http://thaa2.wordpress.com/2009/07/page/2/
http://blog.desarte.com.br/attachments/014_Construtivismo.pdf
http://www.slideshare.net/DedinhaRamos/as-vanguardas-do-modernismo
http://www.slideshare.net/DedinhaRamos/as-vanguardas-do-modernismo
http://www.pitoresco.com.br/art_data/constutivismo/index.html;
http://vanguardasufms.blogspot.com.br/2011/12/construtivismo-russo.html
http://vanguardasufms.blogspot.com.br/2011/12/construtivismo-russo.html
http://contempractice.blogspot.com.br/2010/01/1916-1924-modernist-factions-de-stijl.html CONSTRUTIVISMO Curso de Design de Interiores
Disciplina de História da Arte
Adriele Melo
Andressa
Marcelo Gonzaga
Raphael Cândido Alves Principais obras Arte "vermelha" 1913 1920 Revolução de Outubro de 1917 2002 March (cc) image by jantik on Flickr O termo construtivismo liga-se diretamente ao movimento de vanguarda russa e a um artigo do crítico N. Punin, de 1913, sobre os relevos tridimensionais de Vladimir Evgrafovic Tatlin; Até o surgimento do constutivismo, nenhum movimento na evoução da arte moderna tinha sido uma expressão tão completa da ideologia marxista ou tinha estado tão intimamente ligado a um organismo comunista revolucionário. Fabricação de coisas socialmente úteis;

Objetividade dos processos;

Novos sidgnificados e novas formas. Elogiavam as formas simples;
Edifícios e objetos deviam libertar-se das excrescências ornamentais e das algemas acumuladas da arte do passado;
Primitivismo arquitetônico. Artista --> Designer criativo Natureza abertamente propagandística. Relacionava-se diretamente com à produçao de máquinas, à engenharia arquitetônica e aos meios gráficos e fotográficos de comunicação. Arte utilitária Não pretendia ser um estilo abstrato em arte, nem mesmo ser uma arte. (cc) photo by theaucitron on Flickr Rejeitava a "arte pela arte" "Belas-artes" O construtivismo era de fato vermelho! "não a arte política, mas a socialização da arte."
"o espaço era feito para as pessoas, não as pessoas para o espaço." Deveria ocupar seu lugar ao lado do cientista engenhero. Deveria ocupar seu lugar ao lado do cientista engenhero. Iconoclastas, rejeitaram a preocupação burguesa com a representação da realidade. Propõe uma arte abstrata, geométrica e autônoma, seguindo uma estética antinaturalista, de ordem matemática, criando uma conexão entre arte e tecnologia. O termo arte construtivista foi usado por Malevich pela primeira vez para descrever o trabalho de Rodchenko em 1917. A abstração construtivista encontra suas raízes na arte não utilitária de Kazimir Malevich e Pablo Picasso. Em 1922, Pevsner e Gabo, pressionados pelo regime soviético, deixam a ex-URSS ; e, no ano seguinte, o stalinismo retorna à estética realista figurativa, voltando a valorizar a velha academia. O auto-exílio deles contribuiu para a disseminação dos ideais estéticos da vanguarda russa, impactando a Bauhaus na Alemanha, o De Stijl, nos Países Baixos e o grupo Abstraction-Création, na França. Gabo seria em 1937, um dos editores do manifesto construtivista inglês, Circle. Picasso constrói relevos com madeira e vidro, barbante e outros materiais. "Do espiritual na arte", de Kandinsky é traduzido para o russo. Tatlin, após visita Picasso, funda o construtivismo, com a exposição de construções abstratas, em Moscou. Rodchenko cunha o termo "arte não- figurativa". Malevitch pinta " Quadro Preto sobre quadrado branco" e outras obras suprematistas. Em 1925, o Comitê Central do Partido Comunista saiu contra a abstração; em 1932, todos os grupos culturais foram dispersados; e, em 1934, um novo estilo de propaganda do realismo social se tornou a única abordagem artística oficial da União Soviética. 1918 Novas escolas, Oficinas de Arte e Técnica Superiores, VKhUTEMAS, surgiram com o intuito de teinar intensivamente artistas-projetistas.
Seus programas foram organizados inicialmente por Vassily Kandinsky. A herança tecnologicamente primitiva da Rússia czarista impedia a concretização de ideias avançadas. 1921 Com o N.E.P,a utilidade dos construtivistas passou a ser seriamente questionada. Vladimir Tatlin, 1917 -1920, Monumento à Terceira Internacional. Autores Legados:
Neoconcretismo (Brasil - década de 60);
À arte tecnológica: "Esta arte partilhada com as máquinas entra nas casas via satélites, telefones, oferecendo-se para ser recebida, modificada e devolvida (...). Comunidades virtuais on-line reúnem indivíduos por afinidade, em que a arte também afirma sua liberdade." (Diana Domingues-1997) Rejeitava o conceito de gênio: intuição, inspiração e autoexpressão;
O processo criativo consistia-se no tectônico, ou seja, na arte de construir;
Fusão de conteúdo das formas. Inspirado pelo cubismo francês e pelo futurismo inglês;
Fortemente ligado ao Suprematismo. Vladimir Tatlin simbolizou neste monumento a força revolucionária da humanidade. O monumento contém o demonstrativo do potencial expressivo de uma estrutura técnica moderna.
O principal objeto deste movimento era “construir a arte, não criá-la”, onde estes princípios eram aplicados principalmente a escultura que trazia quatro dimensões sobrepostas a movimento e tempo. O estilo baseava-se no uso de materiais industrializados como vidro, metal e plástico em obras tridimensionais, chegando ao que se pode chamar de “colagem tridimensional”. Golpeie os Brancos com a Cunha: O cartaz de rua aplica as formas suprematistas e as propagandas revolucionárias. Transmite a impressão de que a cunha vermelha irá romper o círculo branco (velha ordem).Durante vários períodos a arte teve a necessidade de ir além dos modelos tradicionais; com a devastação causada pela Primeira Guerra Mundial e a queda do antigo regime há uma busca de combinações que expressam condições sociais e novos ideais. 1918: Encenação do assalto ao Palácio de INvern em Petrogrado. Fotografia Fotografia
See the full transcript